A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
47 pág.
Aprendizagem segundo Skinner

Pré-visualização | Página 1 de 11

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB 
DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO 
CURSO DE PEDAGOGIA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
JENIFER SATIE VAZ OGASAWARA 
 
 
 
 
 
 
 
 
O CONCEITO DE APRENDIZAGEM DE SKINNER E 
VYGOTSKY: UM DIALÓGO POSSÍVEL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Salvador 
2009 
 1 
JENIFER SATIE VAZ OGASAWARA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O CONCEITO DE APRENDIZAGEM DE SKINNER E VYGOTSKY: UM 
DIALÓGO POSSÍVEL 
 
 
 
 
 
 
Monografia apresentada como requisito 
parcial para obtenção da graduação em 
Pedagogia do Departamento de Educação 
da Universidade do Estado da Bahia, sob 
orientação da Prof.ª Terezinha Zélia Pinto de 
Queiroz. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Salvador 
2009 
 2 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 FICHA CATALOGRÁFICA – Biblioteca Central da UNEB 
 Bibliotecária : Jacira Almeida Mendes – CRB : 5/592 
 
 Ogasawara, Jenifer Satie Vaz 
 O conceito de aprendizagem de Skinner e Vygotsky : um dialogo possível / Jenifer Satie 
Vaz Ogasawara.- Salvador, 2009. 
 45f. 
 
 Orientadora: Terezinha Zélia Pinto de Queiroz. 
 Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade do Estado da Bahia. 
Departamento de Educação. Colegiado de Pedagogia . Campus I. 2009. 
 
 Contém referências. 
 
1.Aprendizagem. 2. Prática pedagógica. 3. Educação. 4. Psicologia da aprendizagem. I. 
Queiroz, Terezinha Zélia Pinto de. II.Universidade do Estado da Bahia, Departamento de 
Educação. 
 
 CDD: 370.157 
 
 
 
 3 
JENIFER SATIE VAZ OGASAWARA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O CONCEITO DE APRENDIZAGEM DE SKINNER E VYGOTSKY: UM 
DIALÓGO POSSÍVEL 
 
 
 
Monografia apresentada como requisito 
parcial para obtenção da graduação em 
Pedagogia do Departamento de Educação 
da Universidade do Estado da Bahia, sob 
orientação da Prof.ª Terezinha Zélia Pinto de 
Queiroz. 
 
 
 
 
 
Salvador, 31 de agosto de 2009. 
 
 
 
__________________________________________________________ 
 
 
 
__________________________________________________________ 
 
 
 
__________________________________________________________ 
 4 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Aos estudantes de Pedagogia que virem neste trabalho uma 
possibilidade de melhorar seus conhecimentos sobre teorias de 
aprendizagem. 
 5 
 
AGRADECIMENTOS 
 
 
À Deus, por ser “a força estranha que me leva a cantar”. Acreditar em ti faz tudo ter 
sentido na minha vida. 
 
Aos meus pais, Teruake e Mauricélia, por tudo que fazem e sempre fizeram por mim. 
Obrigada por me conduzirem a cada conquista e por me incentivarem a ter sempre 
novos sonhos e me estruturarem a persisti-lo até o alcance. 
 
Aos meus irmãos, pessoas com as quais compartilho cotidianamente a minha vida. 
Agradeço por acreditarem em mim e vibrarem com as minhas conquistas. 
 
Aos meus amigos, por serem o outro alicerce forte da minha vida. Todos os 
momentos vividos com vocês sempre valem a pena. 
 
À Newton, por todo o amor e admiração. Agradeço também pela paciência de estar 
ao meu lado pacientemente em muitos momentos de escrita. Olhar para você e vê-lo 
fazer palavras cruzadas enquanto eu “monografava” deixava cada vez mais claro o 
seu companheirismo. 
 
À Rita, apesar de ter desmarcado algumas páginas, por ter tido o cuidado de 
arrumar o meu espaço de estudo sem perder nenhum dos meus papéis, seja de 
textos ou de anotações. 
 
À Camilla, pelo o empréstimo de alguns dos exemplares da sua biblioteca particular 
e por sua presteza em ajudar. 
 
À Terezinha, minha orientadora, que compreendeu e estimulou o meu ritmo de 
escrita. Obrigada também por acreditar na minha capacidade e ter me estimulado a 
defender este trabalho ainda neste semestre. 
 
