A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Av  e AvsDE HISTORIA DO BRASIL

Pré-visualização | Página 1 de 3

Avaliação: CEL0242_AV_201202464041 » HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL
	Tipo de Avaliação: AV
	Aluno: 201202464041 - CRISTIANE SANTANA FRADE
	Professor:
	MARI ANGELA MONJARDIN BARBOSA
	Turma: 9030/AF
	Nota da Prova: 3,5        Nota de Partic.: 2        Data: 07/06/2014 11:00:08
	
	 1a Questão (Ref.: 201202547538)
	Pontos: 1,5  / 1,5
	"A educação pode transformar vidas, por isso deve ser democrática". Por que essa prática não aplica-se a educação no período colonial?
		
	
Resposta: Porque mesmo tendo um sistema educacional no Brasil ele não era para todos, pois os escravos e mulheres não tinham direito a escola.
	
Gabarito: R: Porque ainda que houvesse um sistema educacional para os índios, mulheres e escravos por exemplos estavam excluídos do sistema educacional.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201202609552)
	Pontos: 0,0  / 1,5
	A Reforma Rivadávia Correa, de 1911, pretendeu que o curso secundário se tornasse formador do cidadão e não como simples promotor a um nível seguinte. Retomando a orientação positivista, prega a liberdade de ensino, entendendo-se como a possibilidade de oferta de ensino que não seja por escolas oficiais, e de freqüência. Além disso, prega ainda a abolição do diploma em troca de um certificado de assistência e aproveitamento e transfere os exames de admissão ao ensino superior para as faculdades. Discuta os efeitos da reforma de Rivadávia Correa na organização da educação no Brasil.
		
	
Resposta: A reforma Rivadária Correa entra na educação brasileira com a emplementação de cursos tecnicos.
	
Gabarito: Os resultados desta Reforma foram desastrosos para a educação brasileira. Destitui os avanços anteriores e enfraquece a organização das instituições de ensino.
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201202747064)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Indique a alternativa INCORRETA em relação ao contexto religioso na Europa do séc. XVI:
		
	
	
	
	
	
	
	
	
	 
	a burguesia via no movimento reformista uma maneira de se aliar à Igreja Romana, já que esta condenava diversas práticas comerciais e financeiras.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201202528001)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	(IPAD / PE / 2006 - adaptada) Nos anos de 1920 e 1930, vários Estados brasileiros promoveram reformas educacionais baseadas no ideário da Escola Nova. Nesse cenário destaca-se a figura do educador:
		
	
	
	
	
	 
	Anísio Teixeira
	
	
	
	
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201202528161)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Os jesuítas permaneceram como responsáveis pela educação no Brasil  durante duzentos e dez anos, até 1759, quando foram expulsos de todas as colônias portuguesas por decisão de Sebastião José de Carvalho, o marquês de Pombal.
Sobre o modelo educacional jesuítico leia as alternativas abaixo:
 
a) A educação jesuítica foi nitidamente dogmática, abstrata e conservadora. A Igreja católica ameaçada pelo espírito crítico que rondava a Europa, parecia empenhar-se, mediante o ensino jesuítico, pela reafirmação de sua autoridade.
b) Consideramos que correspondendo ao ideal europeu da época, cujo interesse dirigia-se a formação do homem culto, os padres jesuítas não
visavam formar letrados eruditos que, entretanto não questionassem a ordem estabelecida.
c) O desinteresse quase total pela ciência caracterizou toda a educação na colônia. A
metrópole, por outro lado, reforçava essa realidade por manter-se fechada ao espírito crítico e de análise, à pesquisa e experimentação.
d) Os interesses da educação no período colonial, na realidade, convergiam para um único objetivo ¿ a manutenção da ordem. Nesse sentido, a educação jesuítica refletia claramente o seu caráter elitista.
e) Os jesuítas investiram maciçamente em um espírito crítico e questionador, muito característico do sistema educacional português e espanhol. Tal sistema de educação foi fundamental para o combate as teorias da Contra Reforma que ameaçavam a Igreja Católica na Europa.
 
