A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
89 pág.
AULA   SOLUÇÕES   MAIO 2012

Pré-visualização | Página 1 de 5

Soluções
GM (RM2 – T) THAIS SILVA
2012
COLÉGIO NAVAL
MARINHA DO BRASIL
2
Objetivos
ØConceituar solução, soluto e solvente;
ØDefinir coeficiente de solubilidade;
ØRelacionar coeficiente de solubilidade à temperatura;
ØAnalisar e interpretar dados experimentais de valores de 
coeficiente de solubilidade correlacionados à temperatura;
ØIdentificar os três tipos de soluções através de gráficos que estão 
relacionados com o coeficiente de solubilidade e a temperatura.
3
Tópicos
1. Soluções
Ø.O que são soluções
Ø.Características da soluções
Ø.Tipos de soluções
Ø.Solubilidade e Curvas de solubilidade
O que são soluções?
São misturas homogêneas de duas ou mais substâncias.
4
5
Características das Soluções
Solução
Soluto Solvente
Menor quantidade 
(disperso)
Maior quantidade 
(dispersante)
Substância que está sendo dissolvida Substância que efetua a dissolução 
Tipos de Soluções
Quanto à sua propriedade física
6
Solução sólida Solução líquida
Solução gasosa
7
Soluções iônicas – Eletrolíticas 
O soluto é um composto iônico.
Observe: solução aquosa de sal de cozinha.
 solução aquosa de ácido clorídrico.
Soluções moleculares – Não-eletrolíticas 
O soluto é um composto molecular.
Observe: solução aquosa de açúcar.
Tipos de Soluções
Quanto à natureza do soluto
Lembre-se: 
O sal de cozinha (NaCl) é um composto iônico. 
Os ácidos são compostos moleculares, que em água, 
originam uma solução eletrolítica. 
8
Tipos de Soluções
Quanto à quantidade de soluto presente
Solução saturada – contém a máxima quantidade de soluto 
possível que pode ser dissolvida.
Solução insaturada – possui menos soluto do que se pode 
dissolver.
Solução supersaturada – contém mais soluto do que o solvente 
presente pode dissolver.
Coeficiente de Solubilidade – CS
Quantidade máxima de soluto que pode ser dissolvida numa dada 
quantidade de solvente a uma dada temperatura.
9
Diluída
 Pouco 
soluto
Concentrada
Mais soluto
Saturada
Máximo de 
soluto possível 
de dissolver.
Supersaturada
Excesso de soluto dissolvido.
Para obtê-la pode-se aquecer a 
solução saturada com 
precipitado para que o mesmo 
seja dissolvido.
Adição de mais soluto à mesma quantidade de solvente.
A solução supersaturada é instável, isso ocorre por que a redução da 
temperatura desta solução forma novamente a solução saturada com 
precipitado (corpo de fundo) que a originou.
↓T
Tipos de Soluções
Quanto à quantidade de soluto presente
10
1L de água 
a 70°C
1L de água 
a 70°C
200 g de KNO3
 Saturada 
 
Saturada com precipitado (corpo 
de fundo)Insaturada 
Quanto à quantidade de soluto presente
Coeficiente de solubilidade (Cs) do KNO3 =
140g de KNO3 / 100g de H2O (70°C) 
Em 1L de água o Cs = 1400g de KNO3 (70°C)
1400 g de KNO3 1600 g de KNO3
Precipitado
200g de KNO3 
Solução saturada
1400g de KNO3 dissolvidos em 1L 
de água
Exemplo 1:
11
• CS do NaCl a 0°C = 35,7 g / 100g de H2O
• CS do NaCl a 25°C = 42,0 g / 100g de H2O
 Saturada 
 
