A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
81 pág.
Logística - Textos II

Pré-visualização | Página 10 de 43

também	
  que	
  a	
  eliminação	
  de	
  trade-­‐offs	
  é	
  uma	
  boa	
  ideia.	
  Mas,	
  se	
  não	
  houver	
  
trade-­‐offs,	
  as	
  empresas	
  nunca	
  terão	
  vantagens	
  sustentáveis	
  sobre	
  seus	
  rivais.	
  
Voltando	
  à	
  questão	
  ‘O	
  que	
  é	
  estratégia?`	
  
A	
   estratégia	
   significa	
   fazer	
   escolhas	
   de	
   posicionamento	
   competitivo.	
   A	
   essência	
   da	
  
estratégia	
   é	
   decidir	
   o	
   que	
   não	
   fazer.	
   Sem	
   trade-­‐offs,	
   não	
   haveria	
   necessidade	
   de	
   fazer	
  
escolhas,	
  e	
  portanto,	
  de	
  ter	
  estratégias.	
  
A	
  adaptação	
  motiva	
  a	
  vantagem	
  competitiva	
  e	
  a	
  sustentabilidade	
  
Enquanto	
   a	
   eficiência	
   operacional	
   visa	
   atingir	
   a	
   excelência	
   nas	
   atividades	
   ou	
   funções	
  
individuais,	
   a	
   estratégia	
   visa	
   combinar	
   atividades.	
   A	
   importância	
   da	
   adaptação	
   entre	
  
políticas	
  funcionais	
  é	
  uma	
  das	
   ideias	
  mais	
  antigas	
  da	
  estratégia,	
  mas	
  tem	
  desaparecido	
  da	
  
agenda	
  dos	
  gestores.	
  Em	
  vez	
  de	
  olhar	
  a	
  empresa	
  como	
  uma	
  parte	
  inteira,	
  os	
  executivos	
  se	
  
voltam	
  para	
  as	
  competências	
  centrais,	
  recursos	
  chaves	
  e	
  fatores	
  críticos	
  de	
  sucesso.	
  Ainda	
  
sim,	
   a	
   adaptação	
   é	
   fundamental	
   para	
   vantagem	
   competitiva.	
   Existem	
   três	
   tipos	
   de	
  
adaptação:	
  
1. Simples	
   consistência	
   entre	
   cada	
   atividade	
   e	
   a	
   estratégia	
   global:	
   Vanguard	
   alinha	
  
todas	
  as	
  suas	
  atividades	
  com	
  estratégias	
  de	
  baixo	
  custo.	
  
2. Ocorre	
  quando	
  as	
  atividades	
  se	
  reforçam:	
  Neutrogena	
  encoraja	
  hotéis	
  a	
  fornecerem	
  
sabonetes	
  recomendados	
  por	
  dermatologistas.	
  Provando	
  nos	
  hotéis,	
  clientes	
  passam	
  
a	
  adquirir	
  o	
  produto	
  em	
  farmácias.	
  
3. Esforço	
  de	
  otimização:	
  Gap	
  considera	
  a	
  essência	
  de	
  sua	
  estratégia	
  a	
  disponibilidade	
  
de	
   produtos	
   nas	
   lojas.	
   Reabastece	
   sua	
   linha	
   básica	
   de	
   vestuário	
   quase	
  
diariamente.	
  Nesses	
   tipos	
   de	
   adaptação,	
   o	
   todo	
   interessa	
   mais	
   do	
   que	
   as	
   partes	
  
individuais.	
   A	
   vantagem	
   competitiva	
   nasce	
   do	
   sistema	
   integrado	
   de	
   atividades.	
   A	
  
adaptação	
   entre	
   as	
   atividades	
   reduz	
   substancialmente	
   os	
   custos	
   e	
   aumenta	
   a	
  
diferenciação.	
   Por	
   isso,	
   nas	
   empresas	
   competitivas,	
   pode	
   ser	
   enganoso	
   explicar	
   o	
  
sucesso	
  especificando	
  forças	
  individuais,	
  competências	
  centrais	
  e	
  recursos-­‐chaves.	
  
Por	
  outro	
  lado,	
  a	
  adaptação	
  estratégica	
  entre	
  várias	
  atividades	
  é	
  crucial,	
  não	
  só	
  a	
  vantagem	
  
competitiva,	
  mas	
  à	
  sustentabilidade	
  dessa	
  vantagem.	
  É	
  mais	
  difícil	
  aos	
  rivais	
  igualarem	
  um	
  
conjunto	
  de	
  atividades	
  interligadas	
  do	
  que	
  imitar	
  uma	
  estratégia	
  particular,	
  um	
  tecnológico,	
  
ou	
  um	
  conjunto	
  de	
  características	
  de	
  um	
  produto.	
  
O	
   que	
   é	
   estratégia?	
   Trata-­‐se	
   de	
   integrar	
   o	
   conjunto	
   de	
   atividades	
   de	
   uma	
   empresa	
   .O	
  
sucesso	
  da	
  estratégia	
  depende	
  de	
  se	
  conseguir	
  fazer	
  muitas	
  coisas	
  bem	
  e	
  saber	
  integrá-­‐las.	
  
