A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
81 pág.
Logística - Textos II

Pré-visualização | Página 43 de 43

deve	
  estar	
  bem	
  definido.	
   O	
   próximo	
   passo	
   é	
   o	
   estabelecimento	
   da	
   visão.	
   Isso	
   exige	
   atentar	
   para	
   os	
  clientes,	
  fornecedores,	
  concorrentes	
  e	
  a	
  empresa	
  em	
  si	
  buscando	
  avaliar	
  necessidades,	
  forças,	
  fraquezas,	
  orientações	
  e	
  perspectivas	
  de	
  cada	
  um	
  desses	
  componentes.	
  	
  Estratégia	
  Logística:	
  tem	
  três	
  objetivos:	
  redução	
  de	
  custos	
  associados	
  a	
  movimentação	
  e	
  à	
  estocagem;	
  redução	
  de	
  capital	
  investido	
  em	
  sistemas	
  logístico;	
  e	
  melhorias	
  no	
  serviço,	
  estratégias	
  para	
  melhorar	
  o	
  nível	
  de	
  serviço.	
  Cada	
   elo	
   no	
   sistema	
   logístico	
   é	
   planejado	
   e	
   balanceado	
   com	
   todos	
   os	
   outros	
   em	
   um	
  processo	
  integrado	
  de	
  planejamento	
  logístico.	
  O	
  projeto	
  do	
  sistema	
  de	
  gestão	
  e	
  controle	
  
completa	
  o	
  ciclo	
  de	
  planejamento.	
  A	
  articulação	
  de	
  estratégias	
  de	
  serviço	
  ao	
  cliente	
  não	
  exige	
  programa	
  ou	
  técnica	
  específicas.	
  	
  	
  Planejamento	
  logístico:	
  Cada	
  nível	
  de	
  planejamento	
  exige	
  uma	
  perspectiva	
  diferente:	
  o	
  planejamento	
   estratégico	
   é	
   considerado	
   com	
   sendo	
   de	
   longo	
   alcance;	
   o	
   planejamento	
  tático	
  envolve	
  um	
  horizonte	
  de	
  tempo	
  intermediário	
  e	
  o	
  planejamento	
  operacional	
  é	
  a	
  tomada	
  de	
  decisão	
  de	
  curto	
  prazo.	
  	
  Principais	
   áreas	
   de	
   planejamento	
   logístico:	
   estabelecimento	
   apropriado	
   do	
   nível	
   do	
  serviço	
  ao	
  cliente;	
  encontrar	
  a	
  distribuição	
  de	
  mais	
  baixo	
  custo	
  ou,	
  alternativamente,	
  a	
  de	
   máximo	
   lucro	
   é	
   a	
   essência	
   da	
   estratégia	
   de	
   localização;	
   a	
   escolha	
   da	
   maneira	
   de	
  estocar	
  e	
  da	
  política	
  de	
  estoque	
  (empurrada	
  ou	
  puxada)	
  afeta	
  as	
  decisões	
  de	
  localização	
  de	
  instalações;	
  e	
  decidir	
  sobre	
  a	
  escolha	
  do	
  transporte	
  (seleção	
  de	
  modal).	
  Cada	
  área	
  de	
  decisão	
   está	
   inter-­‐relacionada	
   com	
  as	
   outras	
   e	
  não	
  deve	
   ser	
  planejada	
   sem	
  ao	
  menos	
  considerar	
  os	
  efeitos	
  das	
  compensações	
  (trade-­‐offs).	
  	
  Conceituação	
  do	
  problema	
  de	
  planejamento	
   logístico:	
  A	
  rede	
  de	
   fluxo	
  de	
  produtos	
  e	
  a	
  rede	
  de	
  informações	
  combinam-­‐se	
  para	
  formar	
  o	
  sistema	
  logístico	
  e	
  por	
  isso	
  devem	
  ser	
  planejadas	
  juntas.	
  O	
  planejamento	
  logístico	
  é	
  um	
  problema	
  de	
  projeto.	
  A	
  rede	
  está	
  para	
  ser	
   construída	
   como	
   uma	
   configuração	
   de	
   armazéns,	
   lojas	
   de	
   varejo,	
   fábricas,	
  desdobramento	
  de	
  inventários	
  serviços	
  de	
  transportes	
  e	
  sistema	
  de	
  processamento	
  de	
  informações,	
  que	
  alcançará	
  um	
  equilíbrio	
  ótimo	
  entre	
  as	
  receitas	
  resultantes	
  do	
  nível	
  de	
  serviço	
   ao	
   cliente	
   (estabelecido	
   pelo	
   projeto	
   da	
   rede)	
   e	
   os	
   custos	
   associados	
   coma	
  criação	
  e	
  operação	
  da	
  rede.	
  	
