A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
124 pág.
Apostila  de Questões Processo Civil Fase Final

Pré-visualização | Página 32 de 44

d) Os pedidos são interpretados restritivamente, compreendendo- se, entretanto, no principal, os juros legais. 
e) O autor poderá aditar o pedido, antes e depois da citação, correndo à sua conta as custas acrescidas em 
razão dessa iniciativa. 
 
 
JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO – TRT – 24a – 2006 
 
299 Assinale a alternativa INCORRETA: 
 
a) O réu pode reconvir ao autor no mesmo processo, toda vez que a reconvenção seja conexa com a ação 
principal ou com o fundamento da defesa. 
b) Não pode o réu, em seu próprio nome, reconvir ao autor, quando este demandar em nome de outrem. 
c) A desistência da ação, ou a existência de qualquer causa que a extinga, não obsta ao prosseguimento da 
reconvenção. 
d) Ainda que ocorra revelia, o autor poderá alterar o pedido, ou a causa de pedir, bem como demandar 
declaração incidente, não necessitando, para tanto, a promoção de nova citação do réu. 
e) Se o réu, reconhecendo o fato em que se fundou a ação, outro lhe opuser impeditivo, modificativo ou 
extintivo do direito do autor, este será ouvido no prazo de dez dias, facultando-lhe o juiz a produção de 
prova documental. 
 
 
+ de 400 QUESTÕES DE D. PROCESSUAL CIVIL 
http://www.atepassarconcursos.com.br 
http://www.provasvirtuais.com.br	
  -­‐	
  Em	
  breve	
  o	
  seu	
  grupo	
  de	
  estudos	
  on	
  line	
  
JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO – TRT – 24a – 2006 
 
300 Assinale a alternativa INCORRETA: 
 
a) Quando o autor tiver formulado pedido certo, é vedado ao juiz proferir sentença ilíquida. 
b) O juiz poderá, de ofício, modificar o valor ou a periodicidade da multa, cominada em sentença por 
descumprimento de obrigação de fazer, caso verifique que se tornou insuficiente ou excessiva. 
c) Não fazem coisa julgada os motivos, ainda que importantes para determinar o alcance da parte dispositiva 
da sentença. 
d) Faz coisa julgada a resolução da questão prejudicial, se a parte o requerer, o juiz for competente em razão 
da matéria e constituir pressuposto necessário para o julgamento da lide. 
e) É lícito à parte discutir, no curso do processo, as questões já decididas, a cujo respeito se operou a 
preclusão. 
 
 
JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO – TRT – 24a – 2006 
 
301 Considerando as disposições do Código de Processo Civil a respeito das provas, assinale a 
alternativa INCORRETA: 
 
a) A parte, que alegar direito municipal, estadual, estrangeiro ou consuetudinário, provar-lhe-á o teor e a 
vigência, se assim o determinar o juiz. 
b) O juiz apreciará livremente a fé que deva merecer o documento, quando em ponto substancial e sem 
ressalva contiver entrelinha, emenda, borrão ou cancelamento. 
c) O incidente de falsidade não suspenderá o processo principal 
d) Compete ao terceiro, em relação a qualquer pleito, informar ao juiz os fatos e as circunstâncias de que 
tenha conhecimento e exibir coisa ou documento, que esteja em seu poder. 
e) Em falta de normas jurídicas particulares, o juiz aplicará as regras de experiência comum subministradas 
pela observação do que ordinariamente acontece e ainda as regras da experiência técnica, ressalvado, 
quanto a esta, o exame pericial. 
 
 
JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO – TRT – 24a – 2006 
 
302 Assinale a alternativa INCORRETA: 
 
a) O CPC vigente adota a teoria da individuação da causa de pedir. 
b) A contestação e a reconvenção serão oferecidas simultaneamente, em peças autônomas, sob pena de 
preclusão do direito de reconvir, independentemente de ainda não ter transcorrido integralmente o prazo 
legal de resposta do réu. 
c) Quando a matéria controvertida for unicamente de direito e no juízo já houver sido proferida sentença de 
total improcedência em outros casos idênticos, poderá ser dispensada a citação e proferida sentença, 
reproduzindo-se o teor da anteriormente prolatada, sendo facultado o juízo de retratação ao magistrado 
prolator da decisão em caso de apelação. 
d) São exceções ao princípio da eventualidade ou concentração da defesa: 1) alegações relativas a direito 
superveniente; 2) alegações sobre matérias que o juiz deve conhecer de ofício; 3) alegações que, por 
expressa autorização legal, puderem ser formuladas em qualquer tempo e juízo 
e) Nas ações que tenham por objeto o cumprimento de obrigação de fazer, de não fazer ou a entrega de coisa, 
a obrigação somente se converterá em perdas e danos se o autor o requerer ou se impossível a tutela 
específica ou a obtenção do resultado prático correspondente. 
 
