A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
267 pág.
Kurahassi Tese

Pré-visualização | Página 1 de 50

LUIZ FERNANDO KURAHASSI 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
GESTÃO DA ENERGIA ELÉTRICA - BASES PARA UMA 
POLÍTICA PÚBLICA MUNICIPAL 
 
 
 
 
 
 
Tese apresentada à Escola 
Politécnica da Universidade de 
São Paulo para a obtenção do 
título de Doutor em Engenharia 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
São Paulo 
2006 
 
 
 
 
LUIZ FERNANDO KURAHASSI 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
GESTÃO DA ENERGIA ELÉTRICA - BASES PARA UMA 
POLÍTICA PÚBLICA MUNICIPAL 
 
 
 
 
 
Tese apresentada à Escola 
Politécnica da Universidade de 
São Paulo para a obtenção do 
título de Doutor em Engenharia 
 
 
Área de Concentração: 
Sistemas de Potência 
 
 
Orientador: 
Prof. Titular Fernando Selles 
Ribeiro 
 
 
 
 
 
São Paulo 
2006 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FICHA CATOLOGRÁFICA 
 
 
Kurahassi, Luiz Fernando 
Gestão da energia elétrica - bases para uma política pública 
municipal. São Paulo, 2006. 
267p. 
 
Tese (Doutorado) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. 
Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas 
 
1. Gestão da energia elétrica 2. Gestão energética municipal 3. 
Eficiência energética I. Universidade de São Paulo. Escola Politécnica. 
Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas II.t 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
à minha querida Bel 
 
aos meus pais, Luiz e Rita 
 
às minhas irmãs Regina e Rire 
 
 
 
 
 
 
 
 
AGRADECIMENTOS 
 
 
 
Ao amigo, professor e orientador Fernando Selles Ribeiro. 
Ao amigo, professor e grande colaborador Marco Antonio Saidel. 
Aos professores do PEA, em especial ao professor Luiz Cláudio Ribeiro Galvão. 
Ao amigo Marcelo de Souza Araújo. 
Aos amigos André Gimenes, Luiz Henrique Alves Pazzini e Marcelo Pelegrini. 
Ao amigo Pedro Luiz Santucci Mendonça. 
Aos pesquisadores do Gepea, Claudy Marcondes, Clayton Morales, Ricardo Fuji, 
Alisson Dias, Juliana Iwashita, Neide Nisie e Paula Castello. 
Aos amigos, Júnior, Renata e Neide. 
Aos estudantes Ricardo de Oliveira, Bruno Henrique, Rodrigo Lima e Paulo 
Kussaba. 
Aos servidores das prefeituras de Guarulhos, São Paulo, Embu e Mauá que 
contribuíram com as experiências que resultaram neste trabalho. 
 
 
 
 
 
O agradecimento sincero do autor. 
 
 
 
 
RESUMO 
 
A eletricidade é um insumo cujo impacto nos custos dos serviços públicos 
municipais varia de acordo com a maneira como ela é utilizada e a forma como é 
adquirida da empresa fornecedora. A gestão de seu uso resulta em economia e em 
aprimoramento da eficiência e da qualidade na prestação dos serviços, incluindo a 
iluminação pública, além de mitigar impactos ambientais e desenvolver ações de 
orientação da sociedade sobre padrões de consumo eficientes de energia. O setor 
público representa parcela significativa do consumo final de eletricidade no Brasil, 
com tendência de aumento, mas identifica-se nas prefeituras municipais potencial 
de redução do consumo e aumento da eficiência energética. O objetivo deste 
trabalho é identificar conceitos e estabelecer diretrizes que possam servir de bases 
para uma política pública de gestão da energia elétrica no âmbito da administração 
municipal. Este documento relata o desenvolvimento de estudos teóricos e 
pesquisas empíricas sobre o uso eficiente da energia elétrica em serviços públicos 
em cidades de diferentes países e analisa os resultados da aplicação de modelos 
que vão sucessivamente se aprimorando na realidade de municípios da região 
metropolitana de São Paulo. Conclui que cabe à municipalidade um papel muito 
mais relevante que o de um mero consumidor institucional de eletricidade, 
propondo bases para uma intervenção na realidade do município. 
 
 
 
 
ABSTRACT 
 
Electricity is an input whose impact on the costs of the municipal public 
services varies according to the manner it is used and to the way it is obtained from 
the supplying company. The management of its use results in savings and in greater 
efficiency and quality of the delivered services - including the public lighting - 
besides, it softens environmental impacts and develops actions to orientate society 
towards energy-efficient consumption habits. The public sector has a significant 
share in the electricity final consumption in Brazil, trending to increase, but a room 
for consumption reduction and increase in energy efficiency can be seen in the 
municipalities. The purpose of this thesis is to identify concepts and set parameters 
that can be the basis of a public policy on electrical power management at the ambit 
of municipality. This paper reports a series of theoretical studies and empirical 
researches concerning the efficient use of electrical power in public services in cities 
of different countries and analyses the results reached from the application of 
models that successively work in the reality of cities from the Sao Paulo 
metropolitan area. It concludes that the municipality must play a role much more 
relevant than being a simple institutional electricity consumer, by proposing the 
basis for an intervention in the municipal reality. 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
 
LISTA DE FIGURAS 
LISTA DE TABELAS 
LISTA DE ABREVIATURAS E SÍGLAS 
 
1. INTRODUÇÃO ..................................................................................................... 16 
1.1. Preliminares..................................................................................................... 16 
1.2. O papel das autoridades locais ........................................................................ 22 
1.3. As cidades perante as Metas do Milênio ......................................................... 24 
1.4. O consumo de energia elétrica no setor público ............................................. 26 
2. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E O USO DA ELETRICIDADE....................... 31 
2.1. A Gestão Energética no contexto da Gestão Pública ...................................... 33 
2.2. Gestão energética municipal ........................................................................... 35 
2.3. Os benefícios da Gestão Energética Municipal............................................... 40 
3. AS CIDADES E A ENERGIA............................................................................... 43 
3.1. A experiência internacional............................................................................. 45 
3.2. A experiência nacional.................................................................................... 78 
4. POTENCIALIDADES DA CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ............................ 94 
4.1. Iluminação pública .......................................................................................... 98 
4.1.1. Gestão da Iluminação Pública ................................................................ 105 
4.1.2. A Eficiência energética na iluminação pública...................................... 114 
4.2. Prédios públicos municipais.......................................................................... 116 
4.3. Saneamento ................................................................................................... 120 
4.4. A Prefeitura e a promoção da eficiência energética ...................................... 123 
5. A USP VAI A CAMPO ....................................................................................... 130 
5.1. O PURE-USP ................................................................................................ 130 
5.2. A pesquisa e a extensão.................................................................................