A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
29 pág.
UNIDADE V   PROJETO DO POSTO DE TRABALHO

Pré-visualização | Página 1 de 4

Ergonomia e Segurança 
do Trabalho
Projeto do Posto de Trabalho
Material Teórico
Responsável pelo Conteúdo:
Prof.ª M.e Cristhiane Eliza dos Santos
Revisão Textual:
Prof.ª Dr.ª Rosemary Toffoli
5
•	Introdução à unidade
•	Enfoque Taylorista
•	Enfoque Ergonômico
 · Nesta unidade, “fecharemos” todos os conceitos que vimos 
anteriormente e aplicaremos a ergonomia no trabalho por 
meio do “projeto do posto de trabalho”.
Projeto do Posto de Trabalho
•	Arranjo Físico (Layout) e Estudo de Fluxos
•	Atividades para projeto de um 
Posto de Trabalho
•	Dimensionamento do Posto de Trabalho
•	Mapa de risco
O conteúdo desta unidade foi elaborado de maneira a propiciar sua participação efetiva nas 
atividades.
Leia o conteúdo sugerido, procure se aprofundar no conteúdo complementar com artigos, 
vídeos e filmes.
Essa dinâmica vai colocá-lo no caminho da construção do seu próprio conhecimento. Esse 
é o único caminho no sentido de obter não somente informações “regulamentares”, mais 
obter sim, a “ampliação do tamanho do seu mundo” que é verdadeiramente emancipadora.
6
Participe dos fóruns. O compartilhamento de informações e de pontos de vista é de grande 
valia na construção e consolidação do seu conhecimento além de ser, incondicionalmente, 
um exercício de cidadania e democracia!
Como o curso está estruturado
•	Os	assuntos	abordados	nas	unidades	estão	apresentados	de	forma	tão	objetiva	
quanto possível. Seus tópicos mais importantes estão enfatizados por elementos 
gráficos.
•	Todas	as	lições	apresentam:
•	um	texto	introdutório	dando	uma	ideia	geral	da	matéria	que	será	enfocada;
•	seções	expositivas,	dividindo	didaticamente	a	matéria	em	temas	ordenados;
•	exercícios	de	fixação	de	aprendizagem.
Como Você deve Estudar
•	Tenha	em	mente	que	vários	períodos	curtos	de	estudo	são	mais	producentes	que	um	único	período	
longo.
Reserve quatro períodos por semana para trabalhar com o curso.
Passe de 50 min há uma hora estudando de cada vez, ou se preferir, apesar da 
sugestão, estude às 4h/a em um dos dias da semana com uma pausa de 20 min 
entre cada 2h/a.
•	 Cada	 assunto	 é	 cuidadosamente	 planejado	 para	 ordenar	 as	 informações	 necessárias	 ao	
entendimento da matéria – sua capacidade de assimilar um conteúdo depende de quão bem você 
aprendeu a precedente.
•	O	domínio	do	assunto	estudado	se	dá	por	meio	do	estudo	repetido.	O	ideal	é	sentir-se	a	vontade	
a seu respeito a ponto ser possível reproduzi-lo.
•	Responda	aos	exercícios	de	recapitulação	no	final	de	cada	unidade.
Bom trabalho a todos!
 
