A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
38 pág.
O papel do Gestor de Marketing nas organizações

Pré-visualização | Página 2 de 9

O Marketing em si faz parte da área comercial das organizações, visto que as funções que se pode começar a carreira são diversas. Em grandes corporações a evolução pode ser assim evidenciada: Assistente de Marketing, Técnico de Estudos de Mercado, Gestor de Produto Júnior, Gestor de Produto Sênior, Gestor de Marca, Chefe de Marketing, Gestor de Marketing e finalmente o cargo de Diretor de Marketing, estando sim apto a trabalhar com atividades relacionadas às vertentes de gestão. 
	Nas pequenas empresas, a estrutura hierárquica é naturalmente mais curta, pelo que são menos os cargos que podem ser exercidos. Entretanto, o Marketing é uma área em que se registra um elevado turnover, isto é, em que se muda frequentemente de entidade empregadora. Por esta razão, é habitual os profissionais desta área mudarem com alguma facilidade de funções no decorrer das suas carreiras. A evolução na carreira de quem trabalha por conta própria, nomeadamente dirigindo uma agência de Marketing, resulta principalmente da qualidade e dimensão dos serviços que se prestam e do tipo de clientes que os requerem.
	Ao longo da carreira, é essencial apostar na formação contínua, para fins de atualização. Esta formação pode ser adquirida através da leitura de revistas especializadas, através da frequência de uma pós-graduação, com a finalidade de preencher lacunas na formação académica possuída. Além disso, é usual as entidades empregadoras, principalmente as empresas multinacionais promoverem ações de formação para os seus profissionais de Marketing, as quais podem ter lugar no território nacional ou no estrangeiro. 
	O caráter diversificado e inovador do Marketing leva a realização de muitos seminários, congressos e reuniões similares. Tanto este tipo de reuniões como as ações de formação profissional podem ser dedicados aos mais diversos temas, tais como gestão de produtos e de marcas, gestão de vendas, estudos de mercado, comunicação organizacional ou gestão de sistemas de processamento de dados.
	Ivan Marcos (2009) cita algumas funções e características que os profissionais de Marketing devem ter:
Agilizar processos (rapidez) e reavaliar processos (conveniência) 
Atuar concomitante com o RH 
Monitorar o mercado para fidelização de clientes (valor agregado) 
Criar desejos e novas oportunidades de mercado 
Acompanhar (pesquisas) e percepção de valor agregado e disposição para personalizar (customização) 
Observar a concorrência e ter percepção de mudanças e estilos (segmentação do mercado) 
Conhecer obstáculos e definir metas para qualidade de serviços ao cliente 
Desenvolver poder de informação por meio da tecnologia (ex. CRM – Customer Relationship Management = software para gerenciamento do relacionamento comercial com cada cliente - Marketing 1X1). 
De acordo com o levantamento feito pela FATEP, entre os cargos ocupados por profissionais de Marketing, 28% são analistas, 19% gerentes, 17% assistentes, 14% coordenadores, 7% estagiários, outros 7% diretores, 5% supervisores e menos de 1% presidente. A conta fecha com 2% exercendo outros cargos.
	Contrariando a percepção de que o profissional de Marketing permanece por pouco tempo na mesma empresa, apenas 17% têm menos de um ano de casa. A maior parte (44%) tem entre um e cinco anos. Os veteranos, com mais de 10 anos na mesma companhia, somam 17%, enquanto 22% têm entre cinco e 10 anos de casa.
	Destes, 37% pretende ficar na mesma empresa no próximo ano acreditando que será promovido. Já os que pretendem trocar de endereço comercial somam 35%. Há ainda uma parcela (16%) que pensa em permanecer na mesma companhia com o mesmo cargo e salário. Abrir o seu próprio negócio (8%), trocar de carreira (2%) e até mesmo parar de trabalhar para se dedicar aos estudos (2%) também faz parte dos planos destes profissionais.
