A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
87 pág.
Aula 03

Pré-visualização | Página 17 de 23

à 
moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio 
histórico e cultural, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento 
de custas judiciais e do ônus da sucumbência. 
Comentários: 
O legitimado é apenas o cidadão, entendido como sendo o brasileiro 
que esteja em pleno gozo dos seus direitos políticos. 
Gabarito: Errado. 
 
102. (CESPE/OAB-SP exame nº 136/2008) De acordo com a CF, 
nas ações populares, somente será devido o pagamento de custas se 
houver comprovada má-fé do autor da ação. 
Comentários: 
A Constituição estabelece no seu art. 5º, LXXIII que qualquer cidadão 
é parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo 
ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à 
moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio 
histórico e cultural, ficando o autor isento de custas judiciais e do 
ônus da sucumbência, a não ser que seja comprovado que ele 
agiu de má-fé. 
Gabarito: Correto. 
 
Assistência jurídica estatal 
LXXIV - o Estado prestará assistência jurídica integral e 
gratuita aos que comprovarem insuficiência de recursos; 
Pela literalidade, veja que não precisa ser reconhecidamente pobre, 
basta comprovar não ter recursos suficientes para a demanda. 
 
Indenização por erro judiciário 
LXXV - o Estado indenizará o condenado por erro judiciário, 
assim como o que ficar preso além do tempo fixado na 
sentença; 
 
CURSO ON-LINE - D. CONSTITUCIONAL MPU 
PROFESSORES: VÍTOR CRUZ E RODRIGO DUARTE 
62 
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR 
103. (CESPE/PGE–ES/2008 - Adaptada) A responsabilidade civil 
pelo erro judiciário constitui garantia fundamental e será apurada 
com base na teoria objetiva. 
Comentários: 
Sobre a teoria objetiva, vide o art. 37, § 6º. 
Gabarito: Correto. 
 
104. (CESPE/PGE–ES/2008 - Adaptada) A mera prisão cautelar 
indevida, nos termos da atual jurisprudência do STF, já é suficiente 
para gerar o direito à indenização. 
Comentários: 
A mera prisão cautelar não se enquadraria, segundo o STF, no caso 
de erro judiciário, pois constitui apenas uma “prevenção”. 
Gabarito: Errado. 
 
Demais isenções e gratuidades 
LXXVI - são gratuitos para os reconhecidamente pobres, na 
forma da lei: 
a) o registro civil de nascimento; 
b) a certidão de óbito; 
LXXVII - são gratuitas as ações de "habeas-corpus" e 
"habeas-data", e, na forma da lei, os atos necessários ao 
exercício da cidadania. 
 
Organizando as gratuidades e imunidades do art. 5º 
Direito de petição e de obter certidões → Isento do pagamento 
de taxas; 
Ação Popular → Isenta de custas judiciais e ônus da sucumbência, 
salvo comprovada má-fé. 
Habeas Corpus e Habeas Data → Gratuitos. 
Atos necessários ao exercício da cidadania → Gratuitos, na 
forma da lei. 
Registro de nascimento e certidão de óbito → Gratuitos aos 
reconhecidamente pobres 
Assistência Jurídica integral pelo Estado → Gratuita a quem 
comprove insuficiência de recursos. 
 
CURSO ON-LINE - D. CONSTITUCIONAL MPU 
PROFESSORES: VÍTOR CRUZ E RODRIGO DUARTE 
63 
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR 
105. (CESPE/MPS/2010) Para aqueles que são, nos termos da lei, 
reconhecidamente pobres, o Estado deve prover gratuitamente a 
certidão do registro civil de nascimento, de casamento e de óbito. 
Comentários: 
A Constituição assegura em seu art. 5º, LXXVI a gratuidade, para os 
reconhecidamente pobres, na forma da lei, para o registro civil de 
nascimento e a certidão de óbito. Não há previsão para a certidão de 
casamento gratuita. 
Vale lembrar que nos termos do art. 226 § 1º, o casamento é civil e 
gratuita a celebração. A gratuidade, nos termos da Constituição, se 
faz quanto à celebração mas não há previsão para a expedição 
gratuita da certidão. 
Gabarito: Errado. 
106. (CESPE/FINEP/2009) As ações de habeas corpus e habeas 
data são gratuitas. 
Comentários: 
A Constituição Federal dispõe em seu artigo 5º, LXXVII que são 
gratuitas: 
� As ações de "habeas-corpus" e "habeas-data"; e 
� Na forma da lei, os atos necessários ao exercício da cidadania. 
Gabarito: Correto. 
 
