A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ETZIONI - Organizações Econômicas

Pré-visualização | Página 2 de 2

formal?	
   Mesmo	
   essa	
   pergunta	
   básica	
   não	
   foi	
  
respondida	
   satisfatoriamente.	
   Enquanto	
   sabemos	
   alguma	
   coisa	
   sobre	
   fatores	
   de	
   ‘’relações	
  
humanas”,	
   tais	
   como	
   comunicação	
   bidirecional,liderança	
   exercida	
   pelo	
  
supervisor,participação,	
  parece	
  que	
  o	
  estudo	
  de	
  outros	
  fatores,como	
  a	
  distribuição	
  de	
  renda,	
  
antecedentes	
   culturais	
   dos	
   operários,	
   estrutura	
   social	
   da	
   comunidade	
   e	
   outros	
   fatores	
  
estruturais,	
  que	
  em	
  grande	
  numero	
  afetam	
  a	
  atitude	
  dos	
  operários	
  em	
  relação	
  ao	
  trabalho	
  e	
  à	
  
administração,	
  é	
  relativamente	
  negligenciado.	
  O	
  exame	
  das	
  relações	
  entre	
  os	
  dois	
  aspectos	
  da	
  
organização,o	
   formal	
   e	
   o	
   não-­‐convencional,constitui	
   fontes	
   de	
   muitas	
   perspectivas	
  
interessantes	
   no	
   funcionamento	
   de	
   organizações,tendo-­‐se	
   tornado	
   parte	
   integrante	
   do	
  
tratamento	
  que	
  os	
  sociólogos	
  dão	
  às	
  organizações.	
  
ORGANIZAÇÕES	
  ECONÔMICAS	
  E	
  OUTRAS	
  UNIDADES	
  SOCIAIS	
  
A	
  importância	
  do	
  estudo	
  das	
  relações	
  entre	
  as	
  organizações,especialmente	
  entre	
  organizações	
  
econômicas	
   e	
   não-­‐econômicas,	
   foi	
   encarecida	
   recentemente	
   pelos	
   economistas,bem	
   como	
  
pelos	
  estudiosos	
  de	
  administração.	
  Mas	
  o	
  exame	
  das	
  relações	
  entre	
  as	
  organizações	
  do	
  ponto	
  
de	
  vista	
  sociológico	
  deixa	
  muito	
  a	
  desejar.	
  Assim,com	
  relação	
  a	
  organizações	
  especificamente	
  
econômicas,	
   muito	
   pouco	
   sabemos	
   do	
   significado	
   sociológico	
   de	
   suas	
   relações	
   entre	
   si	
   .	
  
Exemplos:	
   	
   pouco	
   se	
   sabe	
   das	
   funções	
   dos	
   contatos	
   sociais	
   entre	
   as	
   elites	
   econômicas	
   na	
  
manutenção	
  da	
  regulamentos	
  de	
  preço,	
  ‘’liderança	
  de	
  preço’’	
  ou	
  sobre	
  a	
  influência	
  do	
  controle	
  
governamental	
  sobre	
  as	
  organizações	
  econômicas.	
  
Todas	
   as	
   organizações	
   econômicas	
   são	
   sistemas	
   parciais,no	
   sentido	
   que	
   não	
   regulamentam	
  
todas	
   as	
   necessidades	
   básicas	
   de	
   seus	
   membros.Portanto,	
   estão	
   sempre	
   incorporadas	
   nas	
  
coletividades	
   que	
   servem	
   a	
   determinadas	
   exigências	
   sociais	
   e	
   simbólicas.	
   As	
   organizações	
  
econômicas	
   se	
   diferenciam	
   pelo	
   grau	
   e	
   pela	
   forma	
   por	
   que	
   estão	
   relacionadas	
   com	
   estas	
  
coletividades.	
  
