A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
Teoria Geral do Estado

Pré-visualização | Página 1 de 5

I Da sociedade ao Estado
a) Conceitos preliminaes
● Sociedade
 * Sociedade como sistema social mais abrangente; Sistema social como sistema de comunicações.
● Comunicação
 * Teoria dicotômica: emissor ( receptor
 * Teoria tricotômica: pessoa (alter) (informação( pessoa (ego)
 mensagem/compreensão
● Expectativas de comportamento (normativas e cognitivas)
b) Modelo hierárquico da sociedade pré-moderna
 
 
c) Modelo hierárquico da sociedade moderna
● Sociedade moderna como sociedade mundial
● Sociedade moderna como sociedade multicêntrica (O poder e a religião deixam de dominar as outras esferas; As esferas não são mais subordinadas, mas se relacionam entre si e são ou se pretendem autônomas)
d) Política como sistema da sociedade mundial
● Diferenciação funcional da política (1ª diferenciação) 
 * Função específica: tomada de decisão coletivamente
● Diferenciação segmentaria da política em sistemas políticos territoriais (2ª diferenciação)
● Diferenciação entre centro e periferia do sistema político territorial
 * Estado como organização central do sistema político internacional
e) Observações Finais
● O Estado não é o centro da sociedade moderna
● O Estado é a organização central do sistema político territorial
● Qual o significado do estado para a sociedade contemporânea?
 * Redução de sua capacidade regulatória
II Objeto e método da Teoria do Estado. O conceito de Estado na perspectiva da Teoria do Estado
a) Introdução
● Classificação tradicional dos objetos do conhecimento
 * Objetos reais
 * Objetos ideais
 * Objetos culturais
b) O que é o método?
● O Realismo Clássico (Aristóteles, São Tomás de Aquino)
 * Método como caminho para o sujeito chegar cognoscitivamente à realidade do objeto.
● Idealismo Moderno (Kant)
 * Método seria a forma através da qual o sujeito cognoscente constrói o seu objeto de conhecimento (diferença entre objeto constituído e dado)
● Positivismo Lógico
 * Método como meio de controle da adequação semântica entre proposição e objeto
● Verdade Lingüística e Teoria do Consenso: 
 * Método como meio de alcançar pela argumentatividade um consenso racional; Verdade como consenso.
● Perspectiva da Teoria dos sistemas
 * Método como construção da respectiva ciência ou por uma área de saber mediante comunicações que determinam o objeto a partir de dados relevantes do ambiente do sistema.
c) O Estado como dado complexo. Estado como objeto diverso conforme a área do saber
c.i) Perspectivas básicas do estudo da Teoria Geral do Estado
● Perspectiva sociológico-política
 * Estado como relação de poder / dominação
 * Análise do ser do estado / factual
● Perspectiva jurídica
 * Dever ser do Estado – positivo
 * Contrafactual
● Perspectiva Filosófica
 * Perspectiva axiológica ( estudo dos valores ideais
 . Deve ser supra-positivo?
 . Qual o Estado ideal?
 * Perspectiva ontológica ( estudo do ser
 . Investiga a Essência do Estado
c.ii) Qual a perspectiva da Teoria do Estado?
● Modelos realistas (Fernand Lassale, Diguit, etc)
 * Estado com relação fática, processo real de poder
 * Fenômeno das decisões
● Modelos Jurídicos
 * Estado como ordem jurídica (Hans Kelsen) ou como instituição jurídica (Santi Romano)
●Modelo dualista (Georg Jellinek)
● Modelo de síntese (Herman Heller)
 * Estado como síntese do poder político e da ordem jurídica
c.iii) O método da Teoria do Estado
● Aplicação do princípio da imputação normativa e da funcionalidade
 * Qual deve ser a punição?
● Método de síntese dialética (síntese sistêmica)
 * Método de integração entre diferença e unidade de perspectivas normativas e cognitivas intercambialmente metodológico
