Peça Final
71 pág.

Peça Final

Disciplina:Public em Market Direto22 materiais80 seguidores
Pré-visualização4 páginas
Plano de Marketing
Canal de Peça

Enzo Lattela Felipe Rodrigues
Fernando Rodrigues

Agenda

Análise da Situação

 Análise Externa

 Análise Interna

 Análise SWOT

Estratégia e Objetivos

Plano de Ação

Controle

Teste de Robutez

1.
Análise da

Situação

Análise Externa

Clientes e consumidores

Maior acesso a internet

Segundo o IBOPE Nielsen, a estimativa de pessoas com acesso a
internet era no primeiro trimestre de 2013 de 102,3 milhões. No
primeiro trimestre de 2014 a estimativa passou para 120,3 milhões
de pessoas, desses, 87,9 milhões moram em domicílios que
possuem acesso a internet e 55 milhões foram usuários ativos em
2014(IBOPE Nielsen).

20% dos usuários fazem
compras pela internet, dos que
não compram, 69% não
confiam na segurança da
operação e 26% não confiam
na qualidade do produto de
acordo com a pesquisa do
Centro de Tecnologia de
Informação Aplicada.

Falta de confiança em compras online

Um fator curioso é que 64% dos novos consumidores pagam parcelado,
o que difere de apenas 1% do geral de consumidores já existentes.

Clientes e Consumidores

Podemos associar o crescimento
de usuários com o crescimento
da confiança na internet

Distribuição de faixa etária por
usuários de internet do Brasil
segundo o IBOPE Nielsen

Necessidade de uma plataforma online

Os fabricantes de auto peças, estarão,
no futuro, interessados por uma
plataforma que possa oferecer aos seus
clientes a navegação pelo celular de
forma prática.

Os dados abaixo são
dados mundiais retirados
da pesquisa sobre e-
commerce da Invesp

Clientes e Consumidores

Principais clientes do canal da peça

Fabricantes de peças de reposição

Motivo: Fabricantes possuem bons produtos, porém não
conseguem firmar boas parcerias e /ou não possuem um lugar
efetivo para anunciar seus produtos de forma eficaz.

Distribuidores e Varejistas

Clientes e Consumidores

Levantamento do setor

Crescimento do E-commerce Brasileiro

O mercado brasileiro de e-commerce é ainda uma novidade e está
em desenvolvimento em larga escala, crescendo entre 20% e 30%
nos últimos quatro anos. Esse crescimento é provocado pela
elevação do número de usuários da internet.

//

Crescimento do mercado online

Segundo a América Economia
Intelligence o brasil representa
59% do mercado B2C da américa
Latina.

Atualmente, existe uma tendência
inovadora de aumento da compra
pela internet devido a ascensão da
classe C no Brasil. Segundos
pesquisa da E-bit, dos 24% dos
novos entrantes no primeiro
trimestre de 2013 em relação ao de
2012, 58,62% ganham até
R$3000,00.

Levantamento do setor

Tendências do mercado de auto peças

O mercados de auto peças
acompanha o mercado de carros. É
interessante acompanhar o mercado
para saber em quais empresas de
peças deve-se focar, baseado no carro
que aquela peça repõe.

Também é interessante focar nos
acessórios mais procurados pelo
cliente, o que fará com que aumente a
procura pelo catálogo do site e
consequentemente atraia novos
fabricantes e satisfaça os fabricantes
que já possuem os produtos
catalogados.

Levantamento do setor

Crescimento das marcas
Premium

Outra característica
atual do mercado é o
crescimento do setor
Premium, que vale o
mesmo citado
anteriormente.

Levantamento do setor

Veículo no Brasil

No Brasil, existem mais de
91 milhões de veículos: 50
milhões só de carros. Em
2015, a frota aumentou
2,5% em relação a 2014.

Características típicas do setor

Alta complexidade do mercado de peças

A gestão dos estoques é muito difícil, a variedade de peças é
muito alta e se destinam a modelos de diversos anos diferentes

Alto custo de estocagem

As peças são caras e algumas ocupam muito espaço no estoque,
isso aumenta o custo de estocagem que reflete no preço que é
ajustado conforme esse custo e a inflação

Difícil uniformização de preço

Peças iguais, porém de diferentes anos e com preços muito
variados.

