curso redes  53855
55 pág.

curso redes 53855


DisciplinaProcessamento e Transmissão Digital de Infor8 materiais41 seguidores
Pré-visualização8 páginas
Seja Bem Vindo! 
 
Curso 
Redes 
Carga horária: 50hs 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Dicas importantes 
 
\u2022 Nunca se esqueça de que o objetivo central é aprender o conteúdo, e 
não apenas terminar o curso. Qualquer um termina, só os determinados 
aprendem! 
 
\u2022 Leia cada trecho do conteúdo com atenção redobrada, não se deixando 
dominar pela pressa. 
 
\u2022 Explore profundamente as ilustrações explicativas disponíveis, pois 
saiba que elas têm uma função bem mais importante que embelezar o texto, 
são fundamentais para exemplificar e melhorar o entendimento sobre 
o conteúdo. 
 
\u2022 Saiba que quanto mais aprofundaste seus conhecimentos mais se 
diferenciará dos demais alunos dos cursos. 
 
 Todos têm acesso aos mesmos cursos, mas o aproveitamento que 
cada aluno faz do seu momento de aprendizagem diferencia os \u201calunos 
certificados\u201d dos \u201calunos capacitados\u201d. 
 
\u2022 Busque complementar sua formação fora do ambiente virtual onde 
faz o curso, buscando novas informações e leituras extras, e quando 
necessário procurando executar atividades práticas que não são 
possíveis de serem feitas durante o curso. 
 
\u2022 Entenda que a aprendizagem não se faz apenas no momento em que 
está realizando o curso, mas sim durante todo o dia-a-dia. Ficar atento às 
coisas que estão à sua volta permite encontrar elementos para 
reforçar aquilo que foi aprendido. 
 
\u2022 Critique o que está aprendendo, verificando sempre a aplicação do 
conteúdo no dia-a-dia. O aprendizado só tem sentido quando pode 
efetivamente ser colocado em prática. 
 
 
 
 
 
 
 
Conteúdo 
 
1. BREVE HISTÓRIA DA REDE 02 
1.1. QUAL SOFTWARE UTILIZAR? 03 
 
2. MONTANDO UMA REDE FISICAMENTE 04 
2.1. CABEAMENTO 04 
2.2. INTERFERENCIA EM CABEAMENTO METALICO 05 
2.3. MÉTODOS P/ REDUZIR NÍVEIS DE RUÍDOS ELET. EM SIST.DE CABEAMENTO 05 
2.4. TÉCNICAS DE PROTEÇÃO 05 
2.5. MONTANDO CABO PAR TRANÇADO 06 
2.6. ESTRUTURA DE CABEAMENTO PARA REDES 07 
2.6.1. CABEAMENTO NÃO ESTRUTURADO 07 
2.6.2. CABEAMENTO ESTRUTURADO 07 
2.6.2.1. TOPOLOGIA BASICA 08 
2.6.2.2. FIXAÇÃO DOS CABOS UTP 10 
2.7. OUTRO MODO DE COMUNICAÇÃO VIA REDE 10 
2.8. EXERCÍCIOS 12 
 
3. SUGESTÃO PARA UMA REDE ELÉTRICA 13 
3.1. SISTEMA DE ATERRAMENTO 15 
3.2. CONSEQUENCIAS DA FALTA DE ATERRAMENTO 15 
3.3. O QUE NÃO SE DEVE FAZER 16 
 
4. DOCUMENTANDO UMA REDE 17 
4.1. EXERCÍCIOS 17 
 
5. PROTOCOLOS DE REDE 18 
5.1. CLASSES DE IP 18 
5.2. PROTOCOLOS 18 
5.2.1. TCP\IP 19 
5.2.2. NETBEUI 19 
5.2.3. IPX/SPX 19 
5.3 EXERCÍCIOS 20 
 
6. CONFIGURAR REDE LÓGICA 21 
6.1. REDE CLIENTE SERVIDOR 21 
6.2. REDE PONTO A PONTO 22 
6.2.1. CONFIGURANDO REDE WINDOWS 98 22 
6.2.2. COMO FAZER COMPARTILHAMENTO NA REDE WINDOWS 98 28 
6.2.3. MAPEAMENTO PARA WINDOWS 98 31 
6.3. EXERCÍCIOS 36 
 
7. CONFIGURANDO WINDOWS XP 37 
7.1. CRIANDO CONTAS DE USUÁRIOS 37 
7.2. COMPARTILHAMENTO COM O XP 41 
7.3. MAPEAMENTO NO WINDOWS XP 45 
 
8. INSTALANDO DHCP 49 
8.1. EXERCÍCIOS 51 
 
BIBLIOGRAFIA 52 
 
 
 
 
 
1 
 
 
 
 
.BREVE HISTÓRIA DA REDE 
 
 
 
 
Os primeiros computadores não eram multiusuários. A preocupação dos inventores, era a 
forma de funcionar aquele amontoado de fios, válvulas e outros componentes eletrônicos. 
Com a introdução dos computadores nas empresas e entidades governamentais, ficou muito claro 
que os computadores só seriam úteis se utilizados por mais de uma pessoa. Surgiram assim os 
primeiros computadores multiusuários. 
 