Se	
  não	
  houver	
  adaptação	
  entre	
  atividades,	
  não	
  há	
  estratégia	
  distinta	
  nem	
  sustentabilidade.	
  
Mais	
  uma	
  vez,	
  os	
  resultados	
  dependeriam	
  da	
  eficiência	
  operacional.	
  
	
  
Chopra	
  Capítulo	
  3	
  –	
  Fatores-­‐chave	
  e	
  Obstáculos	
  da	
  Cadeia	
  de	
  Suprimentos	
  
	
  
Neste	
  capítulo,	
  são	
  apresentados	
  os	
  quatro	
  fatores-­‐chave	
  principais	
  –	
  estoque,	
  transporte,	
  
instalações	
   e	
   informação	
   –	
   que	
   determinam	
   o	
   desempenho	
   de	
   qualquer	
   cadeia	
   de	
  
suprimento.	
  É	
  discutido	
  como	
  esses	
  fatores-­‐chave	
  são	
  utilizados	
  no	
  projeto,	
  planejamento	
  e	
  
operação	
   da	
   cadeia	
   de	
   suprimentos.	
   São	
   apresentados	
   também	
   alguns	
   obstáculos	
  
enfrentados	
  pelos	
  gerentes	
  durante	
  as	
  fases	
  de	
  projeto,	
  planejamento	
  e	
  operação	
  de	
  suas	
  
cadeias	
  de	
  suprimento.	
  
Primeiramente	
   vamos	
   definir	
   cada	
   fator-­‐chave	
   e	
   discutir	
   seu	
   impacto	
   no	
   desempenho	
   da	
  
cadeia	
  de	
  suprimento:	
  	
  
Estoque	
  é	
  a	
  matéria-­‐prima,	
  os	
  produtos	
  em	
  processamento	
  e	
  os	
  produtos	
  acabados	
  dentro	
  
de	
   uma	
   cadeia	
   de	
   suprimento.	
   As	
   mudanças	
   nas	
   políticas	
   de	
   estoque	
   podem	
   alterar	
  
drasticamente	
   a	
   eficiência	
   e	
   a	
   responsividade	
   da	
   cadeia.	
  Um	
   varejista	
   de	
   roupas	
   pode	
   se	
  
tornar	
  mais	
  responsivo	
  mantendo	
  grandes	
  quantidades	
  de	
  estoque.	
  Com	
  um	
  estoque	
  bem	
  
abastecido,	
  há	
  uma	
  grande	
  possibilidade	
  de	
  o	
  varejista	
  atender	
  imediatamente	
  à	
  demanda	
  
do	
  cliente	
  com	
  roupas	
  de	
  sua	
  loja.	
  Um	
  grande	
  estoque,	
  no	
  entanto,	
  aumentará	
  os	
  custos	
  do	
  
varejista,	
  tornando-­‐o,	
  dessa	
  maneira,	
  menos	
  eficiente.	
  A	
  redução	
  de	
  seu	
  estoque	
  fará	
  com	
  
que	
  o	
  varejista	
  seja	
  mais	
  eficiente,	
  mas	
  comprometerá	
  sua	
  responsividade.	
  
Transporte	
  significa	
  movimento	
  de	
  estoque	
  de	
  um	
  ponto	
  a	
  outro	
  na	
  cadeia	
  de	
  suprimento.	
  
Pode	
   ser	
   feito	
   a	
   partir	
   de	
   várias	
   combinações	
   de	
   meios	
   e	
   rotas,	
   cada	
   uma	
   com	
  
características	
   particulares	
   de	
   desempenho.	
   As	
   escolhas	
   sobre	
   o	
   transporte	
   exercem	
   um	
  
forte	
  impacto	
  na	
  responsividade	
  e	
  na	
  eficiência	
  da	
  cadeia	
  de	
  suprimento.	
  Uma	
  empresa	
  que	
  
vende	
  por	
  catálogos	
  e	
  faz	
  entregas	
  pelo	
  correio	
  pode	
  utilizar	
  a	
  FedEx	
  para	
  despachar	
  seus	
  
produtos,	
  tornando	
  assim	
  sua	
  cadeia	
  de	
  suprimentos	
  mais	
  responsiva,	
  mas	
  menos	
  eficiente	
  
devido	
   aos	
   altos	
   custos	
   acarretados	
   pela	
   empresa	
   transportadora.	
   A	
   empresa	
   pode	
  optar	
  
também	
   pelo	
   transporte	
   terrestre	
   para	
   enviar	
   os	
   produtos,	
   tornando	
   a	
   cadeia	
   de	
  
suprimento	
  mais	
  eficiente,	
  mas	
  limitando	
  sua	
  responsividade.	
  
Instalações	
   são	
   os	
   locais	
   na	
   rede	
   da	
   CS	
   onde	
   o	
   estoque	
   é	
   armazenado,	
   montado	
   ou	
  
fabricado.	
  Os	
  dois	
   tipos	
  de	
   instalações	
  principais	
   são	
  os	
   locais	
  de	
  produção	
  e	
  os	
   locais	
  de	
  
armazenamento.	
   Qualquer