FOLHAS
13 pág.

FOLHAS


DisciplinaMorfologia Vegetal517 materiais8.681 seguidores
Pré-visualização1 página
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA 
CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 
DEPTO DE BIOLOGIA ANIMAL E VEGETAL 
 
MORFOLOGIA DA FOLHA 
 
CONCEITO: órgão vegetativo lateral que se origina do caule de maneira exógena, geralmente 
com crescimento limitado, de forma laminar, dorsiventral e clorofilada. As folhas 
prendem-se ao caule na região do nó e sempre possuem uma gema lateral em sua axila. É 
um órgão extremamente plástico que pode variar em forma, tamanho, consistência e 
espessura frente às condições do ambiente. 
 
OBS: Plantas áfilas - cactos 
 
FUNÇÕES: fotossíntese, transpiração e reserva. 
 
ORIGEM: a partir dos ápices caulinares (do embrião, ápice caulinar principal e gemas axilares). 
 
 
CATEGORIAS FOLIARES: em razão da função ou localização das folhas. 
Cotilédones ou embriofilos - aparecem no embrião e possuem vida curta. Funcionam como 
órgãos haustoriais, de reserva de alimento ou fotossintetizantes para o embrião e plântula. 
 
Eofilos ou protofilos \u2013 são as folhas fotossintetizantes das plântulas ou plantas juvenis. 
 
 
 
Catafilos ou escamas - folhas especializadas na proteção de órgãos vegetativos (gemas, rizomas, 
estolhos) ou com função de reserva (bulbos). 
 
 
Nomofilos ou metafilos - são as folhas típicas 
 
 
 
Hipsofilos ou brácteas - folhas especializadas na proteção dos órgãos reprodutivos. Às vezes 
podem ser coloridas. Representam a transição entre nomofilos e as folhas florais. 
 
 
Antofilos ou folhas florais - são folhas especializadas que compõem à flor. Possuem a função 
de proteção, atração ou de produção de esporos. 
 
 
 
PARTES CONSTITUINTES: Quando completa possui: Limbo ou lâmina 
 pecíolo base: 
- bainha 
 - estípulas 
 
 
OBS1: na base foliar de algumas espécies pode-se encontrar estruturas especiais denominadas 
Lígula e Ocrea: Lígula é um âpendice membranáceo localizado na linha que une o limbo à 
bainha. É de natureza estipular. Ocorre em diversas famílias de monocotiledôneas, 
principalmente em gramíneas; Ocrea é uma estrutura resultante da fusão de estípulas axilares. 
Ela envolve o caule e estende-se para o entrenó superior ao nó de inserção da folha. É comum 
na família Polygonaceae. 
 
Lígula 
 
 Ocrea 
 
OBS2: Quando falta pelo menos uma das partes a folha é chamada de incompleta - folha séssil, 
filódio. 
 
 
OBS3: As folhas podem ser glabras ou pilosas. 
 
 
 Folhas Glabras Folhas Pilosas 
INSERÇÃO DAS FOLHAS NO CAULE 
Folhas pecioladas - folhas prendem-se no caule através do pecíolo. 
 
 
Folhas invaginantes - folhas prendem-se no caule por meio da bainha 
 
 
Folhas amplexicaules - folhas cuja base reentrante abraça o caule e se estende além dele. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Folhas decurrentes - folhas que possuem o limbo prolongado para baixo do ponto de inserção, 
com a prolongação concrescrente com o caule, tornando-o alado. 
 
 
Folhas perfoliadas - originam-se das folhas amplexicaules. A parte do limbo que rodeia o caule 
se soldam, fazendo com que a base da folha circunda totalmente o caule. 
 
 
FILOTAXIA OU DISPOSIÇÃO DAS FOLHAS NO CAULE 
Filotaxia alterna - uma folha por nó. Pode ser dística, trística, etc. 
 
 
 
 
Filotaxia oposta - duas folhas por nó 
 
 
Filotaxia oposta decusada - duas folhas por nó sendo que pares sucessivos de folhas formam 
ângulo de 90° entre si. 
 
 
Filotaxia verticilada - três ou mais folhas por nó. 
 