 Atenção
Para um bom aproveitamento do curso, leia o material teórico atentamente antes de realizar as 
atividades. É importante também respeitar os prazos estabelecidos no cronograma.
7
Caros, o objetivo de termos estudado todos os outros assuntos das unidades anteriores 
é permitir com que fossemos capazes de reunir uma quantidade de informação tal que nos 
permitisse conceber o trabalho ergonomicamente, aplicando a ergonomia de concepção, 
conforme visto na Unidade I deste material, ou seja aplicando a ergonomia adequada ao 
trabalho e ao seu posto.
Assim sendo, neste momento, estamos prontos para definir o projeto completo do posto de 
trabalho com uma visão ergonômica.
Desde os primórdios, o homem precisa do “trabalho” para sobreviver. Conforme o tempo 
foi passando, o trabalho foi mudando, adaptando-se às novas condições de vida, nas mais 
diferentes épocas.
Hoje,	bem	como	sempre,	o	 ser	humano	precisa	“realizar	 trabalho”	para	 sobreviver;	 sanar	
suas necessidades básicas e ter dignidade.
Todavia, cabe ressaltar que o trabalho deve ser um meio de vida e não de morte. Não é um 
vale tudo!
O mundo moderno impõe que sejamos trabalhadores multifuncionais, para que a organização 
seja competitiva. Mas todos devemos lembrar que, por mais tecnologia que haja disponível em 
todos os sentidos, os sistemas não são NADA sem a intervenção do homem.
E, para concluir, afirmamos e defendemos que a ergonomia, além de todas as características 
que apresentamos até o momento, deve ser aplicada como vetor de eficiência para as 
organizações. Isso é responsabilidade social. Isso é responsabilidade socioambiental. É moderno, 
competitivo e humano. Humano como cada um de nós!
Bom estudo a todos!
Contextualização
8
Unidade: Projeto do Posto de Trabalho
1. Introdução à Unidade
Nesta unidade, abordaremos todos os detalhes necessários à definição ergonômica do 
trabalho e do posto de trabalho.
Abordaremos,	 neste	 contexto,	 a	 ergonomia	 como	 vetor	 de	 eficiência	 nas	 organizações:	
“Trabalhar direito para trabalhar melhor e não trabalhar mais...”
Assim, nesta Unidade vamos rever todos os assuntos abordados até o momento.
Para iniciarmos vamos definir o que vem a ser o “posto de trabalho”.
O posto de trabalho, seja na manufatura, seja na prestação de serviços, é o local ou ambiente 
que você fica maior parte do seu tempo acordado. Se o local de trabalho não for minimamente 
agradável, o trabalhador tende a desenvolver “males” psico-emocionais tais como depressão. 
Segundo Iida (2005), posto de trabalho é a configuração física do sistema homem x máquina x 
ambiente.É uma unidade produtiva envolvendo o homem e o equipamento que ele utiliza para 
realizar o trabalho, bem como o ambiente que o circunda.Um posto de trabalho equivaleria 
a uma célula, onde o homem é o seu núcleo. Um conjunto de células constitui o tecido e um 
órgão, análogos aos departamentos, fábricas ou escritórios.
Note que, se o posto de trabalho e o trabalho nele executado trouxerem “agressividade” ao 
trabalhador, não vai haver NADA que o motive, logo, esse trabalhador vai realizar um trabalho 
ineficiente.
As organizações são compostas por pessoas. Pode ser uma organização de tecnologia como a 
IBM ou o Google. No Google, independente do tamanho que essa organização tenha atingido, 
os donos entrevistam os “candidatos aos cargos” pessoalmente, logo após sua contratação 
porque acreditam que, mesmo sendo uma empresa que “vende tecnologia” precisa ser composta 
de pessoas talentosas, criativas, comprometidas e motivadas. A ergonomia é motivacional. As 
pessoas, para produzirem, precisam ter algum tipo de prazer com o que fazem.
Há	dois	enfoques	para	analisar	o	posto	de	trabalho:	um	taylorista	e	outro	ergonômico.	Chamo	
sua atenção para que note que, em muitas vezes, esses “enfoques” coincidem.
2. Enfoque Taylorista
Segundo Iida (2005), o enfoque taylorista é baseado na economia de movimentos onde, as 
pessoas envolvidas na definição do processo e do posto de trabalho devem desenvolver um 
método de trabalho que melhor atenda os objetivos corporativos da organização. O grupo deve 
também definir um método padrão	seguindo	as	seguintes	premissas:
•	Realizar uma descrição detalhada do método especificando os movimentos necessários e 
sequencia dos mesmos;
•	Fazer um desenho esquemático do posto de trabalho, mostrando o posicionamento das peças, 
9
ferramentas e máquinas, com as respectivas dimensões;
•	Listar as condições ambientais (iluminação, gases, poeiras) e outros fatores que podem afetar o 
desempenho.
Além de definir um método padrão, deve estabelecer um tempo padrão: é o tempo 
necessário, a um operador experiente, para executar o trabalho usando um método padrão, 
incluindo-se aí as tolerâncias de espera, (por exemplo, aguardar a máquina a completar o ciclo), 
as ineficiências do processo produtivo, e as tolerâncias para fadiga (dependem da carga de 
trabalho e das condições ambientais).
Deve ser analisado também o uso do corpo humano no posto de trabalho, o arranjo físico 
do posto de trabalho e o projeto das ferramentas, utensílios, dispositivos e equipamentos que 
devem	ser	usados	no	posto	de	trabalho	seguindo	o	roteiro:
a- Uso do corpo humano
1 - A	duas	mãos	devem	iniciar

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.