A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
56 pág.
Aula 7 Tintas

Pré-visualização | Página 2 de 3

é filtrada e
imediatamente após, é envasada. O envase consiste na
colocação do conteúdo (tinta) em embalagens.
Classificação das tintas
Sistema de 
base aquosa
Látex PVA
acrílico
Sistemas 
alquídicos
Esmalte
Vernizes
Classificação das tintas
Base Aquosa x Base Alquídica (base solvente)
• Proporciona melhor cobertura
na primeira demão ;
• Adere melhor a superfícies que
não estão muito limpas ;
• Tempo de abertura maior
(espaço de tempo em que a tinta
pode ser aplicada com pincel antes
de começar a secar) ;
• Depois de seca apresenta maior
resistência à aderência e a
abrasão ;
• Melhor flexibilidade em
longo prazo, conferindo
maior resistência a
rachaduras e lascas;
• Maior resistência ao
amarelecimento, em áreas
protegidas da luz do sol;
• Exala menos cheiro;
• Pode ser limpa com água;
• Não é inflamável;
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Sistema de base aquosa: São produtos constituídos por
uma dispersão aquosa, contendo resina conhecida como
látex, entre outros insumos. O termo látex é devido ao fato
de ter o aspecto semelhante à borracha natural. Os
produtos de base aquosa têm menor impacto sobre o meio
ambiente. Os dois tipos de resina látex mais comuns são:
o PVA e Acrílicos
PVA Acrílica
-polímero termoplástico
-suas propriedades ficam definidas como
um material de comportamento
marcadamente elástico e de resistência
não muito elevada.
-A ruptura é basicamente frágil e o módulo
de elasticidade do material pode ser
alterado com a adição de aditivos
plastificantes à tinta.
 hidrólise em contato com 
ácidos e bases fortes
 perdem resistência em contato 
prolongado com a água (usar 
em ambiente interno)
-ácido acrílico ou metacrílico é um 
polímero termoplástico.
-Estável ao calor e a luz, bem como a 
agentes químicos e a água.
Acrílica é levemente 
superior
< permeabilidade
< solubilidade a água
> resistência a álcalis
> durabilidade a UV
25
 Acrílico + cara
 Usos
 substrato poroso
 Argamassas, concretos
 Rochas, cerâmica e gesso
 acrílico preferido para 
exterior
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Tintas látex PVA: é comercializada no mercado com
qualidade Econômica, Standart e Premium, com três tipos
de acabamento: semibrilho, o acetinado e o fosco.
Acabamento Acetinado
O acabamento acetinado possui brilho
intermediário entre o fosco e o semibrilho.
Sua intensidade de brilho também tem a
capacidade de disfarçar imperfeições da
parede e, normalmente, é uma versão que
garante aquele “toque de seda” muitas
vezes descrito na própria embalagem da
tinta. É um acabamento que permite boa
resistência à lavabilidade, mofo e algas.
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Tintas látex PVA:
O acabamento fosco não tem brilho e
ajuda a disfarçar defeitos e
irregularidades nas paredes e tetos.
Portanto, proporciona uma aparência
uniforme em grandes áreas, mas pode
acumular sujeira, manchas e tem maior
tendência à proliferação de algas e
fungos, além de tender a ficar lustroso
com mais facilidade que as tintas mais
brilhantes.
O acabamento semibrilho é o que
proporciona maior brilho e reflexos
intensos. Indicado para superfícies sem
imperfeições. É o mais indicado para
proteção.
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Tintas látex PVA: são recomendadas para aplicação sobre
superfícies internas de alvenaria revestida com argamassa,
superfícies de concreto e gesso.
 Essas tintas apresentam baixo odor e secagem rápida.
Aplicação: rolo de lã, trincha, pincel ou pistola;
Diluição: depende do fabricante, mas 
normalmente até 50% para a primeira demão e 
entre 10 a 30% para as demais demãos;
Solvente: água;
Secagem entre demãos: 4 horas ou em função 
do fabricante;
Embalagem: galão de 3,6 l ou lata de 18 l.