 
O funcionamento em rede era situação normal antigamente , quem não se lembra dos filmes de 
ficção cientifica antigos, onde existia uma sala enorme só para os computadores, nas décadas de 
60 e 70? . Na que época existia uma CPU para vários terminais, chamados de terminais \u201cburros\u201d, 
tinham apenas teclado e mouse, estes acessavam todos os recursos do computador central, 
incluindo processador e memória. 
 
 
Este sistema era muito lento, e os programadores tinham que se esforçar para criar programas 
ágeis e pequenos, para se ter uma idéia veja o comparativo abaixo: 
 
 
Ontem Hoje 
Velocidade processador (clock) Velocidade processador (clock) 
1 Mhz 800, 900 Mhz , 1, 2 Ghz 
 
Memória Ram Memória Ram 
128 Kb 128 Mb 
 
Espaço HD Espaço HD 
100 Mb 40 Gb 
 
E estes computadores de ontem tinham que abastecer uma rede de 100 a 200 terminais \u201cburrosI\u201d 
imaginem a velocidade para executar uma tarefa. Os números acima refletem quanto foram 
melhorados os computadores desde o principio (cerca de 1.000 vezes). 
 
 
 
 
 
Página 2 
 
 
 
A história da informática começou a mudar na década de 80, com o lançamento do IBM PC que 
marcou o inicio do predomínio da INTEL , com os processadores séries Z80 como 8088 e 8086 
(XT), 80286 (AT), 80386, 80486, Pentium e assim por diante. Nesta época surgiu também a 
NOVELL mesmo tendo um custo muito elevado, cerca de US$ 1.000 por estação a Novell 
conquistou um nome no mercado e montou uma base sólida. 
 
 
O que mudou com os PC? A diferença é que o processamento deixou de ser executado no 
computador central e passou a ser feito em cada estação, criou-se inclusive o termo \u201cdownsizing\u201d 
que significa \u201cdiminuir o tamanho\u201d, este termo constitui em substituir antigos computadores com 
processamento centralizado por unidade autônomas. 
 
Até a década de 90 a novell praticamente dominou sozinha o mercado, até o surgimento da 
concorrência (Microsoft), que embutiu no seu sistema Windows, a partir da versão 3.11 um bom 
sistema de compartilhamento de recursos, e começou a asfixiar a rainha das redes. Hoje alem da 
Microsoft temos surgindo o LINUX que alem de ser um software gratuito (baixo custo) tem ótimas 
ferramentas para acesso e segurança da internet. 
 
 
 
1.1 - Que software utilizar ? 
 
Comparação entre diversos softwares de rede 
 
 
Windows 9x Windows NT /2000 / XP /2003 Novell Linux 
 
Fácil instalação Instalação mais complicada Exige qualificação técnica Exige qualificação técnica 
Valor software baixo Valor alto software Valor alto software Valor baixíssimo software 
Nível baixo de segurança Nível alto segurença Nível alto segurança Nível alto de segurança 
Exige muitos aplicativos Exige muitos aplicativos Quantidade aplicativos regular Poucos aplicativos 
Até 10 terminais Varios terminais + depende de licença Varios terminais + dep.licenças Numero ilimitado 
Servidor internet fraco Bom servidor de internet Médio servidor de internet Muito bom serv. Internert 
 
 
Estes são os softwares para redes existentes hoje no mercado, cada um tem a suas vantagens e 
desvantagens, mas quem deve optar pelo tipo de rede a ser utilizada no seu ambiente é a pessoa 
que vai adquirir o produto, não o técnico que irá executar a instalação, o técnico deve mostrar ao 
cliente custo beneficio de cada software. 
Nesta apostila iremos explicar e exemplificar cada um destes aplicativos. Mas antes temos que 
conhecer alguns itens importantes para instalação de qualquer tipo de rede. 
 
 
 
 
 
 
 
Página 3 
 
 
 
 
2 
 
 
 
 
.MONTANDO UMA REDE FISÍCAMENTE 
 
 
2.1. CABEAMENTO. 
 
Antigamente as redes eram montadas a partir de cabos coaxiais de 50 ohms. Hoje , eles foram 
substituídos por cabos de par trançado, os UTP (Unshielded Twisted Pair ou Par Trançado sem 
Blindagem) e STP (Shielded Twisted Pair Par Trançado com Blindagem). 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Coaxial Par Trançado (UTP) 
 
Este cabo, par trançado, tem um custo baixo e fácil de se manusear, porém não oferecem uma 
proteção muito grande contra ruídos (interferências). 
Os cabos UTP/STP são divididos em categorias de acordo com a frequência suportada, conforme 
abaixo: 
 
Categoria 1 (CAT 1) \u2013 Voz (cabo telefônico) 
Categoria