A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
38 pág.
Articulação temporomandibular (ATM)

Pré-visualização | Página 1 de 2

Articulação 
temporomandibular 
(ATM): 
Aspectos morfológicos, funcionais 
e possíveis patologias.
GRUPO:
Antonione Marcos
Eriane Vasques
Kellen Viana
Lorena Cássia
Luana Azevedo
Rafaela Henrique
Wener Figueiredo
Introdução
A articulação temporomandibular(ATM):
● Sinovial;
● Permite amplos movimentos;
● Mandíbula e osso temporal(fixo);
● Articulação bilateral;
○ Interligada pela mandíbula.
○ Possui movimentos próprios de cada lado,porém simultâneos.
Introdução
A ATM:
● Existe interdependência com a oclusão dos dentes;
● Funcionalmente complexa;
● Revestimento de fibrocartilagem;
○ Não há cartilagem hialina.
● Não há cartilagem epifisária;
● Presença de disco articular entre as faces articulares;
● Movimentos de rotação e translação associados ;
● Impulsos proprioceptivos;
Faces articulares Ósseas
As partes ósseas da ATM são:
● Cabeça da mandíbula(côndilo);
● Eminência articular;
● Fossa mandibular do osso temporal;
Cartilagem Articular
● As faces articulares temporal e condilar são cobertas por cartilagem fibrosa;
● Espessuras variáveis,de acordo com o local que cobrem;
○ Espessas na vertente anterior da cabeça da mandíbula e na parte posterior da eminência 
articular.
■ Local de maior impacto.
● No fundo da fossa mandibular a cartilagem fibrosa é delgada;
○ O côndilo não exerce força diretamente na fossa mandibular.
Disco articular
● A ATM tem um disco extenso;
● Sem ele,ou a má função dele,ela não funciona bem;
● É uma placa de fibrocartilagem;
● Situa-se sobre a cabeça da mandíbula;
● Insere-se na cabeça da mandíbula através de tecido ligamentoso nos pólos 
medial e lateral;
● O disco articular regulariza as discrepâncias existentes entre as faces 
articulares;
● O disco divide a cavidade articular em dois compartimentos:
○ Supradiscal
○ Infradiscal
Disco articular
● Apesar de ser fibroso e não-hialino o disco articular não se regenera;
● A borda anterior do disco mantém contato com fibras do m.pterigóideo 
lateral(cabeça superior);
Cápsula articular
A ATM é circundada por uma cápsula articular:
● Fibrosa e bastante frouxa;
● É bem inervada;
● Vascularização abundante;
Membrana sinovial
● Revestimento interno da cápsula articular;
● Produz a sinóvia ou líquido sinovial;
Ligamento temporomandibular
● É o único verdadeiro ligamento da ATM;
● Age como ligamento suspensório da mandíbula,mas também agem limitando 
os movimentos retrusivos; 
● É formado por tecido conjuntivo colagenoso,não-elástico,não-contrátil;
○ Não movimenta a ATM.
Ligamentos acessórios
● São suportes ligamentosos da ATM;
● Não têm influência sobre seus movimentos;
● Estão distantes da ATM;
● São eles:
○ Ligamento esfenomandibular;
■ Vai da espinha do esfenóide à língula da mandíbula.
○ Ligamento estilomandibular;
■ Vai do processo estilóide ao ângulo da mandíbula.
Dinâmica da ATM
Rotação e translação são os movimentos básicos da ATM;
● Na rotação:
○ A mandíbula se movimenta no eixo transversal
○ Sempre a rotação na abertura e fechamento da boca
○ Não há deslocamento horizontal da mandíbula 
○ O disco articular não se move de onde está encaixado
● Na translação:
○ O côndilo se move para frente e retorna a sua posição de origem
○ O côndilo e o disco deslizam sobre a face articular temporal da articulação na abertura e 
fechamento da boca
Abaixamento e elevação da mandíbula
Para se abrir a boca,os dois movimentos básicos da ATM são realizados:
● Rotação pura( primeiros 20 mm);
● Após,a rotação acontece simultâneamente a translação;
● A depressão da mandíbula é feita pelos Mm:
○ Mm.pterigóideos laterais
■ Protrusores
○ Mm.digástricos
■ Retrusores
● No movimento de elevação da mandíbula os músculos que agem,são:
○ M.masseter
○ M.pterigóideo medial
○ M.temporal 
Protrusão e retrusão da mandíbula
● Na protrusão:
○ A mandíbula abaixa-se um pouco,tirando os dentes de oclusão e desliza para frente.
○ Na protrusão extrema,o côndilo fica posicionado abaixo da parte mais proeminente da 
eminência 
○ Os músculos que agem ,principalmente,são os Mm.pterigóideos laterais
● Na retrusão:
○ O movimento é inverso
○ Os principais músculos são o M.digástrico e porção posterior do temporal
Lateralidade da mandíbula
● É uma variedade da protrusão;
● Só um dos côndilos irá realizar os movimentos citados anteriormente;
● Se o mento vai para direita o M.pterigóideo lateral esquerdo que 
agirá,tracionando o côndilo esquerdo;
● No retorno o côndilo que se movimentou retorna para sou ligar sob ação do 
M.digástrico e das fibras posteriores do temporal;
Posições e movimentos da mandíbula 
● Posição de repouso:
○ Lábios levemente encostados,mandíbula relaxada,sem tensão,contração muscular mínima,os 
dentes superiores e posteriores não se encostam formando um espaço livre ou interoclusal
● Oclusão central:
○ Posição de maior número de contato entre os dentes
● Relação central
○ Posição mais retrusiva,a partir da oclusão central
● Outros movimentos:
○ Movimentos no plano sagital
○ plano frontal
○ plano horizontal
○ movimento de Bennett
Possíveis patologias 
da ATM
Reabsorção Condilar (RCP/RCI)
● A reabsorção condilar progressiva (RCP) é definida como uma mudança na 
morfologia do côndilo, com perda óssea e diminuição da altura facial 
posterior;
● Também conhecida como reabsorção condilar idiopática (RCI) e atrofia 
condilar;
● Causa Exata e patogênese- Permanecem obscuras;
● Apresenta mudança na morfologia do côndilo;
○ Desordem caracterizada pela alteração da forma condilar.
● Etiologia da RCP/RCI é multifatorial;
○ Pacientes do gênero feminino, portadores de má oclusão esquelética.
Reabsorção Condilar (RCP/RCI)
● O diagnóstico é feito de acordo com as características clínicas e história de 
progressão da deformidade;
● As características faciais apresentam desequilìbrio facial, distùrbios de 
mordidas;
● Tratamento é controverso
○ RCP X cirurgia ortognática 
Anquilose
A anquilose das articulações temporomandibulares é uma condição na qual o 
movimento condilar é limitado mecanicamente devido a uma fusão óssea ou por 
aderência fibrosa.
● Anquilose verdadeira e anquilose falsa;
● Pode ser o resultado de trauma, fraturas condilares não tratadas, infecção 
local ou sistêmica, tratamento cirúrgico inadequado ou doenças como artrite 
reumatoide;
● A anquilose condilar pode provocar restrição mandibular progressiva ou 
abertura limitada de longa duração;
 