Condições Ambientais

Ambiente macroeconômico

É um setor que cresce quando a economia vai bem e também
quando vai mal por depender da nossa frota de veículos, que já
chega a 40 milhões de unidades. A expansão média do
aftermarket no Brasil deve ser de 12% ao ano até 2018”,

O atual ambiente econômico favorece ainda mais o uso da
internet para a consulta, pesquisa e aquisição de autopeças. Com
a alta taxa de juros vigente e as incertezas em relação à
economia, as pessoas passam a investir cada vez mais na
manutenção da frota atualmente em circulação.

Até o final de 2016, o a economia do Brasil pode ser 8% menor do
que era no primeiro trimestre de 2014, quando se viu pela última
vez o crescimento. (The Economist, 2016)

Estratégias e Atividades da Concorrência

Propostas similares

Cópia do business model do canal da peça (Jocar, Buscar peças)
Estes sites possuem função similar quanto ao comércio de produtos,
porem não oferecem o mesmo serviço que o Canal da Peça.

Segmentação e foco em setores específicos (RS1 -> motos)

Este site focou em apenas 1 segmento, motos, para poder obter ganho
de especialização e de economias de escala. Com isso, poderá tornar-
se uma empresa competitiva no novo ramo que está inserida.

Mercado de Autopeças - Concessionárias e Oficinas

Ocorre uma disputa entre concessionárias e oficinas de autopeças da
rede independente pelo mercado de reparação tem se intensificado
nos últimos anos. As concessionárias querem vender novos veículos e
as oficinas querem concertar os atuais.

Concessionárias x Varejistas de Autopeças Independentes

Aumento na intensidade da disputa, os dois lados oferecem
produtos de reposição tanto para os consumidores finais e
oficinas independentes.

Peças dos próprios fabricantes (Chevrolet, Volkswagen)

Os fabricantes de automóveis devem se precaver, pois seu
desejo é que os consumidores recorram às marcas de seu carro
ao fazer algum reparo ou incremento.

Estratégias e Atividades da Concorrência

A empresa que mais vende autopeças no País não é nenhuma
varejista do setor, mas sim o gigante digital MercadoLivre, que
negocia 400 mil componentes por mês.

Pesquisa do Google revela ainda que 70% dos proprietários de
veículos pesquisam na internet antes de comprar autopeças.

Principal concorrente – Mercado Livre

Sites dos concorrentes

Concorrência no segmento de venda de peças

http://www.portaldosequipamentos.com.br/

RS1 (apenas peças de motos):
http://www.rs1.com.br/

Setor de peças do mercado livre:
http://carros.mercadolivre.com.br/pecas/

Peças on line:
http://www.pecas-on-line.com.br/

Auto Parts Online
http://www.autopartsonline.com.br

Concorrência no segmento de venda de peças

Mercado – Livre:
http://www.mercadolivre.com.br

Lojas online dos próprios fabricantes → Ex: Chevrolet
https://loja.chevroletnova.com.br

Jocar:
https://www.jocar.com.br/Index.aspx

Buscar peças:
http://www.buscarpecas.com.br/

Rumo Autopeças
http://www.rumoautopecas.com.br

Sites dos concorrentes

Rivalidade
entre

concorrentes

Potenciais
Entrantes

Produtos
Substitutos

Poder de
Barganha dos
Fornecedores

Poder de
Barganha

dos
Clientes

O catálogo exige grandes
investimentos e grande escala.

Por isso, a ameaça de novos
entrantes é baixa

O principal produto
substituto são os catálogos
físicos, seu poder é médio.
Pois o custo deles é muito
maior do que o catálogo
online do Canal da Peça,
mas o mercado está mais

acostumado com eles

Os clientes (Fabricantes),
possuem elevado poder de

barganha, pois possuem grande
escala e nome no mercado

A rivalidade entre os concorrentes é
alta, pois são grandes do mercado

Os fornecedores, são os
parceiros necessário para o

funcionamento da plataforma,
eles são numerosos