A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
227 pág.
A Biologia da Abelha

Pré-visualização | Página 1 de 50

Tradução C. A. Osowski 
A Biologia da Abelha 
 
Mark L. Winston 3 
 
Prefácio 
O objetivo deste livro é fornecer uma introdução despretensiosa à 
biologia e ao comportamento social de uma única espécie de inseto, a 
abelha. Por causa de sua natureza intrinsecamente interessante e valor 
econômico, a abelha tem sido estudada intensamente sob todas as 
perspectivas, e existe uma vasta literatura sobre quase todos os aspectos 
de sua existência. Eu faço, neste livro, um resumo do que considero os 
aspectos básicos da biologia da abelha e forneço referências de literatura 
sobre o assunto. Tentei capturar o sabor e a riqueza das muitas 
alternativas para estudar a abelha, mas minha especialização e treinamento 
pessoais são em entomologia e comportamento ecológico e este livro reflete, 
naturalmente, minha própria tendência e origem. 
Eu gostaria de agradecer, aqui, a meus professores e colegas que 
tiveram um impacto particular no meu modo de pensar sobre a ciência e as 
abelhas, especialmente Lynn Margulis, Charles Michener, Gard Otis, Keith 
Slessor e Orley Taylor; pois a perspicácia e a influência deles pervadem 
estas páginas. Sou extremamente grato a todos os que leram parte deste 
livro e fizeram críticas contrutivas: Cam Jay, Steve Kolmes, Charles 
Michener, Gard Otis, Gene Robinson, Tom Seeley, Keith Slessor e, 
especialmente, Susan Katz. Algumas pesquisas originais foram conduzidas por 
Cynthia Scott e Mike Smirle, e a tarefa hercúlea de organizar as 
referências bibliográficas foi habilmente conduzida por Les Willis, a quem 
agradeço a ajuda. Agradeço também aos estudantes das minhas aulas, através 
dos anos, sobre apicultura e biologia da abelha e insetos sociais, e espero 
que este livro continue a estimulá-los a fazerem questionamentos. 
Tenho uma grande dívida de gratidão com Elizabeth Carefoot e o 
Istructional Media Center da Universidade de Simon Fraser, pelas 
ilustrações deste livro e muitas outras contribuições. As ilustrações são 
desenhos originais ou foram redesenhados de outras fontes citadas 
individualmente nas legendas das figuras. Sou grato aos seguintes editores, 
revistas e autores pela permissão de copiar as ilustrações, das quais eles 
são os possuidores dos direitos autorais: M. D. Allen; Bailliere Tindall 
(Animal Behaviour); Cornel University Press; H. A. Dade; Dadant and Sons; 
D. J. C. Fletcher; W. H. Freeman and Co. (Scientific American); Harcourt, 
Brace, Jovanovich; Harvard University Press; International Bee Research 
Association; V. Lacher; Macmillan Journals (Nature); Masson S.A. (Insects 
Sociaux); H. Martin; National Research Council of Canada (Canadian Journal 
of Zoology); Princeton University Press; Charles Scriber’s; T. D. Seeley; e 
Springer-Verlag (Behavioural Ecology and Sociobiology, Oecologia). Sou 
também grato aos diretores da Harvard University Press por sua ajuda em 
todos os estágios de escrita e preparação deste livro, particularmente 
Elizabeth Hurwit e Angela von der Lippe. 
Finalmente, gostaria de agradecer a assistência financeira das 
seguintes agências, que providenciaram substancial suporte para pesquisas e 
tornaram, de muitas formas, este livro possível: o U.S. Department of 
Agriculture and National Sciences Foundation, o Natural Sciences and 
Engineering Research Council of Canada, o British Columbia Science Council 
e a Simon Fraser University. 
 
 
 
Mark L. Winston 5 
 
ÍNDICE 
 
1. INTRODUÇÃO ....................................................................7 
2. ORIGEM E HISTÓRIA EVOLUTIVA DAS ABELHAS .......................................9 
2.1. Origem das Abelhas ...............................................................10 
2.2. Raças da A. Mellifera ............................................................13 
2.2.1. RAÇAS EUROPÉIAS ....................................................................13 
2.2.2. RAÇAS AFRICANAS ....................................................................14 
2.2.3. RAÇAS ORIENTAIS ....................................................................15 
2.3. Raças das Américas do Norte e Sul ................................................15 
3. ANATOMIA DA ABELHA: FORMA E FUNÇÃO ...........................................17 
3.1. Avaliação da Anatomia da Operária ................................................17 
3.2. Cabeça ...........................................................................18 
3.2.1. ESTRUTURAS SENSORIAIS ..............................................................18 
3.2.2. BOCA ...............................................................................21 
3.3. Tórax ............................................................................22 
3.3.1. PERNAS .............................................................................23 
3.3.2. ASAS ...............................................................................27 
3.4. Abdômen ..........................................................................28 
3.5. Sistemas Internos ................................................................30 
3.5.1. SISTEMAS DIGESTIVO E EXCRETOR ......................................................31 
3.5.2. SISTEMAS CIRCULATÓRIO, RESPIRATÓRIO E NERVOSO ......................................31 
3.5.3. SISTEMAS GLÂNDULARES ...............................................................33 
3.6. Funções Específicas do Zangão e da Rainha ........................................37 
3.6.1. ZANGÕES ............................................................................37 
3.6.2. RAINHAS ............................................................................39 
4. DESENVOLVIMENTO E NUTRIÇÃO ...................................................41 
4.1. Ciclo de Vida ....................................................................41 
4.1.1. OVOS ...............................................................................42 
4.1.2. LARVAS .............................................................................42 
4.1.3. PUPAS ..............................................................................44 
4.1.4. DESENVOLVIMENTO DO ADULTO E LONGEVIDADE ............................................46 
4.2. Nutrição .........................................................................49 
4.2.1. NÉCTAR .............................................................................49 
4.2.2. PÓLEN ..............................................................................50 
4.3. Hábitos Alimentares ..............................................................51 
4.3.1. LARVAS DE OPERÁRIA .................................................................51 
4.3.2. OPERÁRIAS ADULTAS ..................................................................52 
4.3.3. LARVAS DE ZANGÃO ...................................................................54 
4.3.4. RAINHAS ............................................................................54 
4.4. Determinação da Casta ............................................................54 
4.4.1. GENÉTICA ...........................................................................55 
4.4.2. NUTRIÇÃO E HORMÔNIOS ...............................................................57 
5. ARQUITETURA DO NINHO .........................................................61 
5.1. Escolha do Local para Nidificação ...............................................61 
5.2. Características do Local de Nidificação ..........................................64 
5.3. Construção dos Favos .............................................................67 
5.4. Ninhos Artificiais ...............................................................72 
6. ATIVIDADES DA OPERÁRIA, EM FUNÇÃO DE SUA IDADE ...............................75 
6.1. Estrutura da Ontogenia Temporal da Casta Operária ................................75 
6.2. Tarefas Relacionadas com