 
 
 
 
Filotaxia em roseta - quando os entrenós do caule não se alongam e as folhas ficam superpostas 
 
 
DIVISÃO DO LIMBO 
Folhas simples - o limbo é indiviso 
 
 
Folhas compostas - o limbo é dividido em folíolos (peciólulo). 
F. C. bifoliolada 
 
 
 
F. C.trifoliolada 
 
 
F. C. digitada - os folíolos estão presos na parte terminal do pecíolo 
 
 
F. C. paripinada - os folíolos estão presos na ráquis. Terminam em número par 
 
 
 
 
 
 
 
F. C. imparipinada - os folíolos estão presos na ráquis. Terminam em número impar 
 
 
Folhas recompostas ou bipinadas - os folíolos estão divididos em folíolulos 
 
 
 
NERVAÇÃO OU VENAÇÃO - é o conjunto e a disposição dos tecidos condutores (nervuras) 
que percorrem o limbo. Contribui para manter a folha distendida. 
Folhas uninérveas 
Folhas reticulinérveas \u2013 peninérveas ou pinatinérveas - nervuras laterais ligam-se à principal, 
de forma semelhante a uma pena de galinha 
- palmatinérveas - diversas nervuras de maior diâmetro que surgem da 
base do limbo, lembrando os dedos da mão. 
Folhas paralelinérveas - nervuras correm paralelas ao longo do limbo. 
 
OBS: Classificação mais detalhada sobre o padrão de venação, que é usada em morfologia 
descritiva, pode ser encontrada em Hickey L.J. 1973. Classification of the architecture of 
dicotyledonous leaves. American Journal of Botany, 60: 17\u201333. 
 
 
 
A ANÁLISE DO LIMBO PODE SER QUANTO: 
 
A FORMA - se estabelece a partir do comprimento e da largura da folha. As formas mais comum 
são: lanceolada, oval, elíptica, arredondada, cordiforme, romboidal, oblonga, oboval, 
aciculada, sagitada. 
 
A BASE - os tipos principais são: atenuada, cuneada, obtusa, truncada, cordada, auriculada, 
hastada e assimétrica. 
 
O ÁPICE - os principais tipos são: agudo, acuminado, obtuso, truncado, emarginado, mucronado. 
 
A MARGEM - a folha pode ter a margem inteira ou recortada. Quando o recorte é pouco 
profundo a folha pode ter margem crenada, denteada, serrada ou revoluta. Quando o recorte 
é profundo a folha pode ter margem lobada, fendida (pinatífida, palmatífida), partida 
(pinatipartida, palmatipartida) ou secta (pinatissecta, palmatissecta). 
 
DURAÇÃO DAS FOLHAS 
Plantas perenifolias - são plantas cujas folhas são renovadas ao longo do ano. Não há uma época 
específica de renovação de folhas. Suas folhas podem viver vários anos. 
 
 
Plantas caducifólias ou decíduas - são plantas que apresentam um período sazonal de renovação 
de folhas. 
 
 
HETEROFILIA E ANISOFILIA - refere-se a presença de diferentes folhas (forma, cor, etc.) na 
mesma planta. O termo anisofilia refere-se a presença de folhas diferentes no mesmo 
ramo (é mais restrito), enquanto que heterofilia refere-se à planta inteira. Estes conceitos 
devem ser aplicados preferencialmente às folhas típicas (nomofilos) 
 
 
FUNÇÕES ESPECIAIS 
Gavinhas - folhas ou parte delas que desempenham a função de sustentação em caules 
trepadores. As gavinhas também podem ser ramelares. 
 
 
Espinhos - folhas ou parte delas que tornam-se endurecidas e desempenham a função de 
proteção. Podem ser ramelares. 
 
 
Ascidias e utrículos - folhas de plantas carnívoras que formam \u201carmadilhas\u201d para captura de 
insetos. 
 
Ascídias - Designam-se como ascídias ou urnas às folhas das plantas "insetívoras" ou 
"carnívoras", modificadas de forma a constituírem um recipiente com forma de jarro ou 
trombeta, escorregadio, onde são capturados insetos, de forma passiva (isto é, a planta 
não necessita de realizar qualquer movimento. 
 
 
 
Utrículo - É encontrado em todas as espécies de Utricularia, que vivem submersas em 
água doce ou brejos. Possuem utrículos que se assemelham a pequenas bolsas, contendo 
uma minúscula entrada cercada por gatilhos, e ao serem estimulados provocam a abertura 
dessa entrada. Quando a entrada é aberta, é sugado para dentro tudo que estiver ao redor 
incluindo à presa que estimulou o gatilho.