  Quando	
  e	
  porque	
  planejar:	
  os	
  níveis	
  da	
  demanda	
  e	
  sua	
  dispersão	
  geográfica	
  influenciam	
  fortemente	
  a	
  configuração	
  da	
  rede	
  logística;	
  o	
  serviço	
  ao	
  cliente,	
  de	
  maneira	
  geral,	
  inclui	
  disponibilidade	
  de	
  estoques,	
  rapidez	
  de	
  entrega,	
  rapidez	
  e	
  agilidade	
  no	
  preenchimento	
  de	
   pedidos;	
   os	
   custos	
   logísticos	
   também	
   são	
   sensíveis	
   as	
   características	
   do	
   produto	
  (peso,	
   volume,	
   valor	
   e	
   riscos);	
   o	
   suprimento	
   e	
   a	
   distribuição	
   física;	
   a	
   política	
   de	
  precificação	
  entre	
  ouros.	
  	
  	
  Conceito	
  de	
  custo	
  total:	
  O	
  essencial	
  para	
  o	
  escopo	
  e	
  para	
  o	
  projeto	
  do	
  sistema	
  logístico	
  é	
  a	
   análise	
   das	
   compensações	
   (trede-­‐offs),	
   que,	
   por	
   sua	
   vez,	
   leva	
   ao	
   custo	
   total.	
   A	
  compensação	
   de	
   custos	
   é	
   o	
   reconhecimento	
   de	
   que	
   os	
   padrões	
   de	
   custo	
   de	
   várias	
  atividades	
   da	
   empresa	
   apresentam	
   frequentemente	
   características	
   que	
   as	
   põe	
   em	
  conflito	
  entre	
  si.	
  E	
  esse	
  conflito	
  é	
  gerenciado	
  pelo	
  equilíbrio	
  das	
  atividades	
  de	
  forma	
  que	
  elas	
  possam	
  ser	
  otimizadas	
  coletivamente.	
  
A	
   decisão	
   sobre	
   quais	
   fatores	
   são	
  relevantes	
  para	
  serem	
  incluídos	
  na	
  análise	
   é	
   deixada	
   a	
   critério	
   da	
  gerência.	
  É	
  definido	
  se	
  a	
  análise	
  de	
  custo	
   total	
   incluirá	
   somente	
   os	
  fatores	
   da	
   função	
   logística	
   ou	
   se	
  deverá	
   incluir	
   outros	
   fatores	
   sob	
  controle	
   da	
   empresa	
   e	
   mesmo	
  algum	
   além	
   do	
   seu	
   controle	
  imediato.	
  	
  Distribuição	
   diferenciada:	
   nem	
  todos	
   os	
   produtos	
   devem	
   ser	
  fornecidos	
  ao	
  mesmo	
  nível	
  de	
  serviços	
  ao	
  cliente.	
  Este	
  é	
  um	
  princípio	
  fundamental	
  para	
  o	
   planejamento	
   logístico.	
   Diferentes	
   exigências	
   de	
   serviços	
   ao	
   cliente,	
   diferentes	
  características	
   de	
   produtos	
   e	
   diferentes	
   níveis	
   de	
   vendas	
   entre	
  múltiplos	
   itens	
   que	
   a	
  empresa	
   distribui	
   sugerem	
   que	
   múltiplas	
   estratégias	
   de	
   distribuições	
   devam	
   ser	
  adotadas	
  dentro	
  da	
  linha	
  de	
  produtos.	
  	
  Adiamento	
   e	
   Padronização:	
   o	
   uso	
   dos	
   conceitos	
   de	
   padronização	
   e	
   adiamento	
   em	
  conjunto	
  é	
  frequentemente	
  eficaz	
  para	
  a	
  solução	
  de	
  problemas.	
  	
  
RESUMÃO:	
  Este	
  cap.	
  fala	
  sobre	
  o	
  planejamento	
  da	
  rede	
  logística.	
  O	
  plano	
  começa	
  com	
  a	
  visão	
  de	
  onde	
  a	
  empresa,	
  como	
  um	
  todo,	
  deseja	
  chegar	
  e	
  com	
  o	
  delineamento	
  de	
  suas	
  estratégias	
   competitivas.	
  Essa	
  visão	
  é	
   convertida	
  em	
  planos	
  mais	
   específicos	
  de	
  áreas	
  funcionais	
  da	
  empresa,	
  sendo	
  a	
  logística	
  uma	
  delas.	
  A	
  estratégia	
  logística	
  é	
  formada	
  basicamente	
  por	
  metas	
  de	
  redução	
  de	
  custo,	
  redução	
  de	
  capital	
   ou	
   melhoria	
   do	
   serviço.	
   Dependendo	
   do	
   tipo	
   do	
   problema,	
   a	
   estratégia	
   pode	
  variar	
  de	
  longos	
  a	
  curtos	
  períodos	
  de	
  tempo.	
  Há	
  quatro	
  áreas-­‐chave	
  em	
  torno	
  da	
  qual	
  o	
  planejamento	
  ocorre:	
  serviço	
  ao	
  cliente,	
   localização,	
  estoques	
  e	
  transportes.	
  A	
  rede	
  de	
  ligações	
  nos	
  serve	
  como	
  uma	
  representação	
  abstrata	
  do	
  problema	
  de	
  planejamento.