Anquilose
● A limitação da abertura bucal desencadeia em outros problemas;
● O diagnóstico baseia-se na avaliação clínica e em exames de imagem como a 
radiografia panorâmica e a tomografia computadorizada;
● O tratamento pode ser feito através da artroplastia ou artroplastia 
interposicional;
Hipoexcursão e Hiperexcursão condilar
● Em condições de normalidade a parte mais superior do côndilo translada para 
baixo da eminência articular até a posição mais elevada em sua cortical;
○ Normalidade é de 40 a 58 mm,levando em conta o tamanho corporal,idade e trespasse vertical 
dos incisivos.
● Considera-se normal;
○ 3mm a frente ou atrás do porto mais proeminente da eminência.
Hipoexcursão e Hiperexcursão condilar
● Quando o côndilo se move aquém das condições normais o diagnóstico 
radiográfico é referido como uma hipoexcursão condilar;
○ A provável causa, em geral, é a hipertonia dos músculos mastigatórios ou deslocamentos 
anteriores do disco que podem ser causados, por exemplo, pelo apertamento noturno.
● Em casos que o côndilo vai além dos parâmetro normais os registro 
radiográfico é referenciado como hiperxcursão condilar;
○ Causa pode ser uma hiperlaxitude ligamentar (frouxidão da cápsula articular) associada a uma 
hiperatividade dos músculos da mastigação. 
○ Alguns

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.