A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
60 pág.
Resoluções de física, apostila CPV

Pré-visualização | Página 15 de 15

em módulo.
212. (PUC-SP) No movimento circular uniforme:
a) o vetor aceleração é constante
b) o vetor velocidade é constante
c) a aceleração centrípeta é nula
d) os vetores velocidade e aceleração são perpendiculares
e) a aceleração centrípeta é variável, em módulo
Resolução:
| →at | = 
V 0
t 0
−
− = 
V
t ⇒ V = | 
→
at | . t
| →ac | = 
2V
R
 ⇒ | →ac | = 
2 2
ta t
R
.| |
JJG
 (I)
Dividindo os dois lados de (I) por | →at |:
 = =
 =
Alternativa E
| →ac |
| →at |
| →at |2 . t2
| →at | . R
| →at | . t2
R
| →→→→→ac |
| →→→→→at |
 at . t2
R
Resolução:
Em um movimento circular uniforme temos:
— velocidade vetorial variando
— aceleração tangencial nula: at = 
V
t
| |Δ
Δ
JG
 = 0
— aceleração centrípeta constante: ac = 
2V
R
Nesse movimento a aceleração vetorial é a aceleração centrípeta.
Alternativa C
Resolução:
Alternativa D
→
V
→
acp
213. (FATEC-SP) Na figura, representa-se um bloco em
movimento sobre uma trajetória curva, bem como o vetor
velocidade →→→→→V, o vetor aceleração →→→→→a e seus componentes
intrínsecos, aceleração tangencial →→→→→at e aceleração
normal →→→→→an.
Resolução:
A aceleração tangencial tem sentido oposto à velocidade; com
isso, a velocidade vai diminuindo seu módulo.
Alternativa B
Analisando-se a figura, conclui-se que:
a) o módulo da velocidade está aumentando
b) o módulo da velocidade está diminuindo
c) o movimento é uniforme
d) o movimento é necessariamente circular
e) o movimento é retilíneo
→→→→→a
→→→→→
a t
→→→→→
V
→→→→→
a n
CPV 
FÍSICA58
214. (UF-MG) Um ventilador acaba de ser desligado e está
parando vagarosamente, girando no sentido horário.
A direção e o sentido da aceleração da pá do ventilador no
ponto P é:
a) b)
c) d)
e)
P
P
P
P
P
P
Resolução:
Alternativa D
→→→→→
a t
→→→→→
acp →→→→→acp
→→→→→
a t
→→→→→
a
215. (UF-GO)
a) d)
b) e)
c)
Associe as cinco alternativas acima com as cinco
proposições abaixo (→→→→→v e →→→→→a são a velocidade e a aceleração
instantânea respectivamente).
 I. movimento de velocidade vetorial constante no tempo
 II. movimento retilíneo acelerado
III. movimento retilíneo retardado
IV. movimento circular de velocidade escalar constante
 V. movimento circular uniformemente acelerado
→→→→→
v
→→→→→a
→→→→→
v
→→→→→
a
→→→→→
v →→→→→
a
→→→→→
v
→→→→→
a
→→→→→
v
→→→→→
a = 00000
Resolução:
 I. Se 
→
a = 
→
0 , 
→
v é constante. (d)
 II.
→
v e 
→
a têm mesmo sentido (c)
III.
→
v tem sentido oposto a 
→
a (a)
IV.
→
v é perpendicular a 
→
a (b)
 V.
→
v não perpendicular a 
→
a (e)
216. (PUC-SP) Um móvel parte do repouso e percorre uma
trajetória circular de 100 m de raio, assumindo movimento
uniformemente acelerado de aceleração escalar 1m/s2.
As componentes tangencial e centrípeta da aceleração
valem, respectivamente, após 10 segundos:
a) 1 m/s2 e 10 m/s2
b) 10 m/s2 e 1 m/s2
c) 10 m/s2 e 10 m/s2
d) 10 m/s2 e 100 m/s2
e) 1 m/s2 e 1m/s2
Resolução:
at = 1m/s
2
V = V0 + at ⇒ V = 1 . 10 = 10 m/s
acp = 
V
R
2
 = 
10
100
2
 = 1 m/s2
Alternativa E
física
CPV 
59
217.Em relação ao exercício anterior, podemos afirmar que o
ângulo formado entre a aceleração total e o raio da trajetória
no instante t = 10 s vale:
a) 180° b) 90° c) 60°
d) 45° e) 30°
218. (UF-CE) Um automóvel entra numa curva de 200 m de raio,
de uma estrada cujas condições permitem uma aceleração
centrípeta máxima de apenas 2m/s2, sem que aconteça
derrapamento.
Determine a maior velocidade, em km/h, com que o
automóvel pode ser conduzido na curva, sem derrapar.
219. (FEI-SP/2000) Quando um automóvel faz uma curva de
raio 1 km, com velocidade constante de 72 km/h, podemos
