A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
PRINCÍPIOS DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS - AV1 2014

Pré-visualização | Página 1 de 1

Parte superior do formulário
		
		
	 
	 Fechar
	Avaliação: CCE0291_AV1_200902126787 » PRINCÍPIOS DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS
	Tipo de Avaliação: AV1
	Aluno: 
	Professor:
	SHEILA FERREIRA MARIA CAMPOS
	Turma: 9009/Z
	Nota da Prova: 1,5 de 8,0         Nota do Trab.: 0        Nota de Partic.: 1,5        Data: 12/04/2014 10:21:27
	
	 1a Questão (Ref.: 200902165131)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	A questão do aquecimento global é uma grande preocupação das autoridades mundiais. O Protocolo de Kioto obriga os países desenvolvidos a reduzir a emissão de gases poluentes na atmosfera; porém os EUA não assinaram este documento, uma vez que isso faria com que eles diminuissem a produção de suas fábricas e consequentemente sua economia, mas esta é uma questão política. O que eles tem que fazer é produzir energia por fontes limpas e diminuir o consumo de petróleo. A energia eólica é uma boa candidata a isso. Atualmente, a maior parte das turbinas eólicas, ou aerogeradores, são fabricados a partir de plásticos reforçados ou fibras de vidro. Fibras de carbono, aço e alumínio são usados em menor escala. Novos materiais compósitos com base em matrizes metálicas também continuam sendo pesquisados e usados. A respeito dos metais, assinale a alternativa incorreta:
		
	
	são rígidos
	
	são densos e resistentes à fratura
	
	apresentam estrutura cristalina
	 
	não são dúcteis
	
	muitos apresentam propriedades magnéticas
	
	
	 2a Questão (Ref.: 200902168745)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Sabendo que materiais compósitos são aqueles que consistem em mais de um tipo de material, podem ser classificados como compósito:
		
	
	liga de alumínio
	
	tijolo
	 
	concreto
	
	aço carbono
	 
	fibra de vidro
	
	
	 3a Questão (Ref.: 200902168715)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Materiais cristalinos são aqueles que apresentam uma organização atômica padrão e repetida. Marque a opção que mostra as três estruturas cristalinas do sistema cúbico.
		
	
	CSS, HC, CFC
	
	HC, CS, CFF
	
	CFC, CSS, CCC
	 
	CS, CCC, CFC
	 
	CCC, CFF, CS
	
	
	 4a Questão (Ref.: 200902168727)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	A ordenação dos átomos nos sólidos cristalinos indica que pequenos grupos de átomos formam um padrão repetitivo. Desta forma, ao descrever estruturas cristalinas, se torna conveniente subdividir a estrutura em pequena entidades repatitivas, chamadas de:
		
	 
	células unitárias
	 
	unidades secundárias
	
	unidades unitárias
	
	células secundárias
	
	células cúbicas
	
	
	 5a Questão (Ref.: 200902159084)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	O que é limite de escoamento?
		
	
	Tensão que corresponde à carga máxima suportada por um corpo-de prova em um teste de tração.
	
	Tensão necessária para se fraturar um corpo-de-prova em um teste de flexão.
	 
	Tensão acima da qual a relação entre tensão e deformação é não linear.
	 
	Tensão relecionada a uma deformação plástica convencionada.
	
	Tensão necessária para se fraturar um espécime no teste de impacto.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 200902194528)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	A barra de direção de um caminhão feita com aço Carbono SAE 1045 rompeu após o veículo ter percorrido 100.000. Em conseqüência ocorreu um grave acidente. Na hora do acidente, a velocidade do caminhão era moderada, a carga estava dentro dos limites previstos e o programa de manutenção estava em dia. Num caso como este, qual o mecanismo de fratura mais provável?
		
	
	Fratura dútil por sobrecarga
	 
	Fratura por Fadiga iniciada por um provável defeito superficial originário do tratamento térmico.
	
	Fratura por Fluência
	 
	Fratura por corrosão sob tensão
	
	Fratura frágil por sobrecarga
	
	
	 7a Questão (Ref.: 200902201583)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Nas cidades onde ocorrem grandes nevascas costuma-se utilizar sal para derreter o gelo mais rapidamente, evitando problemas com seu acumulo nas ruas. Ao se adcionar sal ao gelo, ocorre uma redução do ponto de fusão da água, fazendo com que o gelo derreta em temperaturas menores que a temperatura de fusão padrão (próximo a 0 ºC). Como nas cidades onde ocorrem as nevascas as temperaturas, geralmente, se mantem em níveis negativos por certo tempo, o gelo não iria derreter, pois isso so aconteceria ao atingir temperatura de fusão. Com adição de sal essa fusão pode ocorrer em temperaturas inferiores a 0 ºC, evitando o acumulo de gelo nas ruas. Assim, considere uma nevasca ocorrida em uma determinada cidade na qual a temperatura se mantem em -10 ºC. Com base no diagrama de fases H2O-NaCl, qual seria a concentração aproximada de sal para derreter o gelo sem grandes desperdícios do mesmo?
 
		
	 
	15% de sal.
	
	11% de sal.
	
	6% de sal.
	
	26% de sal.
	
	19% de sal.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 200902201502)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Com relação aos materiais metálicos podemos fazer as seguintes afirmações: I) Os elementos de liga utilizados nas ligas refratárias geralmente apresentam baixo ponto de fusão. II) Alguns aços inox podem ser usados em temperaturas de até 1000 ºC e ambientes severos (ex: marinho), mantendo suas propriedades mecânicas em níveis satisfatórios. III) O cobre apresenta baixa condutividade elétrica, por isso é adicionado elementos de liga para aumentar sua condutividade utilizá-lo na fabricação de fios. IV) As ligas leves apresentam boa resistência mecânica, porém não podem ser utilizadas em ambientes agressivos devido a sua baixa resistência a corrosão.
		
	
	Apenas I, III e IV estão corretas.
	
	Apenas IV está correta.
	
	Apenas III e IV estão corretas.
	 
	Apenas a II está correta.
	 
	Apenas I, II e IV estão corretas.
	
	
	 9a Questão (Ref.: 200902199724)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Qual a diferença entre deformação elástica e deformação plástica?
		
	 
	A deformação elástica segue a lei de Hooke e não é uma deformação permanente, enquanto a deformação plástica não segue a lei de Hooke e é uma deformação permanente.
	
	A deformação elástica não segue a lei de Hooke e não é uma deformação permanente, enquanto a deformação plástica segue a lei de Hooke e é uma deformação permanente.
	 
	A deformação elástica não é uma deformação permanente, enquanto a deformação plástica é uma deformação permanente. Ambas seguem a lei de Hooke.
	
	A deformação elástica não é uma deformação permanente, enquanto a deformação plástica é uma deformação permanente. Ambas não seguem a lei de Hooke.
	
	A deformação plástica segue a lei de Hooke e não é uma deformação permanente, enquanto a deformação elástica não segue a lei de Hooke e é uma deformação permanente.
	
	
	 10a Questão (Ref.: 200902199706)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Uma amostra de alumínio de seção reta retangular de 20 mm X 25 mm é tracionada com uma força de 40.000 N, produzindo apenas uma deformação elástica. Qual a deformação resultante nesse corpo? Dado: EAl = 70 GPa.
		
	 
	1,0 mm
	
	10 cm
	
	1,0 m
	
	10,0 mm
	 
	1,0 cm
	
	
	Período de não visualização da prova: desde 04/04/2014 até 22/04/2014.
Parte inferior do formulário