A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
81 pág.
Logística - Textos II

Pré-visualização | Página 28 de 43

reposição).	
  
• Programação	
   das	
   compras:	
   volume	
   e	
   frequência	
   de	
   compras	
   estão	
   relacionados.	
  
Volumes	
   maiores,	
   número	
   de	
   pedidos	
   é	
   menor,	
   custo	
   de	
   manutenção	
   e	
   estoque	
  
maiores.	
  
• Forma	
  física	
  das	
  mercadorias:	
  Atentar	
  a	
  compatibilidade	
  de	
  cliente	
  e	
  fornecedor,	
  em	
  
relação	
  a	
  tamanho,	
  forma,	
  ou	
  peso	
  do	
  produto.	
  
O	
  responsável	
   por	
   abastecimento	
   é	
   o	
   setor	
   compras	
   –	
   tem	
   responsabilidade	
   de	
   localizar	
  
fontes	
   adequadas	
   de	
   suprimentos	
   e	
   negociar	
   preços.	
   Todo	
   o	
   processo	
   de	
   compra	
   da	
  
matéria-­‐prima,	
  desde	
  a	
  escolha	
  do	
   fornecedor	
  até	
  a	
  escolha	
  do	
  que	
  e	
  quanto	
   comprar,	
   é	
  
responsabilidade	
  da	
  função	
  Compras.	
  Mercadorias	
  e	
  serviços	
  representam	
  um	
  dos	
  maiores	
  
elementos	
  de	
  custo.	
  Compras	
  deixa	
  de	
  ser	
  apenas	
  uma	
  função	
  de	
  abastecimento	
  da	
  cadeia,	
  
tornando-­‐se	
   peça	
   estratégica	
   da	
   empresa.	
   São	
   típicos	
   do	
   subsistema	
   de	
   suprimentos:	
  
desenvolver	
  estratégias	
  de	
  terceirização;	
  clarificar	
  exigências	
  de	
  compras;	
  planejar	
  fluxo	
  de	
  
recebimento	
   de	
   material;	
   planejar	
   e	
   adquirir	
   recursos	
   necessários;	
   identificar,	
   avaliar	
   e	
  
desenvolver	
   fornecedores;	
   identificar	
   capacidade	
   crítica	
   de	
   materiais	
   e	
   fornecedores;	
  
colaborar;	
  negociar;	
  operar	
  armazenagem.	
  	
  
Produção:	
   Utiliza-­‐se	
   dos	
  materiais	
   disponibilizados	
   pelo	
   subsistema	
   de	
   suprimentos	
   e,	
   no	
  
processo	
  de	
  produção,	
  origina	
  o	
  primeiro	
  valor	
  do	
  produto	
  final	
  –	
  valor	
  da	
  forma.	
  Define	
  o	
  
layout	
   do	
   processo	
   produtivo,	
   pelo	
   estudo	
   de	
   tempo(padrões	
   de	
   produção),	
   definição	
   de	
  
filas(prioridades	
   de	
   atendimento),	
   e	
   atributos	
   de	
   qualidade	
   do	
   produto	
   (desempenho,	
  
estética,	
  segurança	
  e	
  confiabilidade).	
  É	
  também	
  responsável	
  pelas	
  decisões	
  de	
  comprar	
  ou	
  
fabricar,	
   adição	
   ou	
   eliminação	
   de	
   uma	
   linha	
   de	
   produtos.	
   São	
   processos	
   típicos	
   desse	
  
subsistema:	
  criar	
  planejamento	
  dos	
   recursos;	
  programar	
  e	
  executar	
  a	
  produção;	
  gerenciar	
  
estoque	
   de	
   produção	
   em	
   processo;	
   colaborar	
   com	
   fornecedores;	
   programar	
   e	
   executar	
  
manutenção;	
  apoiar	
  desenvolvimento	
  de	
  novos	
  produtos	
  ou	
  mudanças;	
  
Distribuição:	
   Está	
   relacionado	
   com	
   processos	
   operacionais	
   e	
   de	
   controle	
   que	
   permitem	
  
transferir	
   os	
   produtos	
   desde	
   o	
   ponto	
   de	
   fabricação	
   até	
   o	
   ponto	
   em	
   que	
   a	
  mercadoria	
   é	
  
entregue	
   ao	
   consumidor.	
   Trata	
   de	
   movimentação,	
   armazenagem,	
   e	
   processamento	
   de	
  
pedidos	
   dos	
   produtos	
   finais.	
   O	
   ponto	
   final	
   pode	
   ser	
   a	
   loja,	
   varejista,	
   fábrica,	
   ou	
   casa.	
   É	
  
organizada	
  na	
  forma	
  de	
  rede,	
  composta	
  pelos	
  elos	
  do	
  fabricante,	
  atacado	
  e	
  varejo.	
  Depende	
  
de	
   fatores	
   tais	
   como	
   tamanho	
  do	
  mercado,	
   geografia	
   e	
   característica	
  do	
  produto.	
  Dentre	
  
suas	
  atribuições,	
  é	
   importante	
  destacar	
  o	
   levantamento	
  e	
  monitoramento	
  de	
   informações	
  
de	
   demanda.	
   Também	
   chamamos	
   de	
   canais	
   de	
   distribuições,	
   que	
   pode	
   ser	
   direto	
   ou	
  
indireto.	
  É	
  realizada	
  com	
  participação	
  de:	
  
