A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Exercício Psicopatologia I (Terceira Prova)

Pré-visualização | Página 3 de 3

dos olhos ou movimentos bruscos com a cabeça), trazendo muitas vezes embaraço ao sujeito.
	Q40 - ( ) Os transtornos de tique na infância podem ser classificados em um modelo hierárquico. Nesse modelo hierárquico, o Trantorno de Tourette é a apresentação completa, havendo a ocorrência de tiques motores, pelo menos um tique verbal e duração mínima de 1 ano.
	Transtornos da Excreção
		31 – Encoprese
Encoprese é a dificuldade de controlar o esfíncter anal para a eliminação de fezes.
		32 – Enurese
Enurese é a perda involuntária de urina.
	Q41 - Qual a diferença entre Enurese e Encoprese?
		Enurese: dificuldade em segurar o xixi.
		Encoprese: dificuldade em segurar o cocô.
Q42 - A partir de que idade podemos diagnosticar Enurese? E Encoprese?
	Enurese: a partir dos 5 anos.
	Encoprese: a partir dos 4 anos.
	Q43 - Com que frequência os sintomas de enurese devem acontecer para que possamos fazer o diagnóstico? E de Encoprese?
		Enurese: a frequência deverá ser de 2x na semana por 3 meses.
		Encoprese: a frequência deverá ser de 1x na semana por 3 meses.
	Q44 - (V) Para que seja feito o diagnóstico de Enurese, a perda urinária em contextos inadequados deve ser sempre involuntária. 
	Outros Transtornos da Infância ou Adolescência
		33 - Transtorno de Ansiedade de Separação
O Transtorno de Ansiedade de Separação é a ansiedade excessiva envolvendo o afastamento de casa ou de figuras importantes de vinculação.
		34 - Mutismo Seletivo
O Mutismo Seletivo é um transtorno psicológico caracterizado pela recusa em falar em determinadas situações, mas em que o indivíduo consegue falar em outras. Geralmente envolve crianças tímidas, introvertidas e ansiosas que falam apenas com algum ou ambos pais ou com outras crianças e animais, mas não falam com adultos (como professores, médicos, dentistas, outros familiares e desconhecidos). A frequência não varia muito com o gênero, mas é mais comum em meninas. Em adultos é mais comum que sejam diagnosticados com fobia social.
		35 - Transtorno de Apego Reativo na Infância (não será cobrado na prova)
		36 - Transtorno de Movimento Estereotipado (não será cobrado na prova)
		37 - Transtorno da Infância ou Adolescência SOE (Sem Outra Especificação)
	Q45 - Qual o curso típico do mutismo seletivo?
		Geralmenteaparece antes do 5º ano de idade, mas na maioria dos casos entra em remissão.
	Q46 - Crianças com mutismo seletivo geralmente mantêm outras formas de comunicação (p.ex. gestos) nos ambientes em que acontece o mutismo?
		Sim. Elas podem apontar tanto quanto fazer vocações monossilábicas.
	Q47 - (F) Na maioria dos casos a criança com mutismo seletivo não fala em situações específicas porque quer chamar a atenção.
	Q48 - (V) É possível que o transtorno de ansiedade de separação se manifeste como ansiedade excessiva ao sair de casa.
	Q49 - Cite três sintomas típicos de crianças com transtorno de ansiedade de separação.
		Saudade extrema dos pais;
		Ir com frequência para o quarto dos pais à noite;
		Pesadelos frequentes relacionados à morte dos pais ou abandono;
		Precisa manter contato frequente com os pais.
	Q50 - O transtorno de ansiedade de separação pode permanecer na vida adulta?
Sim. Poderá haver dificuldade em se separar de figuras de vínculo.
Ex: uma mãe que tem dificuldade de deixar um filho sair de casa.
CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS PARA ESQUIZOFRENIA
Entre os critérios diagnósticos para a esquizofrenia, o Critério A descreve os sintomas característicos. 
Para a prova, é importante saber quais são os 5 sintomas do critério A, bem como os seus significados 
(p.ex. saber o que são delírios).
Critério A - Sintomas característicos: 
No mínimo dois dos seguintes quesitos:
Delírios;
Pensamento de que alguém quer lhe sabotar ou que um chip foi implantado por alienígenas no seu cérebro ou que a sua vida está sendo filmada e ele faz parte de um reality show.
Alucinações;
Ouvir vozes ou ver coisas inexistentes.
3. Discurso desorganizado (freqüente descarrilamento ou incoerência);
4. Comportamento amplamente desorganizado ou catatônico;
5. Sintomas negativos, isto é, embotamento afetivo, alogia ou abulia;
NOTA: 
Apenas um sintoma do critério A é necessário quando os delírios são bizarros ou as alucinações consistem em vozes que comentam o comportamento ou os pensamentos da pessoa, ou duas ou mais vozes conversando entre si.
Observação: 
Abulia = falta de vontade ou iniciativa. Dificuldade de tomar decisões de forma independente. 
Alogia (neste contexto) = pobreza de discurso. Fala pouco, respostas monossilábicas.