As	
   coletividades	
   proporcionam	
   ao	
   menos	
   a	
   socialização	
   elementar	
   e	
   exercem	
   considerável	
  
grau	
  de	
  controle	
  social,sobre	
  o	
  comportamento	
  de	
  seus	
  membros,também	
  na	
  sua	
  função	
  de	
  
elementos	
  da	
  organização.	
  Alguns	
  sociólogos	
  industriais,seguindo	
  certas	
  idéias	
  de	
  Durkheim	
  e	
  
Mayo	
   sobre	
   a	
  desinegração	
  de	
  de	
   coletividades,esperam	
  que	
  a	
   industria	
   absorva	
   as	
   funções	
  
sociais	
   das	
   coletividades,tornando-­‐se	
   uma	
   comunidade	
   e	
   uma	
   família	
   para	
   o	
   operário.	
  
Recentemente,os	
   sociólogos	
   industriais	
   parecem	
   concordar	
   que	
   grupos	
   rivais	
   dos	
   operários	
  
suplementam	
  e	
  não	
  substituem	
  as	
  coletividades.	
  
As	
   organizações	
   não	
   apenas	
   se	
   relacionam	
   com	
   as	
   coletividades;	
   estão	
   também	
   nas	
  
coletividades,no	
   sentido	
   que	
   uma	
   fábrica	
   seja	
   uma	
   comunidade.	
   Não	
   é	
   fácil	
   dizer	
   o	
   que	
  
significa	
   essa	
   participação	
   intríseca.	
   Do	
   ponto	
   de	
   vista	
   legal,	
   significa	
   que	
   as	
   leis	
   e	
  
regulamentos	
  dos	
  órgãos	
  políticos	
  da	
  coletividade	
  se	
  aplicam	
  à	
  organização	
  que	
  neles	
  existe.	
  
Mas	
  este	
  é	
  apenas	
  um	
  aspecto	
  formal	
  do	
  fenômeno	
  mais	
  básico:	
  as	
  organizações	
  econômicas	
  
se	
  integram	
  em	
  outras	
  organizações,	
  e	
  dentro	
  da	
  sociedade,	
  através	
  das	
  coletividades.	
  
As	
  relações	
  entre	
  organizações	
  econômicas	
  e	
  a	
  sociedade	
  como	
  um	
  todo	
  são	
  um	
  dos	
  campos	
  
mais	
  importantes	
  e	
  mais	
  bem	
  analisados	
  da	
  sociologia.	
  Constituiu	
  um	
  dos	
  interesses	
  principais	
  
de	
   Marx	
   e	
   Weber.	
   Diz-­‐se	
   freqüentemente	
   que	
   a	
   sociedade	
   moderna	
   se	
   caracteriza	
   pela	
  
supremacia	
   de	
   unidades	
   econômicas,	
   instituições	
   e	
   valores.	
   O	
   termo	
  moderno	
   se	
   associa	
   à	
  
supremacia	
   da	
   ciência,	
   tecnologia	
   e	
   ideologia	
   secular,	
   não	
   menos	
   do	
   que	
   ao	
   sistema	
   de	
  
mercados	
  e	
  da	
  indústria	
  como	
  modo	
  de	
  produção,	
  será	
  preferível	
  ao	
  ‘’industrial’’,que	
  traz	
  em	
  
seu	
  bojo	
  muitas	
  implicações	
  econômicas.	
  
Da	
  mesma	
  forma,	
  a	
  fim	
  de	
  evitar	
  o	
  a	
   identificação	
  do	
  estudo	
  da	
  sociedade(sociologia)	
  com	
  o	
  
estudo	
   das	
   organizações	
   econômicas(sociologia	
   industrial),	
   o	
   estudo	
   das	
   ‘’sociedades	
  
industriais’’	
   em	
  si	
  deveria	
   ser	
   concebido,não	
   como	
  parte	
  da	
   sociologia	
   industrialmmas	
   como	
  
estudo	
  em	
  si	
  mesmo	
  -­‐	
  o	
  estudo	
  das	
  sociedades	
  modernas.