	Entende-se que diariamente surgem novas áreas, devido à tamanha importância que o Marketing ganhou em nossa sociedade e principalmente por que cada uma dessas áreas tem uma característica diferente que merecem serem observadas, para que se possa criar estratégias adequadas a cada uma delas. 
�
Pontos Positivos da Profissão 
Acredita-se que devido à gigantesca transformação do mercado e sociedade em que vivemos as principais vantagens dos Gestores de Marketing são:
Diversas áreas de atuação tendo como exemplo as seguintes áreas: 
Marketing Rural/Agrobusiness
Marketing de Varejo
Marketing Hospitalar 
Marketing Bancário
Marketing de Seguros
Marketing Pessoal
Marketing Religioso
Marketing de Transportes
Marketing de Energia
Marketing Esportivo
Além desse ponto positivo pode-se asseverar que são pessoas fortemente capacitadas em análise, organização e liderança, bem como devem ter a capacidade de elaborar e executar estratégias globais que tenham em conta os diversos fatores que afetam as vendas da empresa. 
São comunicativos porque contatam com um variado número de pessoas (internas e externas à empresa), devem saber trabalhar em equipa e as suas capacidades de comunicação, orais e escritas, devem ser excelentes. 
Segundo Bruno Oliveira, autor do artigo O que Faz um Profissional de Marketing no site mestredomarketing.com:
“O profissional de Marketing acumula diversas funções, além de conhecer o mercado, a economia e novas tendências, desenvolver produtos que atendam às necessidades dos consumidores, fazer análises e encontrar soluções, e por consequência criar campanhas para promover os produtos, o profissional de marketing precisa sempre estar antenado no que está a sua volta, não é uma profissão em que você possa “estacionar no tempo”, estar sempre ligado às novidades, meios de comunicação e mídias digitais, é hoje de suma importância para este profissional, também é preciso estar sempre ligado nas pesquisas e  estatísticas, pois são elas que ditam um rumo ao qual o profissional de marketing irá seguir.
O marketing não é uma profissão de sorte e nem só de conhecimento, também é necessário do profissional conhecimento pessoal, visão ampla e “cabeça aberta” para as novas possibilidades. ”.
São atentos, pois se necessita de conhecimento de tudo o que os rodeiam (economia, concorrência, hábitos de consumo, tendências de mercado, inovações tecnológicas, etc.) e criativas, de modo a que possam conceber estratégias adequadas, inovadoras e capazes de aumentar as vendas da empresa. 
Sabem trabalhar com números e o gosto pela matemática pode também ser útil, uma vez que estes profissionais necessitam de saber interpretar informação estatística (relativa às vendas e aos estudos de mercado, por exemplo) e de estabelecer objetivos com base em projeções numéricas (tabela de preços, volume de vendas, número de clientes, etc.).
São pessoas: 
Empreendedores, pois é necessário experimentar novas ideias para a solução de velhos problemas, entendendo sempre o problema como uma oportunidade. É realizar de fato e fazer existir produtos ou meios de produção. 
Criativos: pois a criatividade está ligada ao interesse e à curiosidade provenientes de cada indivíduo. Um profissional criativo possui conteúdo e converte facilmente informações em conhecimento, logo, pode encontrar soluções criativas para resolver situações, sejam elas problemas ou oportunidades.
Líderes que procuram desenvolver, capacitar e treinar as pessoas com o intuito de detectar novos talentos e privilegiando assim o trabalho em grupo, em busca de desafios e não temem as mudanças.
Éticos, pois, pois ser ético não é algo que se aprende e sim uma característica individual que é lapidada diariamente.
Transparentes, pois acima de tudo devem ser imparciais diante das várias situações e objeções que irão encontrar. São também justos e sinceros, pois além de neutralizar riscos cria-se um elo de confiança e lealdade desde o início.
Baseado nas características necessárias para os Gestores de Marketing credita-se que os principais pontos positivos da profissão são os salários extremamente atrativos devido ao amplo mercado de