A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
33 pág.
APRESENTAÇÃO DE SECAGEM DE SEMENTES DE ALGODÃO

Pré-visualização | Página 1 de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA
ENGENHARIA AGRÍCOLA
CAMPUS DE TOMÉ-AÇU
DISCIPLINA: SECAGEM E AERAÇÃO DOS PRODUTOS AGRÍCOLAS
DOCENTE: DSC. MAGNUN ANTONIO PENARIOL DA SILVA 
SECAGEM DAS SEMENTES DE ALGODÃO 
(Gossypium hirsutum L)
Discente:
Carlos Wagner Da Silva Costa
INTRODUÇÃO
• O algodão é uma fibra branca (esbranquiçada) que
cresce a volta das sementes.
• Espécies do gênero Gossypium, família Malvaceae.
• Há muitas espécies nativas das áreas tropicais da África,
Ásia e América, e desde o final da última Era glacial
tecidos já eram confeccionados com algodão.
1/28
23:15:24
INTRODUÇÃO
• PRODUÇÃO
• Região Norte
• Tocantins: 6.240 t
• Região Nordeste
• Bahia: 597.914 t
• Maranhão: 26.189 t
• Piauí: 21.546 t
• Região Sudeste
• Minas Gerais:50.663 t
• São Paulo: 21.840 t
• Região Cento-oeste
• Goiás: 163.837 t 
• Mato grosso: 
1.021.765 t
• Mato grosso do sul: 
90.995 t
Sistemas de produção de algodão no Brasil.
Fonte: Elaborada pela Markestrat com base em Freire (2011)
2/28
23:15:24
• COLHEITA DO ALGODÃO Colheita mecanizada
•
Colhedora John Deere de algodão de
fuso tracionado e acionada por um
trator.
Fonte:_http://elenaaparecida.blogspot.com.
br/2015/06/algodao-atraso-na-colheita-
reforca.html
Recolhimento dos módulos e seu transporte para
usina algodoeira
Fonte: Revista Brasileira de Produtos
Agroindustriais, Campina Grande, v.18, n.2,
p.207-225, 2016
3/28
23:15:24
ESQUEMA DO SISTEMA DE PRODUÇÃO
Fonte: Livro cadeia produtiva do algodão
Fonte: Livro cadeia produtiva do algodão
Fonte:_https://thesoilhuggersjourney.wordpress.com
Fonte:_Colheita e beneficiamento
das oleaginosas UFVJM
4/28
23:15:24
SEMENTES
Geralmente, a colheita do algodão em rama coincide com o
período de ausência de precipitações.
Em consequência disso, as sementes obtidas apresentam elevadas
capacidade germinativa, a maioria acima de 90%.
(QUEIROGA E MATA, 2016)
5/28
23:15:24
SEMENTES
Secagem opcional do algodão em rama e beneficiamento em
descaroçadores de serra, além do processo de deslintamento das
sementes com linter que é realizado de imediato ao seu
descaroçamento ou na época bem próxima a sua semeadura
(antes de 1 mês). (QUEIROGA E MATA, 2016)
6/28
23:15:24
MÉTODOS DE SECAGEM 
FONTE: Capítulo 5. Secagem e Secadores. UFV 7/28
23:15:24
INTRODUÇÃO
• EXEMPLO DE SECADOR CONTRA-CORRENTE
FONTE: Capítulo 5. Secagem e Secadores. UFV
8/28
23:15:24
Maquinário de secagem da semente
• Segundo Shaw e Franks, o
secador não pode exceder
uma temperatura de 140°F ou
60°C.
Fonte: Departamento de agricultura dos Estados Unidos (1962) 9/28
23:15:24
Maquinário de secagem da semente
• A secagem não reduzirá os ácidos graxos livres já presentes
na semente de algodão antes da secagem; mas vai retardar
o desenvolvimento. O secador pode lidar com 45,36 kg de
semente de algodão por minuto, ou aproximadamente 3
toneladas por hora.
10/28
23:15:24
Maquinário de secagem da semente
11/28Fonte: Departamento de agricultura dos Estados Unidos (1962)
23:15:24
Temperatura do ar 
de secagem
Tempo no 
secador 
(MIN)
Antes da 
secagem 
(%)
Imediatamente depois 
da secagem 
(%)
Depois da secagem 
e resfriamento 
(%)
Imediatamente Depois 
da Secagem 
(%)
Depois da secagem 
e resfriamento 
(%)
Antes da 
secagem 
(°C)
Imediatamente 
Depois da Secagem 
(°C)
Depois da secagem 
e resfriamento 
(°C)
87,8 6 16.5 15.1 14.1 1.4 2.4 29,4 47,8 26,1
93,3 6 16.5 14.9 14 1.6 2.5 30,0 48,9 26,1
6 16.6 15 13.7 1.5 2.8 30,6 51,7 26,1
4 16.7 15.1 14.1 1.4 2.4 29,4 46,1 26,1
87,8 6 16.5 15 13.7 1.5 2.8 30,0 47,8 26,1
93,3 6 16.5 15.2 14.2 1.3 2.3 28,9 48,9 26,1
6 16.5 15.2 13.9 1.3 2.6 30,6 50,0 26,1
4 16.5 14.9 14.1 1.6 2.4 30,0 47,8 26,1
98,9
Conteúdo de Umidade
Volume de Ar 124,59 m³
98,9
Temperatura da sementeUmidade removida
Secador em Torre
FONTE: https://www.indiamart.com
O secador para sementes de
algodão não teve muitas
modificações no decorrer do
tempo, e seu mecanismo interno
permanece semelhante o descrito
por Shaw e Franks (1962)
12/28
23:15:24
A UMIDADE DO ALGODÃO EM CAROÇO
• A troca de água com o ambiente;
• Controle da umidade;
• Processo de beneficiamento;
• Separação das fibras do caroço;
• Lucro;
Equilíbrio 
Higroscópico
Teor de
Água (%)
Ar
Ambiente
13/28
23:15:24
GRÁFICO DE UMIDADE COM BASE ÚMIDA.
