A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
modelos administracao unidade1

Pré-visualização | Página 6 de 6

•	 Divisão do trabalho – especialização das funções ao longo de toda a estrutura 
organizacional, desde a alta hierarquia até os operários, favorecendo a eficiência e 
aumentando a produtividade.
•	 Autoridade e responsabilidade – autoridade é o direito de um superior de dar 
ordens e, conceitualmente, ser obedecido. Responsabilidade, por sua vez, é a 
contrapartida da autoridade.
•	 Unidade de comando – um empregado deve receber ordens de apenas um superior.
•	 Unidade de direção – definição de um plano único para um grupo de atividades 
com objetivos comuns.
•	 Disciplina – normas de conduta e trabalho válidas para todos, indistintamente.
•	 Prevalência dos interesses gerais – em detrimento dos interesses individuais.
•	 Remuneração – suficiente para garantir a satisfação dos funcionários.
•	 Centralização – atividades essenciais na organização devem ser centralizadas.
•	 Hierarquia – seguindo a cadeia de comando e respeitando a estrutura hierárquica 
estabelecida, em função do princípio de comando.
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
21
•	 Ordem – uma posição para cada indivíduo e cada indivíduo em sua posição.
•	 Equidade – a justiça deve prevalecer na organização, garantindo direitos iguais.
•	 Princípio da estabilidade dos funcionários – a rotatividade deve ser evitada, uma 
vez que tem consequências negativas sobre o moral dos trabalhadores.
•	 Princípio da iniciativa – capacidade de conceber um plano ou ideia e cumpri-la 
efetivamente.
•	 Princípio do espírito de equipe – capacidade de trabalho conjunto, consciência de 
equipe e de classe.
Fayol definiu como funções da Administração:
•	 planejar: estabelecer objetivos e a forma de alcançá-los;
•	 organizar: os recursos da empresa (humanos, financeiros e materiais) alocando-os 
da melhor forma;
•	 coordenar: atitudes e esforços de toda a organização, incluindo departamentos e 
pessoas;
•	 comandar: fazer com que os subordinados executem o que deve ser feito;
•	 controlar: definir padrões e medidas de desempenho de modo a corrigir eventuais 
desvios.
As cinco funções da Administração definidas por Fayol transformaram-se em quatro ao 
longo do tempo, já que comandar e coordenar se fundiram, assumindo a função atualmente 
denominada dirigir, também denominada por alguns autores de liderar.
Chegamos ao fim da primeira Unidade. Reflita sobre o que aprendeu até aqui e certifique-
se de ter fixado todos os conceitos. Se quiser relembrar o que viu até aqui, pratique com o 
pequeno exercício a seguir.
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
bemol
Realce
22 Laureate- International Universities
Ebook - Modelos de Administração
Complete os espaços em branco utilizando as opções a seguir.
•	 Frederick W. Taylor.
•	 Henri Fayol.
•	 Gerência Administrativa.
•	 Adoção de métodos racionais e padronizados.
•	 Máxima divisão de tarefas .
•	 Produção.
Administração Científica Administração Clássica
Principal 
representante
Origem Chão de fábrica.
Ênfase
•	Estrutura	formal	da	empresa.
•	Adoção	de	princípios	
administrativos pelo alto escalão.
Enfoque Gerência.
PRATIQUE!
23
A evolução conceitual da Administração representa uma grande viagem ao longo do tempo 
com o surgimento de correntes de pensamento acerca da administração e de formas para 
melhorar os resultados ao longo do tempo. Nem sempre essas correntes do pensamento 
administrativo se complementaram, mas podemos afirmar que em toda a sua evolução a 
preocupação girou em torno de dois conceitos básicos e primordiais: eficiência (fazer mais 
com menos / utilização adequada dos recursos), e eficácia (atingir os resultados planejados).
O grande marco para chegarmos a estas organizações complexas de hoje foi o aparecimento 
da Teoria da Administração Científica, capitaneado pelas ideias do engenheiro Frederick Taylor, 
com base em conceitos relacionados com racionalização, e Henry Fayol, que desenvolveu a 
Teoria Clássica, através da organização da Empresa (estrutura) e da aplicação dos princípios 
gerais da administração. 
As Teorias do pensamento administrativo da Abordagem Clássica sempre nos reportam ao 
ambiente fabril, embora todos os conceitos desenvolvidos possam ser aplicados a qualquer 
tipo de organização (fabricas, bancos, lanchonetes, escolas, empresas aéreas, centrais de 
distribuição, etc).
SínteseSíntese
24 Laureate- International Universities
BATEMAN, Thomas S.; SNELL, Scott A. Administração: novo cenário competitivo. São Paulo: 
Atlas, 2006.
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração: edição compacta. 
7a. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2004.
EXAME. As maiores empresas do Brasil em 2013. Disponível em: <http://exame.abril.com.
br/negocios/melhores-e-maiores/>. Acesso em: 18 fev. 2015.
FERREIRA, Ademir et al. Gestão Empresarial: de Taylor aos nossos dias. São Paulo: Thompson 
Learning, 2002.
KATZ, Robert L. Skills of an effective administrator. Harvard Business Review, jan – fev / 
1955.
MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe. São Paulo: L&PM, 2001.
McCLELLAND, David. Testing for Competence Rather Than for ‘Intelligence’, American 
Psychologist, Vol 28 (1), Jan 1973.
MAXIMIANO, Antônio Cesar Amaru. Teoria Geral da Administração: da revolução urbana à 
revolução digital. 6a. ed. São Paulo: Atlas, 2006.
______. Introdução à Administração. 7a. ed. São Paulo: Atlas, 2007. 
OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças. Planejamento Estratégico – conceitos, metodologia, 
práticas.18ª. ed., São Paulo: Atlas, 2002.
PAPO EMPREENDEDORISMO. Diagrama de Gantt. Disponível em: http://www.
papoempreendedorismo.com.br/2011/09/diagrama-de-gantt.html. Acesso em: 02 mar. 2015.
TZU, Sun. A Arte da Guerra. 30a. ed. Rio de Janeiro: Record, 2002.
ReferênciasBibliográficas