A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Síndrome do Desconforto Respiratório

Pré-visualização | Página 1 de 1

SÍNDROME DO DESCONFORTO 
RESPIRATÓRIO
2 – CONCEITO 
3 – SINONÍMIA 
!
 - DOENÇA DE MEMBRANA HIALINA 
 - SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO
SÍNDROME DO DESCONFORTO 
RESPIRATÓRIO
!
4 – INCIDÊNCIA 
!
✓ 50 % MORTALIDADE NEONATAL 
✓ 60 % RN com IG inferior a 28 semanas 
✓ 15 % a 20 % RN com IG de 32 a 36 
semanas 
✓ 5 % RN com IG maior que 37 semanas 
SÍNDROME DO DESCONFORTO 
RESPIRATÓRIO
!
5 – ETIOPATOGENIA 
!
✓ FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA 
✓ SURFACTANTE 
!
6 – DIAGNÓSTICO 
!
✓ CLÍNICO 
✓ RADIOLÓGICO 
✓ LABORATORIAL
SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO
!
✓ DIAGNÓSTICO CLÍNICO 
!
▪ PRÉ-PARTO 
▪ INTRA-PARTO 
▪ PÓS-PARTO 
!
✓ DIAGNÓSTICO RADIOLÓGICO 
!
✓ DIAGNÓSTICO LABORATORIAL 
!
▪ PRÉ-PARTO 
▪ PÓS-PARTO
SÍNDROME DO DESCONFORTO 

RESPIRATÓRIO
0 1 2
BALANÇO
TÓRAÇO
ABDOMINAL
A EXPERIRAÇÃO
AUSENTE
(Respiração 
síncrona)
TÓRAX IMÓVEL
(Só o abdome se 
eleva)
RESPIRAÇÃO
PARADOXAL
TIRAGEM AUSENTE INTERCOSTAL
DISCRETA
INTERCOSTAL
SUB E SUPRA
ESTERNAL
DEPRESSÃO
XIFOIDIANA
AUSENTE MODERADA INTENSA
BATIMENTOS DE
ASAS NO NARIZ
AUSENTE MODERADO INTENSO
GEMIDO
EXPIRATÓRIO
AUSENTE AUDÍVEL COM
ESTETOSCÓPIO
AUDÍVEL SEM 
ESTETOSCÓPIO
SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO
!
7 – DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL 
!
▪ SÍNDROME DE ASPIRAÇÃO MECONIAL 
▪ PNEUMONIA INTRA-UTERINA 
▪ TAQUIPNÉIA TRANSITÓRIA DO RECÉM-NASCIDO
SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO
!
8 – TRATAMENTO 
!
▪ ANTECIPAÇÃO 
▪ MEDIDAS GERAIS 
▪ AQUECIMENTO 
▪ HIDRATAÇÃO VENOSA
SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO
▪ OXIGENIOTERAPIA 
▪ OXIHOOD (CAPACETE) 
▪ PRONGA NASAL 
▪ VENTILAÇÃO ASSISTIDA 
▪ CORREÇÃO DO EQUILÍBRIO ÁCIDO-BÁSICO 
▪ SURFACTANTE EXÓGENO 
!
 * ANTIBIÓTICOS
SÍNDROME DO DESCONFORTO 

RESPIRATÓRIO
9 – COMPLICAÇÕES 
!
▪ INTUBAÇÃO TRAQUEAL 
▪ TUBO MAL POSICIONADO 
 SELETIVO - ATELECTASIA 
 ALTO - EXTUBAÇÕES ACIDENTAIS 
!
▪ BAROTRAUMA 
▪ PNEUMOTÓRAX
SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO
!
10 – PREVENÇÃO 
◆ PREVENIR PREMATURIDADE 
 - EVITAR CESÁRIA ELETIVA 
 - USO DE CORTICOSTERÓIDE 
!
11 – PROGNÓSTICO