 
+ de 400 QUESTÕES DE D. PROCESSUAL CIVIL 
http://www.atepassarconcursos.com.br 
http://www.provasvirtuais.com.br	
  -­‐	
  Em	
  breve	
  o	
  seu	
  grupo	
  de	
  estudos	
  on	
  line	
  
FCC – ANALISTA JUD. –ADM. – TRE – SP – 2006 
 
303 Em relação à audiência de instrução e julgamento, nos termos do Código de Processo Civil, é correto 
afirmar: 
 
a) A audiência é una e contínua e deve obrigatoriamente ser concluída num único dia. 
b) A audiência pode ser adiada por convenção das partes, o que só será admitido duas vezes. 
c) O Juiz deverá obrigatoriamente dispensar a produção das provas requeridas pela parte cujo advogado não 
compareceu à audiência. 
d) Incumbe ao advogado provar o impedimento de comparecimento até 24 horas antes da abertura da 
audiência. 
e) Os peritos e assistentes técnicos prestarão os esclarecimentos necessários solicitados pelas partes antes dos 
depoimentos pessoais e da inquirição de testemunhas. 
 
 
FCC – ANALISTA JUD. –ADM. – TRE – SP – 2006 
 
304 Podem depor como testemunhas todas as pessoas, exceto as incapazes, impedidas ou suspeitas. 
Segundo o Código de Processo Civil, é suspeito 
 
a) aquele que é parte na causa. 
b) o inimigo capital da parte, ou o seu amigo íntimo. 
c) aquele que intervém em nome de uma parte, como o tutor na causa do menor. 
d) o advogado, que assista ou tenha assistido as partes. 
e) o interdito por demência. 
 
 
FCC – ANALISTA JUD. –ADM. – TRE – SP – 2006 
 
305 No que concerne à coisa julgada, é correto afirmar: 
 
a) Não está sujeita ao duplo grau de jurisdição a sentença proferida contra a União quando ela estiver 
fundada em Súmula do Supremo Tribunal Federal. 
b) Está sujeita ao duplo grau de jurisdição a sentença proferida contra a União se houver condenação de valor 
certo igual a 50 (cinqüenta) salários mínimos. 
c) É possível a discussão pelas partes, no curso do processo de questões já decididas, a cujo respeito operou-
se a preclusão. 
d) Os motivos de uma sentença, importantes para determinar o alcance da parte dispositiva, em regra, fazem 
coisa julgada. 
e) De acordo com o Código de Processo Civil, denomina- se coisa julgada formal a eficácia, que torna 
imutável e indiscutível a sentença, não mais sujeita a recurso ordinário e extraordinário. 
 
 
CESGRANRIO – BNDES – DIREITO – 2006 
 
306 João ajuizou uma ação contra Manoel alegando que seu carro fora abalroado pelo carro do réu. Em 
contestação, Manoel afirma que a versão apresentada pelo autor não é verdadeira, e que o veículo 
de sua propriedade é que fora atingido pelo veículo do autor, verdadeiro causador do acidente. 
Sobre a hipótese narrada, indique a afirmação correta. 
 
a) Tendo em vista que o réu argüiu um fato negativo, ou seja, não ter batido no carro do autor, a lei desloca 
para o réu o ônus da prova. 
b) Tendo o réu argüido em sua defesa fato modificativo do direito do autor, desloca-se o ônus da prova para 
ele, réu. 
c) Apesar de o réu não ter argüido em sua defesa fato extintivo do direito do autor, caberá a ele, réu, a 
iniciativa de demonstrar a inverdade da versão autoral. 
d) Como o réu alegou em contestação fato modificativo do direito do autor, o fato constitutivo do direito de 
João tornou-se incontroverso 
e) Como o réu contestou a ação negando veracidade à versão do autor, caberá ao autor o ônus probatório 
sobre a veracidade