● Método sistemático-generalizador
● Teoria (geral) do Estado x Teoria individual e teoria particular do Estado (Georg Jellinek)
c.iv) O conceito de Estado da Teoria do Estado
● Estado como realidade de poder juridicamente organizado (organização político-jurídica)
● Estado como organização político-territorial
● Estado como organização político-jurídica soberana não subordinada normativamente a outro estado
 * A questão do supranacionalismo
d) Conclusão: fim da Teoria do Estado?
● Especialização e diferenciação
 * Perdeu a função diante da ciência política, da sociologia política e da teoria do direito público e do direito constitucional.
● Reespecificação funcional
 * Estudar TGE a partir de novas teorias
● Uma nova teoria de organização
 * Teoria especial da organização estatal
III Elementos do Estado
a) Pressupostos do Estado
● Não é um elemento, mas sim algo do qual o Estado depende
● Território físico
● População 
b) Componentes
● Poder político (Relação de dominação (mando x obediência), diferente de força; Plano do ser)
● Ordem jurídica / Direito positivo (Estrutura normativa do Estado, que orienta sua atuação; Plano do dever ser; Distingue-se da moral por apresentar coercitividade)
c) Âmbitos de vigência (Elementos do Estado)
c.i) Âmbito pessoal de vigência
● Povo (vínculo de pertinência) (≠ Nação (conceito cultural)) (Se há vinculação entre os conceitos de povo e de nação, há tendência ao totalitarismo)
● Povo (≠ População) (Ex: escravos e estrangeiros são da população, mas não do povo)
● Conceito de povo: vínculo permanente e generalizado à ordem jurídico-política estatal
● Estrangeiros domiciliados: vínculo especial (restrição de direitos e de deveres)
● Povo (≠ Colégio eleitoral (cidadania ativa))
● Critério para pertinência ao povo
 * jus soli
 * jus sanguinis
 * naturalização
 * outros critérios e novas perspectivas
c.ii) Âmbito espacial
● Território em sentido jurídico político
● Conceito de território (limite da vigência da constituição, de leis federais, etc.)
● Unidade do território estatal
● Limitação do âmbito espacial de vigência pelo direito internacional público: princípio de efetividade (H. Kelsen)
● Impenetrabilidade do território (segurança jurídica) (um território, normalmente, só deve obedecer às normas de um único Estado; monopólio da ocupação)
● Sedentariedade (território fixo)
● Relação Estado x Território
 * Território-sujeito (extensão espacial da soberania do Estado)
 * Território-objeto (poder de impor o direito) 
 * Território-limite (âmbito de vigência em que vigora a ordem jurídico-política estatal)
●Delimitação, extensão, aquisição e perda dos territórios
 * Classificação das fronteiras
 . Esboçadas (sem precisão), “vivas” (com conflitos) e “mortas” (sem conflitos)
 . Naturais / artificiais
 * Extensão do território, superfície, subsolo, mar territorial, espaço aéreo ( (Tridimensionalidade
 . Convenção das NU sobre o Direito do Mar
 * Águas interiores (território; Ex: Baía de Guanabara)
 * Mar territorial (o Estado deve permitir a passagem de navios inocentes)
 * Zona contígua (o Estado tem o direito de fiscalização)
 * Plataforma continental (só o Estado pode explorar seus recursos)
 * Zona Econômica Exclusiva (o Estado tem preferência na exploração de seus recursos)
 . Espaço aéreo / subsolo (até o limite de exploração e controle vertical)
 * Aquisição / Perda
 . Conquista
 . Cessão gratuita / onerosa
 . Perda temporal / permanente
 
c.iii) Âmbito material (competência do Estado)
● Delimitação pelo direito internacional público e pela constituição
c.iv) Âmbito temporal
● Surgimento / desaparecimento dos Estados
d) Contexto social do Estado (condições e limites)
● Economia
● Ciência / Ténica
● Educação