A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
8-O cristianismo e seu conceito de história

Pré-visualização | Página 2 de 2

— esta, pecadora e desprezível. Os 
propósitos de Deus seriam cumpridos e a história seria finalizada, com a 
participação fiel e esperançosa dos cristãos. 
 
Conclusão 
 
Começamos esta aula nos referindo ao impacto da mensagem cristã na 
história, a ponto de marcar o mundo, particularmente a cultura ocidental, com suas 
formas de ver a realidade humana e a história. Embora tais marcas tenham se 
notabilizado pela formação de toda uma cultura, é evidente que, do ponto de vista 
teórico, tal compreensão cristã afastou, por vários séculos, em particular, nos 
tempos da Antiguidade e da Idade Média, certa tradição historiográfica de 
reconhecimento do protagonismo do homem na história. 
A compreensão cristã da história reforçou uma visão de sociedade marcada 
pela hierarquização social e política, bem como facilitou a dominação dos senhores 
feudais sobre os camponeses e demais excluídos no universo medieval. 
 
Saiba mais 
 
Bíblia1: livro sagrado dos judeus e dos cristãos. No caso da Bíblia cristã, compõe-se 
de duas partes, o Velho Testamento, que é exatamente a parcela judaica dessa 
tradição, e o Novo Testamento, que é a seção onde estão registrados os ensinos de 
Jesus e dos apóstolos. A Bíblia conheceu um longo processo de formação, 
constituindo-se em um livro composto de diferentes tradições e de muitos autores. 
Evangelho2: palavra grega que significa ―boa notícia‖ ou ―boa nova‖. Era como os 
seguidores do Cristo designavam a sua mensagem em uma referência geral aos 
seus ensinos salvacionistas. 
 
Parusia3: palavra aramaica que significa ―retorno‖. Era usada entre os cristãos 
antigos para se referirem à esperada volta triunfal de Jesus Cristo ao mundo. 
Profético4: a profecia é um tipo de literatura antiga (costumeira entre os judeus e 
adotada pelos cristãos), que antecipa o fim dos tempos por meio do descortino de 
fatos do presente. Profético é um termo que indica aquilo que tem relação com esse 
tipo de literatura ou discurso religioso. 
Escatologia5: doutrina bíblica que trata das questões finais da história e da 
consumação dos tempos segundo a vontade divina. 
Canonizado6: palavra que se refere a alguém que se tornou um santo reconhecido 
pela Igreja Católica Romana. O processo de canonização demanda, no interior da 
Igreja, a busca de provas que demonstrem a condição espiritual superior daquele a 
quem se busca santificar. 
 
 
REFERÊNCIAS 
 
DANIÉLOU, J.; MARROU, H. (Org.). Nova História da Igreja. Dos primórdios a São 
Gregório Magno. Petrópolis: Vozes, 1984. 
FONTANA, J. História: análise do passado e projeto social. Bauru: EDUSC, 1998.