A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
AULA 1  CONCURSO DE PESSOAS

Pré-visualização | Página 1 de 5

Metodologia e Avaliação
I-Apresentação da disciplina:
Material Didático
-Livros 
-Xérox
-Slide
-Filme
Obs.: Orientação para estudo: seguir slide
Recomendações: Faltas, celular, conversas paralelas, cola, horário.
Avaliação
AV 1
-Trabalhos: 2,0.
-Provas: 8,0 pts.
-Pontos Extras: até 2,0
AV 2
Prova: 10,0.
Divisão de temas
Origem das penas. Finalidade das penas. Teoria adotada pelo art. 59 CP. Sistemas prisionais: Daniel, Camila, Rayane, Debora, Oberdan, Lucas: Data 01/03
Reclusão e detenção. Regimes de cumprimento de pena. Regras de regime fechado. Regras de regime aberto. Regras de regime semiaberto Progressão e regressão de regime. Liandro, Marcos, Matheus, Alan, Marcos Queiroz. Data 01/03 
Direito dos presos. Trabalho do preso e remição de pena. Superveniência de doença mental. Detração. Prisão especial. Prisão-albergue. Lya, Raissa, Pedro, Neila, Jatecilene, Rosilene. Data 07/03
Divisão de temas
Espécies de penas restritivas de direito. Requisitos para A SUBSTITUIÇÃO. Duração das penas restritivas de direito. Prestação pecuniária. Perda de bens e valores. Geovana, Jonaia, Joelmo, Dariele. Data 07/03
Prestação de serviço à comunidade. Interdição temporária de direitos. Limitação de fim de semana. Conversão das penas restritivas de direitos. Thaila, Elen, Alexandre, Alyssa. Data 08/03
Pena de multa. Isabela, Juliana, Geovana, Ramilly, Hagatta, João Gabriel . Data 08/03
Divisão de temas
Concurso de crimes material. . Data 14/03
Concurso de crimes formal. Data14/03
Crimes continuado
Suspensão condicional da pena
Livramento condicional
Divisão de temas
Origem das penas. Finalidade das penas. Teoria adotada pelo art. 59 CP. Sistemas prisionais: Nayra, Joyce, Amanda, Marcela: Data 01/03
Reclusão e detenção. Regimes de cumprimento de pena. Regras de regime fechado. Regras de regime aberto. Regras de regime semiaberto Progressão e regressão de regime. Hanneely, Jeferson, Magno, Sabrina, Katia, Ceres. Data 01/03 
Direito dos presos. Trabalho do preso e remição de pena. Superveniência de doença mental. Detração. Prisão especial. Prisão-albergue. Vitor, Pedro, Gabriel. Data 07/03
Divisão de temas
Espécies de penas restritivas de direito. Requisitos para A SUBSTITUIÇÃO. Duração das penas restritivas de direito. Prestação pecuniária. Perda de bens e valores. Hidaiane, Ana Paula, Ivanete, Carla, Edivan, João. Data 07/03
Prestação de serviço à comunidade. Interdição temporária de direitos. Limitação de fim de semana. Conversão das penas restritivas de direitos. Lorena, Layla, Joaquin, Glenda, Clennys, Rosyeli. Data 08/03
Pena de multa. Daniel, Gabrielle, Kamila, Valéria, Karina. Data 08/03
Divisão de temas
Concurso de crimes material. Emmilly, Thaysa, Brenda, Carla. Data 14/03
Concurso de crimes formal. Leonardo, Marcos, Bruno, Fernando, Data14/03
Crimes continuado
Suspensão condicional da pena
Livramento condicional
Referências Bibliográficas
 Bitencourt, Cezar Roberto. Tratado de Direito Penal, Vol 1, 17. ed. São Paulo: Saraiva, 2012.
 Capez, Fernando. Curso de Direito Penal, volume 1, 16.ed. São Paulo: Saraiva, 2012.
 GRECO, Rogério. Curo de Direito Penal: parte geral, 16. Ed. Rio de Janeiro: Impetus, 2014. Volume 1.
TÍTULO IV
DO CONCURSO DE PESSOAS
Concurso de Pessoas
Art. 29 - Quem, de qualquer modo, concorre para o crime incide nas penas a este cominadas, na medida de sua culpabilidade. 
        § 1º - Se a participação for de menor importância, a pena pode ser diminuída de um sexto a um terço. 
        § 2º - Se algum dos concorrentes quis participar de crime menos grave, ser-lhe-á aplicada a pena deste; essa pena será aumentada até metade, na hipótese de ter sido previsível o resultado mais grave.