• Gráfico com temperatura constante de 21°C.
10,5%.
9,3%.
7,2%
Equilíbrio higroscópico do algodão. (Fonte: USDA, 1977)
14/28
23:15:24
UMIDADE NO ALGODÃO
• As algodoeiras no Brasil recebem matéria-prima com níveis 
de umidade muito variáveis (de 4 a 20%).
15/28Fonte: Variações diárias da temperatura e da umidade relativa do ar. (Estação Experimental IMAmt, 2015)
23:15:24
UMIDADE NO ALGODÃO
• As algodoeiras no Brasil recebem matéria-prima com níveis 
de umidade muito variáveis (de 4 a 20%).
15/28
A taxa de umidade da fibra na
entrada do descaroçador deve ser
controlada e mantida numa faixa
de 6.5 a 7.5%.
23:16:13
COLHEITA DO ALGODÃO
FONTE: SOUZA, A. A et al. 2004 16/28
23:15:24
HORÁRIO DE COLHEITA
FONTE: SOUZA, A. A et al. 2004
17/28
23:15:24
SEMENTE DO ALGODÃO
• PRODUÇÃO
CAROÇO 
9,32%
PLUMA
90,68%
IN NATURA
41%
ÓLEO VEGETAL
20,97%
FARELO / TORTA
20,10%
LÍNTER
9,47%
BIODIESEL 
(4,16%)
SEMENTES 
(5,30%) 
18/28
23:15:24
19/28
23:15:24
INTRODUÇÃO
• O presente trabalho propõe estudar os efeitos da secagem
pós condicionamento sobre a qualidade fisiológica de
sementes de três cultivares de algodão.
• O condicionamento osmótico foi proporcionado pelo
polietileno glicol 6000 (PEG 6000) na concentração de
178,34 g l-1 a 25ºC de modo a fornecer um potencial
osmótico de -0,4 MPa
20/28
23:15:24
MÉTODOS
• O PEG 6000 foi diluído em 400 mL de água destilada
utilizando três béqueres de 500 mL, um para cada cultivar,
sendo as sementes imersas nas soluções e mantidas em
câmara de germinação tipo B.O.D. com luz constante e
temperatura de 25ºC durante 24 horas.
• Determinação do teor de água (base úmida)
• Teste de germinação
• Velocidade de germinação 
• Tempo médio de germinação (TMG)
21/28
23:15:24
• O PEG 6000 foi diluído em 400 mL de água destilada
utilizando três béqueres de 500 mL, um para cada cultivar,
sendo as sementes imersas nas soluções e mantidas em
câmara de germinação tipo B.O.D. com luz constante e
temperatura de 25ºC durante 24 horas.
• Determinação do teor de água (base úmida)
• Teste de germinação
• Velocidade de germinação 
• Tempo médio de germinação (TMG)
RESULTADOS
PEG 6000
22/28
23:15:24
RESULTADOS • Qual seria o teor de água
das 3 variedade se o tempo
de secagem fosse de 18
horas?
RESPOSTAS
CNPA 8H = 10,45%
BRS 200 MARROM = 15,25%
BRS-VERDE = 13,52%
23/28
23:15:24
RESULTADOS
24/28
• TEMPERATURA CONSTANTE DE 35°C
23:15:24
CONCLUSÃO
• CNPA 8H, a secagem de sementes pós-condicionamento
realizada por duas horas propiciou benefícios na
germinação.
• As sementes de algodão da cultivar BRS 200 Marrom
tiveram sua germinação beneficiada quando condicionadas
osmoticamente, ou quando, além disso, foram submetidas a
secagem por 4, 8 ou 32 horas.
25/28
23:15:24
CONCLUSÃO
• Quanto à cultivar BRS-Verde, suas sementes apresentaram
melhor desempenho germinativo quando o
condicionamento foi realizado seguido de 2, 4 ou 32 horas
de secagem.
• As sementes submetidas as condições osmóticas apesar de
submetidas a secagem de 32 horas, ainda