resumo serviço social surgimento e institucionalização no brasil
3 pág.

resumo serviço social surgimento e institucionalização no brasil

Pré-visualização1 página
- A interlocução do Serviço Social brasileiro com a tradição teórica cuja origem se encontra na obra de Karl Marx consolidou-se na produção teórica divulgada nacionalmente a partir da década de 80. 
- No início da institucionalização do Serviço Social no Brasil, a questão social é 
evidenciada com o fruto desta relação de desigualdade entre as classes, questão de sua formação enquanto classe, de seu reconhecimento pelo Estado e em seu relacionamento com esta. Já no marco do que se tem denominado de teoria social crítica, a questão social é constitutiva do desenvolvi mento do capitalismo, pois ela não se suprime se este se conserva. 
- As primeiras formulações teóricas do Serviço Social no Brasil seguem os princípios propostos pela Igreja Católica, determinados basicamente nas encíclicas Rerum Novarum e Quadragésimo Ano, documentos que propunham o envolvimento dos católicos com os problemas sociais. Essa perspectiva de formação teórica visa subsidiar a prática dos assistentes sociais sob uma visão teórica neotomista.
- A ação do assistente social na reprodução das relações sociais na sociedade capitalista se dá por meio da compreensão da totalidade do processo social, bem como da percepção dos vários modos de vida que envolvem o cotidiano daqueles que se utilizam dos serviços sociais.
- A formação dos primeiros assistentes sociais brasileiros foi fortemente influenciada pela Igreja Católica, cuja doutrina social compreendia a questão social como questão moral, objeto de um tratamento psicologizante e moralizador. Nessa perspectiva, a questão social é vista como um conjunto de problemas sob a responsabilidade individua l dos sujeitos que os vivenciam. 
- Foi no seio da Igreja Católica que surgiu o Serviço Social brasileiro, como um a iniciativa para responder às expressões da questão social. 
- A legitimação e a institucionalização do Serviço Social no Brasil têm como marco histórico o Estado Novo. 
- O Serviço Social gesta-se e desenvolve-se como profissão legitimada no seio da divisão social e técnica do trabalho, tendo como contexto conjuntural o desenvolvimento capitalista industrial e a expansão urbana.
 - Compreender o processo social como contraditório, reconstituindo no plano do pensamento o seu movimento real em suas dimensões universais, particulares e singulares.
- A intenção de ruptura com o serviço social tradicional produz a crítica ao serviço social tradicional e seu embasamento, pautado no regime, responde a suas demandas. Queria romper com o pensamento conservador. Introduz a teoria social de Marx (método de BH). 
- A partir de 1960, o serviço social começa a sofrer importantes transformações no movimento de reconceituação da profissão na América Latina, que trazia uma denúncia do conservadorismo profissional iniciado na década de 1960 e desenvolvido até a década de 1980, influenciado pela conjuntura histórica mundial, principalmente na América Latina.
- No funcionalismo, o serviço social se constitui como profissão de ajuda, se propõe a promover a integração e/ou ajustamento do homem ao meio.
No marxismo, o serviço social se situa no processo de reprodução das relações sociais como atividade auxiliar e subsidiária no exercício do controle social.
Na fenomenologia, o serviço social tematiza a noção de intervenção social como um procedimento metódico de processo de ajuda psicossocial, desenvolvido através do diálogo.
- Instauração do pluralismo teórico, ideológico e político no âmbito do debate profissional.
Sintonia da polêmica teórico-metodológica profissional com as discussões em curso nas ciências sociais.
Constituição de segmentos de vanguarda inseridos na vida acadêmica.
- As três direções que o processo de Renovação assumiu são: Perspectiva modernizadora \u2013 Araxá (1967) e Teresópolis (1970); Reatualização do conservadorismo \u2013 Sumaré (1978) e Alto da Boa Vista (1984); Intenção de ruptura: método BH (72/75) e INOCOOP, final da década de setenta. 
- O seminário de Araxá examinou a questão da teorização do serviço social.
- LBA:  primeira grande instituição nacional de assistência social, organizada em sequência do engajamento do país na Segunda Guerra Mundial.
- O serviço social é tematizado como: Interventivo, dinamizador e integrador.
- O Movimento de Reconceituação, ocorrido a partir da década de 70 do século XX, transformou criticamente os arcabouços teórico-metodológicos, éticos políticos e técnico-operativos da categoria profissional.
- As múltiplas expressões da questão social são o objeto de trabalho cotidiano do assistente social.
- É na tensão desse período que o Serviço Social se aproxima do pensamento marxista e da luta da classe trabalhadora, repensando sua posição na sociedade e posteriormente rompendo com o conservadorismo existente na profissão.
-  Laicidade pressupõe a não interferência ou controle por parte da Igreja. Uma das características do processo de renovação do Serviço Social brasileiro é a ruptura formal com a doutrina, o pensamento e a interferência da Igreja nos rumos da profissão.
- O período da ditadura militar influenciou e conferiu uma direção particular no processo.
- Erosão do Serviço Social tradicional: Trata-se da ruptura com a perspectiva religiosa que inaugurou o Serviço Social no Brasil.
- A profissão é histórica, dinâmica e está em constante processo de transformação.
- A tradição marxista vinculada ao Serviço Social ocorreu tanto nos países de capitalismo avançado como na América do Norte e Europa Ocidental, como nos países em desenvolvimento da América Latina.
- \u201cA perspectiva modernizadora constitui a primeira expressão do processo de renovação do Serviço Social no Brasil\u201d Netto
- O milagre Brasileiro trata-se de um momento de grande ascensão da economia brasileira.