Concurso de Pessoas
Em que pese a maioria dos tipos contidos na parte especial do Código Penal referir-se a fatos praticáveis por uma só pessoa, frequentemente o que se verifica é a associação de dois ou mais agentes concorrendo para a execução de um evento criminoso. Deste consórcio resulta o concurso de delinquentes, também conhecido como concurso de pessoas, concurso de agentes, co-autoria ou participação.
Conceito de Concurso de Pessoas: É a ciente e voluntária participação de duas ou mais pessoas na mesma infração penal.
Concurso de pessoas é a denominação dada pelo Código Penal às hipóteses em que duas ou mais pessoas envolvem​-se na prática de uma infração penal. A doutrina e a jurisprudência também se utilizam das expressões concurso de agentes e codelinquência para referir​-se a essas hipóteses de pluralidade de envolvidos no ilícito penal (GONÇALVES, 2016, p. 449).
1- Espécies de Crimes quanto ao concurso de Pessoas
Monosubjetivo ou de concurso eventual: São aqueles crimes que podem ser cometidos por um ou mais agentes como é o caso do crime de homcídio.
Ex.: Art. 121. Matar alguém: 
Plurisubjetivos ou de concurso necessário: São os que só podem ser praticados por uma pluralidade de agentes em concurso como no crime de associação para o tráfico previsto no art. 35 da Lei n. 11.343/2006.
Ex.: Art. 35.  Associarem-se duas ou mais pessoas para o fim de praticar, reiteradamente ou não, qualquer dos crimes previstos nos arts. 33, caput e § 1o, e 34 desta Lei:
Considerando a finalidade para a qual se dá a união dos infratores, os crimes plurissubjetivos são assim classificados: 
a) Crimes de Condutas Paralelas: são aqueles cujas condutas auxiliam-se mutuamente, visando à produção de um resultado comum, ou seja, todos irão se unir para conseguir um objetivo comum.
Ex.: Associação para o Crime, todos os agentes possuem o mesmo objetivo, que é a prática de crimes.
art. 288 do Código Penal
Obs.: Uma conduta acompanha a outra.
1.1-Os crimes plurissubjetivos são divididos em:
b) Crimes de Condutas Convergentes: são aqueles cujas condutas tendem a se encontrar, e desse encontro surge o resultado, as condutas se fundem gerando o resultado ilícito.
Ex.: adultério (abolido).
Art. 240 - Cometer adultério: [...]
 1º - Incorre na mesma pena o co-réu.
 Ex.: Atualmente, costuma​-se dar como exemplo o crime de bigamia, ressalvando​-se, porém, que só haverá o concurso se houver má​-fé por parte do cônjuge ainda solteiro, ou seja, se ele tiver ciência de que o parceiro já é casado e, ainda assim, contrair matrimônio.
Art. 235 - Contrair alguém, sendo casado, novo casamento: [...]
§ 1º - Aquele que, não sendo casado, contrai casamento com pessoa casada, conhecendo essa circunstância, é punido com reclusão ou detenção, de um a três anos.
Obs.: Uma conduta vai ao encontro da outra
c) Crimes de Condutas Contrapostas: As condutas são praticadas umas contras as outras, sendo os agentes tanto autores como vítimas. Os envolvidos agem uns contra os outros. 
Ex.: Crime de Rixa
Art. 137 - Participar de rixa, salvo para separar os contendores:
Obs.: Uma conduta vai de encontra a outra conduta.
Resumo
Espécie de crimes qt ao concurso de pessoas
Crimes plurissubjetivos
Crimes monossubjetivos
De condutas paralelas
De condutas contrapostas
De condutas convergentes
2- Espécies de Concurso de Pessoas
Concurso Necessário: refere-se aos crimes plurissubjetivos, os quais exigem o concurso de pelo menos duas pessoas. Aqui é necessária a existência de mais de um autor, de maneira que a conduta não pode ser praticada por uma só pessoa. 
Obs.: A coautoria é obrigatória, podendo haver ou não a participação de terceiros. 
Exemplo: a rixa só pode ser praticada em coautoria por três ou mais agentes. Entretanto, além deles, pode ainda um terceiro concorrer para o crime, na qualidade de partícipe, criando intrigas, alimentando animosidades entre os que participam da rixa.
Concurso eventual: refere-se aos crimes monossubjetivos, que podem ser praticados por um ou mais agentes. 
Quando cometidos por duas ou mais pessoas em concurso, haverá coautoria ou participação, dependendo da forma como os agentes concorrerem para a prática do delito, mas tanto uma como outra podem ou não ocorrer, sendo ambas eventuais. 
Ex.: O