Assinale a alternativa que contém a afirmativa que contém a sequência correta :
		
	
	
	
	
	
	
	
	
	 
	V, V, V, V, F
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201202751654)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	O príncipe regente D. João VI , no que se refere à educação, ao chegar ao Brasil preocupou-se em criar algumas escolas de ensino superior visando atender as necessidades de instrução dos filhos da nobreza e da aristocracia brasileira. Estas escolas tiveram duas características marcantes:
		
	
	
	
	
	 
	caráter profissionalizante / serem um serviço público.
	
	
	
	
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201202617584)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Assinale a alternativa que Não corresponde ao ensino no período da Primeira República no Brasil:
		
	
	
	
	
	
	
	 
	A escola tinha por finalidade desenvolver a autonomia intelectual dos alunos visando à construção de um novo modelo de sociedade, ou seja, de superação da sociedade capitalista.
	
	
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201202527962)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	As aulas régias consistiram num dos modelos iniciais de educação no Reino de Portugal. O Brasil contou com esta política que foi instalada pelo Marquês de Pombal em 1759. Podemos afirmar que as Aulas Régias se caracterizavam por:
		
	
	
	
	
	
	
	 
	Gerenciamento e execução pela coroa portuguesa e podendo a igreja católica também realiza-la, ocorrendo apenas nas grandes cidades litorâneas da colônia.
	
	
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201202528180)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	A proposta de renovação historiográfica dos fundadores dos Annales opunha-se a um fazer historiográfico que encerrava a história num campo limitado de atuação, identificado como escola metódica. Pode-se afirmar que essa oposição, naquele momento, apresentou as características a seguir.
I  Crítica aos eventos de natureza puramente política, por serem insuficientes para explicar todo o processo histórico por si mesmos.
II - Defesa da interdisciplinaridade como forma de dotar a história de instrumentos mais eficazes para a análise da sociedade.
III - Desenvolvimento de um novo programa de pesquisa, baseado apenas na micro-história, em oposição à história política tradicional.
IV - Rejeição aos métodos de pesquisa empírica e ao uso dos documentos escritos.
São corretas APENAS as características
		
	
	
	
	
	
	
	 
	I e II
	
	
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201202752350)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	A CARTA CONSTITUINTE DE 1934 PODE SER CLASSIFICADA COMO A MAIS PROGRESSISTA EM MATÉRIA EDUCACIONAL. ISSO SE DEVE A NELA ESTAR INCLUÍDA A SEGUINTE MEDIDA:
		
	
	
	 
	O ENSINO PRIMÁRIO SERÁ OFERECIDO GRATUITAMENTE POR INSTITUIÇÕES PÚBLICAS COM A FREQUÊNCIA OBRIGATÓRIA.
	
	
	
	
	
	
	Avaliação: CEL0242_AVS_201202464041 » HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL
	Tipo de Avaliação: AVS
	Aluno: 201202464041 - CRISTIANE SANTANA FRADE
	Professor:
	MARI ANGELA MONJARDIN BARBOSA
	Turma: 9030/AF
	Nota da Prova: 6,5        Nota de Partic.: 2        Data: 27/06/2014 14:56:23
	
	 1a Questão (Ref.: 201202547547)
	Pontos: 1,5  / 1,5
	Durante mais de 200 anos os jesuítas foram responsáveis pela educação no Brasil. Isso mudou quando foram expulsos de todas as colônias portuguesas por decisão de Sebastião José de Carvalho, o marquês de Pombal.
Sobre o modelo educacional jesuítico faça uma análise de suas principais características.
		
	
Resposta: O modelo educacional dos jesuítas era marcado pelo formalismo, usavam o modelo de ensino Radium Studium, eram organizados, mas mesmo havendo o modelo de ensino para os indios, não atendiam escravos e mulheres. Tinha como principal carcteristica a afirmação da fé católica e conseguir fieis para a igreja.
	
Gabarito: A educação jesuítica era dogmática, abstrata e