A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Analise Econômico Financeira - Cap. 9 (2)

Pré-visualização | Página 1 de 1

1
FACE – DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ATUARIAIS 
 
ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA I 
 
Prof. Paulo Augusto P. de Britto 
 
 
 
 
 
 
 
 
AN 9(2) 
 
 2
PASSIVO TOTAL OU PASSIVO EXIGÍVEL 
 
 
PE = Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo 
 
 
 Recursos de terceiros empregados pela empresa 
o Curto, médio e longo prazo 
 
 Maior o prazo, maior a taxa de juros 
 
 Menor o prazo, maior o risco da empresa 
 
 Trade off: risco vs. Custo 
 
o Exposição financeira da empresa 
o Questões dinâmicas do endividamento 
 3
PASSIVO PERMANENTE 
 
 Diz respeito às fontes permanentes de capital 
 
 Independe da origem do recurso, mas do prazo 
 
 Formado pelas contas de longo prazo 
 
 
 
PP = Exigível a Longo Prazo + Patrimônio Líquido 
 
 
 4
INDICADORES DE AVALIAÇÃO DO PASSIVO PERMANENTE 
 
Endividamento 
 
 Relação entre o capital de terceiros e o capital próprio 
 
Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo Endividamento 
 
= 
Patrimônio Líquido 
 
 Evidencia quanto a empresa tomou emprestado para cada 
R$ 1 de capital próprio. 
 
 Como indicador de risco: Menor → melhor 
 (maior liberdade de decisões financeiras). 
 
 Atenção para custo relativo de cada fonte de financiamento. 
 5
Composição do Endividamento 
 
 
Passivo Circulante 
 
Endividamento 
de Curto Prazo 
 
 
= 
Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo 
 
 Indica a proporção de obrigações de curto prazo. 
 
 Como indicador de risco: Menor → melhor. 
 
 Se maior que as disponibilidades de empresa, indica situação 
insolvência. 
 
 6
Dependência Financeira 
 
 Relação entre investimento e capital de terceiros 
 
Passivo Exigível Dependência 
Financeira 
 
= 
Ativo Total 
 
 Participação do capital de terceiros no ativo total 
 
 Indica o percentual do ativo financiado por dívidas 
 
 Alternativamente, pode-se calcular: 
 
Patrimônio Líquido Independência 
Financeira 
 
= 
Ativo Total 
 
 
 7
Imobilização do Patrimônio Líquido 
 
 Relação entre ativo imobilizado e patrimônio líquido 
 
 
Ativo Imobilizado Grau de Imobilização do 
Patrimônio Líquido 
 
= 
Patrimônio Líquido 
 
* livro texto usa Ativo Permanente na fórmula 
 
 Indica quanto do A. Imob. foi financiado com capital próprio. 
 
 Se GIPL>1, então parte do A.Imob foi financiada com dívida 
 
o maior risco de crédito 
o verificar se há PC no A. Imob. 
 8
Imobilização das Capitais Permanentes 
 
 Relação entre ativo imobilizado e passivo permanente 
 
Ativo Imobilizado Grau de Imobilização dos 
Capitais Permanentes 
 
= 
Passivo Permanente 
* livro texto usa Ativo Permanente na fórmula 
 
 Identifica a proporção de recursos não-correntes no imobilizado 
 
 Não deve ser GICP > 1; nesse caso, recursos correntes 
financiam ativos permanentes → risco de crédito. 
 
 
 9
PASSIVOS ONEROSOS E PASSIVOS DE FUNCIONAMENTO 
 
 Onerosos: produzem ônus financeiro (juros) 
Ex: empréstimos e financiamentos 
 
 Funcionamento: não produzem ônus financeiros explícito 
 Ex: salários a pagar, contribuições, taxas e 
impostos a recolher, fornecedores, 
dividendos a pagar etc 
 
 Importa determinar se endividamento onera ou não a empresa 
o Mais passivo de funcionamento em relação a passivo 
oneroso, menos preocupação