Complementos: selador, massa corrida 
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Tintas látex acrílica: são recomendadas para os mesmos
tipos de superfície, porém como são mais resistentes aos
raios UV podem ser usadas externamente. Estas
apresentam maior resistência de aderência, resistência à
àgua e à alcalinidade se comparadas com a base PVA.
Acabamento: fosco, acetinado e semi-brilho;
Aplicação: rolo de lã, pincel, trincha ou pistola;
Diluição: 20% de água na primeira demão e 
10% nas demais;
Solvente: água;
Durabilidade: 5 a 10 anos;
Secagem entre demãos: 4h
Embalagem: galão de 3,6 l ou lata de 18 l;
Complementos: fundo preparador de paredes, 
selador acrílico, massa acrílica;
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Sistema alquídicos: São constituídos por resinas
alquídicas, pigmentos orgânicos e inorgânicos ativos,
secantes, outros aditivos e solventes. As resinas alquídicas
surgiram da necessidade de melhoria das propriedades
físico-químicas do óleos, que apresentam secagem lenta e
baixa resistência as intempéries.
 A resina alquídica, geralmente, apresenta baixas
resistências à umidade elevada, não resistem a imersão em
água, nem a solventes fortes. Sendo esta resina adicionada
junto com a resina fenólica, há a redução da permeabilidade
tornando a tinta mais resistente à umidade.
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Esmalte sintético: é recomendado para aplicação
sobre superfícies metálicas, madeira e para
superfícies de argamassa e concretos*. Não é
recomendado para aplicação em substratos
expostos a umidade excessiva.
 Comparativamente a tinta látex, a secagem é mais
lenta, não permitindo a aplicação da segunda
demão no mesmo dia.
 As películas obtidas com esse tipo de tinta são
menos porosas e permeáveis do que aquelas à
base água.
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Esmalte sintético:
Acabamento: brilhante (o mais resistente), 
acetinado e fosco;
Aplicação: rolo de espuma, pincel ou 
pistola;
Diluição: para madeira - 15% de aguarrás 
na primeira demão e 10% nas demais;
e para metal – 10% em todas as demãos;
Rendimento: de 40m² a 50m² o galão;
Durabilidade: até 10 anos;
Secagem completa: 24 horas;
Complementos: zarcão, fundo para 
galvanizados, fundo nivelador, massa à 
óleo, selador.
Principais tipos de tintas e vernizes
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Verniz sintético: é recomendado para aplicação
sobre superfícies de madeira. A película formada
mostra os nós e veios naturais da madeira.
 Esse tipo de pintura tem secagem lenta, não
permitindo a aplicação de segunda demão no
mesmo dia.
 Alguns vernizes possuem filtro solar na sua
formulação permitindo a sua aplicação em
exteriores.
 Apresenta acabamento acetinado e brilhante,
sendo este último de maior resistência aos agentes
do meio ambiente.
Principais tipos de tintas e
vernizes
 Verniz sintético:
Aplicação (pelo tipo)
Esmalte
Tintas para base 
ou acabamento em 
madeiras, metais, 
tijolos, telhas e 
cerâmicas não 
vitrificadas.
Látex/acrílico
Tintas de alto 
desempenho à 
base de água para 
aplicações 
variadas. Podem 
ser usadas em 
paredes externas e 
internas
Látex/PVA
Tintas à base de 
água e da resina 
acetato de polivinil, 
o PVA. Indicadas 
para paredes 
internas de 
alvenaria.
Verniz
Para acabamento 
em madeira, 
concreto aparente, 
pedra mineira, 
tijolo e telhas. 
Pode ser 
transparente ou 
colorido.
TINTAS À BASE DE EPÓXI
 Termofixa 
 Elevada Rmec, à abrasão 
e agentes químicos
 Susceptível à UV: 
 Não usar em ambiente 
externo (amarelam e 
perdem o brlho)
 Aplicação
 Madeira e concreto (pisos)
 local quimicamente 
agressivo
 Revestimento de 
banheiros 
 balcões de laboratórios