107. (ESAF/ATRFB/2012) São gratuitas as ações de habeas 
corpus, habeas data e mandado de segurança. 
Comentários: 
Segundo o art. 5º, LXXVI, a gratuidade não abrange, a princípio o 
mandado de segurança. 
Gabarito: Errado. 
 
Razoável duração do processo e celeridade 
LXXVIII - a todos, no âmbito judicial e administrativo, são 
assegurados a razoável duração do processo e os meios que 
garantam a celeridade de sua tramitação. (Incluído pela EC 
45/04) 
 
Pontos importantes a serem fixados: 
 
CURSO ON-LINE - D. CONSTITUCIONAL MPU 
PROFESSORES: VÍTOR CRUZ E RODRIGO DUARTE 
64 
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR 
• Direitos - liberdades positivas. Bens e vantagens conferidos pela 
norma. Faculdade de agir, exercer, fazer ou deixar de fazer algo. 
• Garantias - liberdades negativas. instrumentos pelos quais se 
asseguram o exercício e o gozo dos direitos (bens e vantagens). 
• Direitos Fundamentais são de 5 espécies (1- Direitos e 
deveres individuais e coletivos; 2- Direitos Sociais; 3- Direitos da 
Nacionalidade; 4- Direitos Políticos; e 5- Direitos relativos à 
existência e funcionamento dos partidos político). 
• Os direitos fudamentais expressos não excluem outros 
decorrentes do regime e dos princípios por ela adotados, ou dos 
tratados internacionais em que a República Federativa do Brasil 
seja parte, ou seja, estão dispostos em um "rol aberto". 
• Principais características dos direitos fundamentais: 
� historicidade e mutabilidade; 
� inalienabilidade; 
� imprescritibilidade; 
� irrenunciabilidade; 
� universalidade; 
� relatividade ou limitabilidade; 
• Os direitos fundamentais não se restringem a particulares, 
podendo, alguns, ser garantidos também a pessoas jurídicas, até 
mesmo de direito público, como, por exemplo, o direito de 
propriedade. 
 
• Eficácia vertical dos Direitos Fundamentais - Proteção do 
particular em face do Estado. 
X 
• Eficácia horizontal dos Direitos Fundamentais - Proteção do 
particular em face de outro particular. 
 
• Dimensões dos direitos fundamentais: 
1ª dimensão - Liberdade: Direitos civis e políticos. 
2ª dimensão - Igualdade: Direitos Sociais, Econômicos e 
Culturais. 
3ª dimensão - Solidariedade (fraternidade): Direitos 
coletivos e difusos. 
4ª dimensão - democracia direta / biotecnologia e patrimônio 
genético. 
CURSO ON-LINE - D. CONSTITUCIONAL MPU 
PROFESSORES: VÍTOR CRUZ E RODRIGO DUARTE 
65 
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR 
5ª dimensão - direito à paz (universal) / direitos “virtuais” ou 
“cibernéticos”. 
 
• Se dois direitos fundamentais se chocarem = usamos o princípio 
da harmonização (ou concordância prática, ou ainda ponderação 
de interesses) para dizer qual deles irá prevalecer. Um direito 
prevalece sobre o outro, mas não o nega totalmente, deve 
respeitar o seu núcleo existencial. 
• Teoria Absoluta do Núcleo Existencial - Independente do caso 
concreto, o núcleo existencial, ou seja, o limite imposto será 
sempre o mesmo, fixo. 
• Teoria Relativa do Núcleo Existencial - Deve-se observar o 
caso concreto para só então verificar qual será o limite de 
restrição. 
 
• A Constituição pode expressamente (ou implicitamente) autorizar 
a restrição de uma norma através de uma lei, surge assim os 
conceitos de reserva legal e de legalidade. 
 
Reserva legal - Termo mais específico. Necessariamente uma lei 
formal; 
X 
Legalidade - Termo mais genérico. Pode ser atendida