A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
47 pág.
apresentacao_bioengenharia_DEFLOR_PEREIRA

Pré-visualização | Página 2 de 2

para a aplicaão para a aplicaçção dos ão dos 
chumbadores.chumbadores.
Foto 2 Foto 2 –– OperOperáários trabalhando na rios trabalhando na 
quebra das bordas do concreto projetaquebra das bordas do concreto projeta--
do para regularizado para regularizaçção da ão da áárea.rea.
ESTUDO DE CASOS – CURVA DO PONTEIO
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
Foto 3 Foto 3 –– Vista do chumbador e da placa Vista do chumbador e da placa 
de ancoragem.de ancoragem.
Foto 4 Foto 4 –– Vista do concreto projetado Vista do concreto projetado 
adjacente adjacente àà erosão onde sererosão onde seráá aplicado aplicado 
o Bermalongao Bermalonga®® D20, na interface do D20, na interface do 
concreto/solo.concreto/solo.
ESTUDO DE CASOS – CURVA DO PONTEIO
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
Foto 5 Foto 5 –– Detalhe do preparo do solo paDetalhe do preparo do solo pa--
ra proceder a hidrossemeadura, o re ra proceder a hidrossemeadura, o re ––
tentortentor orgânico (Bermalongaorgânico (Bermalonga®®) aplica) aplica--
do na interface do solo com o concreto.do na interface do solo com o concreto.
Foto 6 Foto 6 –– Detalhe do retentor orgânico,Detalhe do retentor orgânico,
Manta Antierosiva de Fibra de Coco, Manta Antierosiva de Fibra de Coco, 
Desenrolando a tela metDesenrolando a tela metáálica para a lica para a fifi--
xaxaççãoão..
ESTUDO DE CASOS – CURVA DO PONTEIO
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
 
Foto 7 Foto 7 -- Detalhe da erosão jDetalhe da erosão jáá protegida protegida 
com manta antierosiva de fibra de coco com manta antierosiva de fibra de coco 
e a ancoragem dos sedimentos com e a ancoragem dos sedimentos com 
palipaliççada de madeira.ada de madeira.
Foto 8 Foto 8 –– Detalhe da drenagem Detalhe da drenagem supersuper--
ficialficial com Bermalongacom Bermalonga®® e a malha e a malha meme--
ttáálicalica de alta resistência jde alta resistência jáá aplicada aplicada soso--
brebre a superfa superfíície da erosão. cie da erosão. 
ESTUDO DE CASOS – CURVA DO PONTEIO
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
Foto 9 Foto 9 -- Detalhe da placa de Detalhe da placa de 
ancoragem (40x40cm) para aderir ancoragem (40x40cm) para aderir àà
malha metmalha metáálica na superflica na superfíície da cie da eroero--
sãosão, ajustada pela porca ao chumbador, ajustada pela porca ao chumbador
Foto 10 Foto 10 –– Detalhe da fixaDetalhe da fixaçção da malha ão da malha 
metmetáálica de alta resistência em toda a lica de alta resistência em toda a 
superfsuperfíície da erosão.cie da erosão.
ESTUDO DE CASOS – CURVA DO PONTEIO
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
Foto 11 Foto 11 -- Detalhe da fixaDetalhe da fixaçção da malha ão da malha 
metmetáálica de alta resistência, com lica de alta resistência, com gramgram--
pospos de ade açço de 50cm de comprimento e o de 50cm de comprimento e 
diâmetro de 7,5mm.diâmetro de 7,5mm.
Foto 12 Foto 12 –– ComeComeçço da germinao da germinaçção das ão das 
sementes, jsementes, jáá obtendo um efeito obtendo um efeito estestéé--
ticotico muito mais agradmuito mais agradáável.vel.
ESTUDO DE CASOS – CURVA DO PONTEIO
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
Foto 13 Foto 13 –– Erosão completamente recuperada, sem focos erosivos e Erosão completamente recuperada, sem focos erosivos e revereve--
getadagetada apapóós 30 dias da instalas 30 dias da instalaçção da mantaão da manta
ESTUDO DE CASOS – CURVA DO PONTEIO
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Recuperação e proteção de processos erosivos com rip-rap de 
Bermalonga®
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
PROTEÇÃO DE TALUDES E CURSOS D’ÁGUA COM
RETENTORES DE SEDIMENTOS
5 - 10m
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
PROTEÇÃO DE CURSO D’ÁGUA COM USO DE
RETENTORES DE SEDIMENTOS
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
PROTEÇÃO E REVESTIMENTO DE CANAIS COM
TELA SINTEMAX 
N.A.
Biomanta Antierosiva
Permanente 
Grampos de aço
Ancoragem inferior Ancoragem superior
ff = = ?? x d x sx d x s ; onde; onde::
ff = Tensão de arraste (kg/m= Tensão de arraste (kg/m²²););
?? = Densidade da = Densidade da áágua (kg/mgua (kg/m³³););
d = Profundidade do fluxo (m);d = Profundidade do fluxo (m);
s = Gradiente de energia ds = Gradiente de energia d’á’água (m/m)gua (m/m)
7575Blocos articulados de concretoBlocos articulados de concreto
4040GabiõesGabiões
3535Biomantas reforBiomantas reforççadasadas
3030RipRip--rap (enrocamento)rap (enrocamento)
1515Biomantas AntierosivasBiomantas Antierosivas
1010VegetaVegetaçção comumão comum
Kg/mKg/m²²TIPOTIPO
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Uso de madeira, biomanta antierosiva, enrocamento, estacas vivas, 
aterro compactado
Paliçada de madeira Ø=20
2,00m
3%
1,5
2,0
Bermalonga® D40
Leira Vegetada de Bermalonga® D40
Tela Sintemax® 400TF
Aquamesh®
Pedras de mão
Tela Fibrax® 400BF
NA min
NA max
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Uso de madeira, biomanta antierosiva, enrocamento, estacas vivas, 
aterro compactado
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Solo envelopado com madeira, ramos vivos, aterro compactado e 
solo grampeado
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Solo envelopado com madeira, ramos vivos, aterro compactado e 
solo grampeado
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Recuperação, regularização, desassoreamento e proteção das 
margens com paliçada de madeira e retentores de sedimentos
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Desassoreamento, regularização e proteção de curso d’água com uso 
de Retentores de Sedimentos tipo Bermalonga®
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Desassoreamento, regularização e proteção de curso d’água com uso 
de Retentores de Sedimentos tipo Bermalonga®
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Sistema de confinamento de solo com Colchão Celular®
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Proteção de margens de cursos d’água com Retentores de 
Sedimentos, Silte Fence e Vetiver
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Proteção de margens de cursos d’água com Retentores de 
Sedimentos, biomantas antierosivas e enrocamento
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Contenção de encostas e taludes instáveis com uso de solo 
grampeado verde
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Controle de Processos Erosivos com Técnicas de Bioengenharia
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Controle de Processos Erosivos com Técnicas de Bioengenharia
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Controle de Processos Erosivos com Técnicas de Bioengenharia
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Controle de Processos Erosivos com Técnicas de Bioengenharia
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
ESTUDOS DE CASOS
Controle de Processos Erosivos com Técnicas de Bioengenharia
Belo Horizonte, 04 de março de 2005. © Deflor, 2005
FIMFIM
Aloisio Rodrigues PereiraAloisio Rodrigues Pereira
deflor@deflor.com.brdeflor@deflor.com.br