• Instalações	
   físicas	
   -­‐	
  espaços	
  destinados	
  para	
  o	
  armazenamento	
  dos	
  produtos	
  até	
  a	
  
transferência	
   final.	
   São	
   chamadas	
   de	
   unidades	
   de	
   armazenamento	
   ou	
   centros	
   de	
  
distribuição.	
  
• Estoque	
   de	
   produtos	
   –	
   lote	
   de	
   produtos	
   acabados	
   que	
   serão	
   guardados	
   ou	
  
movimentados.	
  
• Veículos	
  –	
  movimenta	
  os	
  estoques.	
  
• Informações	
  diversas	
  –	
  confiáveis	
  e	
  atualizadas	
  sobre	
  demandas	
  específicas	
  de	
  cada	
  
pedido	
  	
  (horário,	
  tipo	
  de	
  veículo,	
  roteiro)	
  que	
  são	
  utilizadas	
  através	
  de	
  softwares.	
  
• Custos	
   –	
   como	
   estão	
   sendo	
   alocados	
   os	
   recursos	
   financeiros	
   nos	
   processos	
   de	
  
distribuição	
  e	
  	
  se	
  estão	
  sendo	
  eficientes	
  e	
  eficazes.	
  	
  
• Pessoal	
   –	
   pessoas	
   capacitadas	
   para	
   operar	
   a	
   gerenciar	
   os	
   demais	
   elementos	
   da	
  
distribuição.	
  	
  
São	
  processos	
  típicos	
  desse	
  subsistema:	
  transformar	
  solicitações	
  de	
  atendimento	
  ao	
  cliente	
  
em	
  solicitações	
   logísticas;	
  gerenciar	
  recebimentos	
  de	
  pedido	
  de	
  venda;	
  definir	
  medidas	
  de	
  
desempenho	
   chave;	
   definir	
   oferta	
   e	
   posicionamento;	
   definir	
   e	
   gerenciar	
   a	
   estratégia	
   do	
  
canal;	
   fazer	
   gestão	
   de	
   relacionamento	
   com	
   clientes;	
   desenvolver	
   previsão	
   de	
   demanda;	
  
modelar	
   a	
   rede	
   logística;	
   otimizar	
   programações	
   de	
   custo	
   e	
   transporte;	
   desenvolver	
   e	
  
gerenciar	
   estratégia	
   de	
   embalagem;	
   gerenciar	
   retornos	
   –	
   logística	
   reversa;	
   feedback	
   de	
  
clientes.	
  
	
  
Indicadores	
  de	
  desempenho	
  na	
  logística	
  
Os	
   problemas	
   logísticos	
   repercutem	
  nas	
   demais	
   atividades	
   e	
   subsistemas	
   organizacionais.	
  
Ex:	
  se	
  a	
  gestão	
  deficiente	
  de	
  estoque	
  provoca	
  divergências	
  entre	
  o	
  estoque	
  registrado	
  e	
  as	
  
quantidades	
  contadas,	
  haverá	
  atrasos	
  de	
  produção	
  e	
  prazo	
  comprometido.	
  Para	
  controlar	
  
esses	
   processos,	
   sugere-­‐se	
   a	
   criação	
   de	
   indicadores	
   de	
   desempenho,	
   estabelecendo	
  
maneiras	
   de	
   acompanhar	
   os	
   processos.	
   Isso	
   implica	
   em	
  avaliar	
   atividades,	
   primárias	
   e	
   de	
  
apoio,	
  bem	
  como	
  desempenho	
  de	
  subsistemas	
   logísticos	
  na	
  perspectiva	
  de	
  planejamento,	
  
controle,	
  e	
  intervenção.	
  Tem	
  por	
  base	
  as	
  dimensões:	
  	
  
• Disponibilidade	
  :	
  capacidade	
  de	
  ter	
  produto	
  no	
  estoque	
  no	
  momento	
  desejado;	
  	
  
• Desempenho	
   operacional:	
   medidas	
   operacionais	
   que	
   determinam	
   o	
   ciclo	
   de	
  
atividade	
  quanto	
  	
  a:	
  velocidade,	
  consistência,	
  flexibilidade	
  e	
  falhas	
  e	
  recuperação;	
  
• Confiabilidade:	
   proporcionar	
   a	
   manutenção	
   dos	
   níveis	
   de	
   estoque	
   e	
   desempenho	
  
operacional.	
  
	
  
Estratégias	
  em	
  Logística	
  e	
  criação	
  de	
  valor