afirmar que:
a) a aceleração é nula
b) o módulo da aceleração é 0,4 m/s2
c) o módulo da aceleração aumenta
d) o módulo da aceleração diminui
e) nada se pode afirmar sobre a aceleração
220. Uma partícula tem movimento circular e uniforme.
Podemos afirmar que:
a) a aceleração vetorial é constante.
b) o módulo da velocidade vetorial é constante.
c) o módulo da aceleração vetorial é nulo.
d) a velocidade vetorial é constante.
e) a velocidade vetorial tem seu sentido para o centro da
trajetória.
Resolução:
Como |→acp| = |
→
at|, o triângulo é isósceles, logo o ângulo é 450.
Alternativa D
→
ar
→
acp
→
at
→at→ar
→acp
(
(θ
θ
Resolução:
acp = 
2V
R ⇒ 2 = 
2V
200 ⇒ V = 20 m/s = 72 km/h
V = 72 km/h
Resolução:
a = 
2V
R
; V = 72 km/h = 20 m/s
R = 1 km = 1000 m
a = 
220
1000
a = 
400
1000 = 0,4 m/s
2
Alternativa B
Resolução:
Em um movimento circular uniforme, apenas a direção e o sentido
do vetor velocidade variam, o módulo permanece constante.
Alternativa B
221. (FEI-SP) Sabendo-se que a aceleração total (resultante)
de um móvel é nula, pode-se afirmar que:
a) sua velocidade é nula.
b) seu movimento é circular e uniforme.
c) seu movimento é uniforme, qualquer que seja sua
trajetória.
d) seu movimento só pode ser retilíneo e uniforme.
e) nenhuma das anteriores é correta.
Resolução:
O único movimento com aceleração resultante nula é o movimento
retilíno uniforme.
atangencial = 0 ⇒ módulo da velocidade constante
acp = 0 ⇒ direção da velocidade constante
Alternativa D
222. (PUC-SP) Diz-se que o movimento de um ponto material é
uniforme quando e somente quando:
a) a velocidade vetorial for constante
b) a aceleração escalar for nula e a velocidade escalar
não o for
c) a trajetória for retilínea
d) a aceleração vetorial for tangente à trajetória
e) a aceleração vetorial for nula
Resolução:
No M.U. não existe aceleração. Alternativa B
CPV 
FÍSICA60
223. (PUC-RS) Com relação à velocidade e à aceleração de um
corpo, é correto afirmar que:
a) a aceleração é nula sempre que o módulo da
velocidade é constante
b) um corpo pode estar acelerado mesmo que o
módulo de sua velocidade seja constante
c) a aceleração centrípeta é nula no movimento
circunferencial
d) sempre existe uma aceleração tangencial no
movimento circunferencial
e) a velocidade é diretamente proporcional à
aceleração em qualquer movimento acelerado
224. Assinale a proposição verdadeira:
a) Em um movimento uniforme, a aceleração é nula.
b) Em um movimento uniformemente variado, a
aceleração é constante.
c) No movimento circular uniformemente variado, a
aceleração centrípeta tem módulo constante.
d) No movimento retilíneo uniformemente variado, a
aceleração centrípeta é nula.
e) No movimento uniforme, a velocidade é constante.
225. (FE-SP) Em determinado instante, a velocidade vetorial e a
aceleração vetorial de uma partícula estão representadas
na figura abaixo.
Qual dos pares oferecidos representa, no instante
considerado, os valores da aceleração escalar ααααα e do raio
de curvatura R da trajetória?
a) α = 4,0 m/s2 e R = 0
b) α = 4,0 m/s2 e R → ∞
c) α = 2,0 m/s2 e R = 29 m
d) α = 2,0 m/s2 e R = 2,9 m
e) α = 3,4 m/s2 e R = 29 m
Resolução:
Nos movimentos circulares uniformes há aceleração; porém, o
módulo da velocidade é constante.
Alternativa B
Resolução:
Em um movimento retilíneo uniformemente variado, a aceleração
só tem componente na direção tangencial, ou seja, a aceleração
centrípeta é nula.
Alternativa D
10 m/s
4,0 m/s260º
Resolução:
α = a cos 60º = 4 . 12 ⇒ ααααα = 2 m/s2
acp = a sen 60º
acp = 4 . 
3
2
 = 2 3 m/s2
acp = 
2V
R ⇒ R = 
2V 100
a 2 3cp
= = 29 m
Alternativa C

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.