 6 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
“Não considere nenhuma prática como imutável. Mude e esteja disposto 
a mudar novamente. Não aceite verdade eterna. Experimente” 
SKINNER 
 7 
RESUMO 
 
 
 
Muitas são as teorias de aprendizagem existentes, atualmente, no âmbito 
acadêmico. Isso se deve ao fato de cada teórico escolher estudar os aspectos que 
acreditam ser essenciais para as questões da educação. Contudo, sabe-se que 
nenhuma delas esgota e explica todos os questionamentos dessa área de 
conhecimento. Esse estudo versa sobre duas dessas teorias com o objetivo geral de 
discutir a relação entre as teorias de aprendizagem de Skinner e Vygotsky e suas 
contribuições para o processo ensino-aprendizagem. Assim, fez-se necessário 
descrever o conceito de aprendizagem de Skinner e Vygotsky, apontando as suas 
implicações pedagógicas, para em seguida comparar os principais pressupostos de 
cada teoria. Para atender aos objetivos deste estudo comparativo utilizou-se da 
pesquisa exploratória do tipo bibliográfica. Buscou-se, então, fazer um levantamento 
sobre as principais obras dos autores escolhidos, para em seguida destacar os 
principais conceitos envolvidos na questão da aprendizagem. Diferentemente da 
idéia difundida na comunidade acadêmica, esclareceu-se que as abordagens 
possuem vários pontos de convergência, mas que também divergem em alguns 
aspectos. Uma conclusão obtida com a realização deste trabalho se refere ao 
conceito principal de cada autor para o entendimento do processo de ensino -
aprendizagem. Espera-se que este trabalho possa contribuir para um melhor 
entendimento da teoria de Skinner bem como, explique alguns equívocos difundidos 
sobre sua abordagem, contribuindo também para ampliar a compreensão geral 
sobre as diferentes abordagens para o conceito de aprendizagem facilitando a 
prática pedagógica. 
 
Palavras-chaves: Teoria de Aprendizagem; Skinner; Vygotsky; Prática pedagógica. 
 
 8 
SUMÁRIO 
 
 
 
 
1 INTRODUÇÃO 8 
2 APRENDIZAGEM SEGUNDO SKINNER 11 
2.1 ANTECEDENTES HISTÓRICOS 11 
2.2 APRENDIZAGEM 16 
2.3 O PAPEL DO PROFESSOR 17 
3 APRENDIZAGEM SEGUNDO VYGOTSKY 21 
3.1 ANTECEDENTES HISTÓRICOS 21 
3.2 APRENDIZAGEM 23 
3.3 O PAPEL DO PROFESSOR 27 
4 METODOLOGIA 30 
4.1 DELINEAMENTO DE ESTUDO 30 
4.2 COLETA DE DADOS 30 
4.3 PROCESSAMENTO E ANÁLISE DE DADOS 31 
5 DIALOGANDO COM AS TEORIAS DE SKINNER E 
VYGOTSKY 
 
32 
6 CONSIDERAÇÕES FINAIS 41 
 REFERÊNCIAS 43 
 
 
 
 
 9 
1 INTRODUÇÃO 
 
 
Inúmeros são os teóricos que discutem a teoria da aprendizagem. Cada um destes 
define e aponta os principais focos que devem ser analisados para o entendimento 
do assunto. Bock, Furtado e Teixeira (2000) colocam como principais pontos 
abordados pelos estudiosos que se propõem a estudar esse processo a natureza e 
os limites da aprendizagem, como também a participação dos aprendizes e a 
motivação durante o processo. Outro ponto bastante discutido é a importância do 
outro na aquisição de novos conhecimentos. 
 
Na tentativa de explicar a existência de diversos resultados para pesquisas que se 
referem ao campo da Psicologia, Cunha (1998) expõe que nessa ciência os 
paradigmas são vistos como revolucionários e inéditos, pois são muito diferentes 
entre si. Isto ocorre pois cada teórico acaba por encaminhar suas pesquisas de 
acordo com o que acredita ser essencial. 
 
Dentre os autores que estudaram a aprendizagem, aparecem Vygotsky e Skinner, 
os escolhidos para o desenvolvimento deste trabalho. Esses autores