A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
73 pág.
243 QUESTOES COMENTADAS DE SERVI O SOCIAL PELOS PROFESSORES DO QC.docx;filename = UTF 8''243 QUESTOES COMENTADAS DE SERVIÇO SOCIAL PELOS PROFESSORES DO QC

Pré-visualização | Página 26 de 26

Social Especial de Média Complexidade, que visa o atendimento de pessoas e famílias que, embora, tenham tido seus direitos violados, ainda possuem minimamente o vínculo com a família e a comunidade, ou seja, ainda não ocorreu o rompimento efetivo desses vínculos. 2.2) A Proteção Social Especial de Alta Complexidade é voltada para o atendimento de pessoas que já possuem seus vínculos familiares e sociais rompidos e não se encontram mais no seio familiar, necessitando, inclusive, de acolhimento momentâneo.
JUSTIFICATIVA do CESPE– A proteção social básica tem como objetivos prevenir situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. Destina-se à população que vive em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, privação (ausência de renda, precário ou nulo acesso aos serviços públicos, dentre outros) e, ou, fragilização de vínculos afetivos – relacionais e de pertencimento social (discriminações etárias, étnicas, de gênero ou por deficiências, dentre outras). (Política Nacional de Assistência Social – PNAS. Brasília, novembro, 2005, p. 33).
A história das políticas sociais brasileiras apresenta importante marco a partir da década de 1980, com base nos ditames da Constituição Federal em vigor, envolvendo o protagonismo da esfera pública estatal. Com relação a esse tema pode-se afirmar que
Parte superior do formulário
 a)
a ampliação das garantias de proteção social trazidas para o escopo da responsabilidade do Estado brasileiro, numa perspectiva de ampliação de acesso a direitos e enfrentamento de riscos sociais e da pobreza foi, num primeiro momento, reconhecida no campo legal por leis intraconstitucionais.
 b)
a aplicação do seguro desemprego foi um tema com dificuldade de avanço porque a classe empresarial não compreendia esse benefício como provisão temporária de renda em situação circunstancial de desemprego.
 c)
a instituição da Seguridade Social como sistema básico de proteção social, integrava as políticas de previdência social, assistência social, saúde, educação e emprego e renda, tornando, assim, ampliação dos direitos sociais de acesso universal a todos aqueles que dele necessitassem.
 d)
o direito de acesso universal e gratuito à saúde ficou instituído a partir da responsabilidade bipartite entre Estado e sociedade civil, entendendo que, no âmbito do SUS, a obrigatoriedade de oferta da esfera governamental é a atenção básica, ficando os demais níveis de complexidade para as iniciativas não governamentais.
 e)
com o objetivo de garantir o direito constitucional à seguridade social definiu-se, no mesmo texto da carta Magna, a partilha do fundo público de responsabilidade dos três entes federados que obrigam disponibilizar, no mínimo, 35% da arrecadação para a implementação das políticas sociais públicas que compõem seu campo.
A promulgação da Constituição Federal de 1988 (CF) e o reconhecimento em seu texto de garantias de proteção social que devam ser prestadas pela esfera estatal, certamente, foi um grande avanço daquele período e uma vitória dos movimentos democráticos e populares, possibilitando a construção de um efetivo sistema de proteção no país. A Carta "cidadã", como ficou conhecida por assegurar direitos sociais e políticas sociais, como a seguridade social - compreendida pela saúde, assistência social e previdência -,e o direito a educação, dentre outros, foi caracterizada posteriormente pelos conservadores como paternalista e retrógrada. No entanto, já na década de 1990 o país adota a agenda neoliberal e a CF passa a ser desconsiderada no sentido da não implementação do que estava ali instituído. A própria LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social - Lei. n. 8.742/1993) sofreu resistências por parte do Governo Collor para ser sancionada conforme previsto na CF, o que vem a ocorrer somente após a saída daquele presidente e quase 4 anos após a sua previsão no texto constitucional.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário
Parte inferior do formulário