 Insaturada 
1L de água 
a 0°C
1L de água 
a 0°C
200 g de NaCl 357 g de NaCl
1L de água 
a 0°C
400 g de NaCl
Saturada com precipitado (corpo 
de fundo)
1L de água 
a 0°C
400 g de NaCl
1L de água 
a 25°C
1L de água 
a 0°C
A concentração na solução final está acima 
do CS do NaCl a 0°C
Supersaturada
Exemplo 2:
12
Solubilidade e Curvas de Solubilidade
Solubilidade do KNO3 a 70°C:
Cs = 140g de KNO3 em 100g de 
 água a 70°C
Solubilidade do KBr a 90°C:
Cs = 100g de KBr em 100g de 
água a 90°C
13
Curvas de Solubilidade
CS 
(g/100g de água)
Comportamento 
normal
Comportamento 
anormal
CS
1
T1 T°C
14
Curva de Solubilidade do KBr
Solução saturada
(em toda a linha escura)
KBr
50
Cs (g/100g de H2O)
Temperatura (°C)
90
70
Solução insaturada (estável)
(abaixo de toda a linha escura)
Solução supersaturada (instável) ou
saturada com precipitado (estável)
(acima de toda a linha escura)
15
A solução saturada com precipitado pode ser 
aquecida até que todo o sólido precipitado 
seja dissolvido, passa a ser chamada solução 
supersaturada.
Caso esta solução seja resfriada será possível 
visualizar o precipitado formado.
KBr
50
Cs (g/100g de H2O)
Temperatura (°C)
90
70
A solução saturada de KBr na temperatura de 70°C possui 90g de KBr 
(soluto) em 100g de água.
Uma solução na temperatura de 70°C que possua:
Ø 60g de KBr é chamada solução insaturada.
Ø 90g de KBr é chamada solução saturada.
Ø 120g de KBr é chamada solução saturada com precipitado.
Curva de Solubilidade do KBr
16
1. A 18°C a solubilidade de uma substância X é de 
60g/100mL de água. Nessa temperatura 150g de X foram 
misturados em 200mL de água . 
O sistema obtido é:
 a) Heterogêneo com uma fase.
 b) Homogêneo com duas fases.
 c) Uma solução aquosa com corpo de fundo.
 d) Heterogêneo com três substâncias.
 e) Apenas uma solução aquosa.
Exercícios de Fixação
17
Exercícios de Fixação
2. Dissolvem-se 380g de KBr em 400g de água a 80°C 
(solução saturada). 
Pede-se:
a) O coeficiente de solubilidade do sal.
b) A massa de sal dissolvida em 1L de água.
18
Exercícios de Fixação
3. Seja o coeficiente de solubilidade de um sal a 120°C de 
60g/100g de água. Uma solução apresenta 220g em 
350g de água. Classifique esta solução como:
a)Saturada.
b)Insaturada.
c)Supersaturada.
d)Diluída.
19
Exercícios de Fixação
4. Analisando o gráfico que mostra as curva de 
solubilidade, responda:
a) Na temperatura de 40ºC, qual a 
solubilidade do KNO3?
b) Na temperatura de 50ºC, qual a 
solubilidade do KNO3?
20
Exercícios de Fixação
5. Analisando o gráfico que mostra as curva de 
solubilidade, responda:
a) Considerando apenas as substâncias 
NaNO3 e Pb(NO3)2, qual delas é a mais 
solúvel em água, a qualquer 
temperatura?
b) Aproximadamente a qual temperatura a 
solubilidade do KCl e do NaCl são 
iguais? 
c) Qual das substâncias apresenta maior 
aumento de solubilidade com o aumento 
da temperatura?
d) Compare as solubilidades das substâncias KNO3 e NaNO3 a 68 ºC, 
abaixo e acima dessa temperatura
e) Qual a massa de uma solução saturada de NaNO3 a 20 ºC obtida a 
partir de 500 g de H2O?
21
Gabarito
1. (c)
2. .
a) Cs = 95g KBr/100g H2O à 80ºC.
b) 950g KBr
5. (c)
6. .
a) 60g KNO3/100g H2O à 40ºC.
b) 80g KNO3/100g H2O à 40ºC.
9. .
a) NaNO3
b) 40ºC
c) AgNO3
d) T = 68ºC Cs NaNO = Cs KNO3
T > 68ºC Cs NaNO < Cs KNO3
T < 68ºC Cs NaNO > Cs KNO3
i) Msolução = 440g + 550g = 940g
22
Objetivos
ØCompreender o conceito de concentração;
ØExpressar a concentração de uma solução em título em massa e 
volume, concentração em massa e partes por milhão (ppm) e 
densidade;
ØRealizar a conversão de unidades referentes às concentrações;
ØAnalisar e relacionar soluções através de suas implicações com 
relação a alterações de concentração.
23
2. Aspectos Quantitativos das Soluções
Ø.Concentração comum;
Ø.Densidade;
Ø.Molaridade ou Concentração molar;
Ø.Título em massa e volume; 
Ø.Porcentagem em massa e volume;
Ø.Relação entre as unidades de concentração.
Tópicos
üConcentração das soluções
É a relação entre a quantidade de soluto (massas, nº de mols, 
volume,...) e a quantidade de solução.
Exemplos
Soro fisiológico 
(NaCl 0,9 %)
Vinagre
(CH3COOH 4 - 6 %)
Água mineral
(Ca2+ aprox. 1,40 mg/L)
25
üConcentração comum (C)
C = massa do soluto = m1
 volume da solução