A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Weber

Pré-visualização | Página 1 de 1

Weber	
  
O	
  individuo	
  tem	
  autonomia,	
  capacidade	
  de	
  ação	
  social.	
  
Método	
  compreensivo	
  	
  
Estudos	
  de	
  metodologia:	
  discute	
  o	
  objeto	
  e	
  métodos	
  das	
  ciências	
  humanas,	
  historia	
  e	
  
sociologia.	
  
Obras	
  históricas:	
  estudo	
  sobre	
  as	
  relações	
  de	
  produção	
  na	
  agricultura	
  do	
  mundo	
  antigo.	
  
Sociologia	
  da	
  religião:	
  análise	
  das	
  religiões	
  e	
  da	
  ação	
  reciproca	
  entre	
  as	
  condições	
  econômicas,	
  
as	
  situações	
  sociais	
  e	
  as	
  convicções	
  religiosas.	
  
Influencias	
  intelectuais:	
  
Marx	
  –	
  compartilham	
  a	
  ideia	
  do	
  capitalismo	
  ocidental.	
  
Nietzsche:	
  vontade	
  de	
  poder,	
  expressa	
  na	
  luta	
  entre	
  valores	
  antagônicos.	
  
Relacionou	
  o	
  papel	
  da	
  burocracia	
  numa	
  democracia.	
  A	
  máquina	
  politica	
  era	
  indispensável	
  na	
  
democracia	
  de	
  massas.	
  	
  
É	
  a	
  favor	
  da	
  meritocracia.	
  
Jaula	
  de	
  ferro	
  –	
  a	
  sociedade	
  tende	
  cada	
  vez	
  mais	
  à	
  racionalização,	
  tornando	
  as	
  relações	
  frias,	
  
levando	
  ao	
  desencantamento	
  do	
  mundo.	
  	
  
Estava	
  interessado	
  em	
  entender	
  como	
  a	
  ação	
  se	
  orienta	
  por	
  valores	
  e	
  a	
  ênfase	
  na	
  maneira	
  pela	
  
qual	
  pessoas	
  que	
  vivem	
  em	
  diferentes	
  contextos	
  sociais	
  atribuem	
  sentido	
  as	
  suas	
  vidas	
  
Sociologia	
  histórico-­‐comparativa	
  
Tipos	
  de	
  ação	
  	
  
É	
  contra	
  as	
  leis	
  gerais,	
  aos	
  fatos	
  objetivos,	
  explicação	
  monocausal.	
  
Para	
  weber	
  existe	
  uma	
  esfera	
  de	
  liberdade	
  e	
  escolha	
  dentro	
  da	
  qual	
  as	
  pessoas	
  podem	
  
interpretar	
  situações	
  e	
  interações	
  referindo	
  a	
  valores,	
  crenças	
  etc.	
  
Necessidade	
  de	
  distinguir	
  o	
  papel	
  do	
  politico	
  e	
  do	
  cientista	
  
Etapas	
  da	
  construção	
  científica:	
  	
  
	
  -­‐	
  Estabelecer	
  leis	
  e	
  fatores	
  hipotéticos	
  que	
  servirão	
  como	
  meios	
  para	
  o	
  estudo;	
  
	
  -­‐	
  Analisar	
  e	
  expor	
  ordenadamente	
  o	
  agrupamento	
  individual	
  desses	
  fatores	
  e	
  sua	
  combinação	
  
concreta	
  e	
  significativa,	
  procurando	
  tornar	
  inteligível	
  a	
  causa	
  e	
  natureza	
  dessa	
  significação.	
  	
  
	
  -­‐	
  Remontar	
  ao	
  passado	
  para	
  observar	
  como	
  se	
  desenvolveram	
  as	
  diferentes	
  características	
  
daqueles	
  agrupamentos	
  que	
  possuem	
  importância	
  para	
  o	
  presente	
  e	
  procurar	
  fornecer	
  uma	
  
explicação	
  histórica	
  a	
  partir	
  de	
  tais	
  constelações	
  individuais	
  anteriores;	
  
	
  -­‐	
  Avalia	
  as	
  constelações	
  possíveis	
  no	
  futuro.	
  
Os	
  tipos	
  ideais:	
  o	
  cientista	
  precisa	
  isolar,	
  da	
  imensidade	
  absoluta,	
  um	
  fragmento	
  ínfimo,	
  que	
  
considera	
  relevante.	
  
Tipos	
  de	
  ação:	
  	
  
	
  -­‐	
  Ação	
  racional	
  referente	
  a	
  fins	
  –	
  concebe	
  claramente	
  seu	
  objetivo	
  e	
  combina	
  os	
  meios	
  
necessários	
  para	
  atingi-­‐lo.	
  Baseada	
  no	
  cálculo	
  racional	
  dos	
  passos	
  e	
  meios	
  necessários	
  para	
  
atingir	
  determinado	
  fim.	
  
	
  -­‐	
  Referente	
  a	
  valores	
  –	
  todas	
  as	
  ações	
  são	
  pautadas	
  no	
  valor,	
  o	
  fim	
  não	
  é	
  tão	
  relevante	
  quanto	
  
o	
  meio.	
  	
  
	
  -­‐	
  Tradicional	
  
	
  -­‐	
  Afetiva/emocional	
  
O	
  ponto	
  central	
  de	
  sua	
  análise	
  se	
  fundamentava	
  na	
  compreensão	
  das	
  ações	
  sociais,	
  e	
  não	
  nas	
  
estruturas.	
  Uma	
  ação	
  é	
  social	
  quando	
  seu	
  sentido	
  leva	
  em	
  consideração	
  a	
  conduta	
  de	
  outros	
  e	
  
por	
  ela	
  orienta	
  seu	
  curso.	
  
O	
  traço	
  característico	
  do	
  mundo	
  em	
  que	
  vivemos	
  –	
  do	
  capitalismo	
  moderno	
  -­‐	
  é	
  a	
  
racionalização.	
  
Racionalização	
  –	
  desenvolvimento	
  da	
  ciência,	
  da	
  tecnologia	
  moderna	
  e	
  da	
  burocracia,	
  
caracterizada	
  pela	
  organização	
  da	
  vida	
  econômica	
  e	
  social	
  de	
  acordo	
  com	
  princípios	
  de	
  
eficiência	
  e	
  baseados	
  no	
  conhecimento	
  técnico.	
  
Racionalização	
  da	
  ciência,	
  da	
  arte,	
  da	
  politica,	
  da	
  economia,	
  da	
  cidade	
  e	
  do	
  direito.	
  
Tipos	
  de	
  dominação:	
  
Racional-­‐legal	
  –	
  crença	
  na	
  legalidade	
  de	
  regras	
  sancionadas	
  	
  (manifesta-­‐se	
  na	
  burocracia)	
  
Tradicional	
  –	
  crença	
  na	
  santidade	
  de	
  tradições	
  imemoriais.	
  
Carismática	
  –	
  devoção	
  afetiva	
  a	
  santidade,	
  heroísmo.	
  
	
  
Filme	
  falado	
  na	
  aula:	
  EL	
  MÉTODO	
  –	
  o	
  que	
  você	
  faria