ACUMULAÇÃO CAPITALISTA E QUESTÃO SOCIAL
3 pág.

ACUMULAÇÃO CAPITALISTA E QUESTÃO SOCIAL

Disciplina:Questão Social na Contemporaneidade13 materiais122 seguidores
Pré-visualização1 página
ACUMULAÇÃO CAPITALISTA E QUESTÃO SOCIAL
1a aula
		

	 
	Lupa
	 

	 
	
Vídeo
	
PPT
	
MP3
	 

	
	 

	Exercício: SDE0638_EX_A1_201702074651_V1 
	16/02/2018 09:56:11 (Finalizada)

	Aluno(a): ELISABETE SALES DE SOUZA
	2018.1 EAD

	Disciplina: SDE0638 - ACUMULAÇÃO CAPITALISTA E QUESTÃO SOCIAL 
	201702074651

	 

	Ref.: 201702809348
		

	

	 1a Questão
	

	

	
	

	A concepção de ideologia em Karl Marx contempla as dimensões expressas nas alternativas a seguir, À EXCEÇÃO DE UMA. Assinale-a.

		

	 
	Desenvolve-se de forma independente das relações sociais.

	
	Está subordinada às condições materiais de existência.

	
	Representa as ideias de uma classe dominante.

	 
	É concebida como uma falsa consciência da realidade.

	
	Atinge a classe trabalhadora.

	

	 

	Ref.: 201702328194
		

	

	 2a Questão
	

	

	
	

	Pelo trabalho dá-se a aproximação entre os homens, a vida em sociedade. O trabalho acaba se tornando muito importante para a constituição da sociabilidade humana, ou seja, para a produção e reprodução da vida social. Por produção entende-se o processo através do qual o homem retira da natureza seus meios de vida. Como afirma Barroco (2000), através do trabalho, o homem não apenas se adapta a natureza, como o animal, mas passa agir sobre ela, transformando-a de acordo com seus objetivos. A partir das considerações acima é correto afirmar que:

		

	
	A reprodução da vida animal depende da sociabilidade humana.

	
	O trabalho aproxima os homens mas afasta as mulheres.

	
	A natureza passa a agir sobre o homem quando ele trabalha com animais.

	
	A produção é um roubo, pois o homem subtrai da natureza seus meios de vida.

	 
	Ao perguntar pelo hoje o homem projeta o futuro.

	

	 

	Ref.: 201702328191
		

	

	 3a Questão
	

	

	
	

	Segundo o filósofo marxista Georg Lukács, "com justa razão se pode designar o homem que trabalha, ou seja, o animal tornado homem, através do trabalho, como um ser que dá respostas. É inegável que toda atividade laborativa surge como uma solução de respostas ao carecimento que provoca. Todavia, o núcleo da questão se perderia caso se tornasse aqui como uma relação imediata. Ao contrário, o homem torna-se um ser que dá respostas precisamente na medida em que ele generaliza transformando em perguntas seus próprios carecimentos e suas possibilidades de satisfazê-los." Segundo Lukács é correto afirmar:

		

	
	Que todo animal que trabalha um dia pode via a ser um homem.

	
	Que o núcleo da questão é que o homem se torna um ser quando responde de forma imediata às suas necessidades naturais.

	
	Que os animais não trabalham porque não são humanos, embora alguns animais possam trabalhar, como os cavalos.

	 
	Que o trabalho humano é uma resposta às necessidades naturais, porém uma resposta pensada que possibilita sua generalização sob a forma de pensamento.

	
	Que o ser humano é um animal e por isso os trabalhadores são tratados como animais por seus patrões capitalistas.

	

	 

	Ref.: 201702285700
		

	

	 4a Questão
	

	

	
	

	Para Marx o trabalho é a ação do homem sobre a natureza, o que somente se torna possível através da capacidade humana de conceber com antecedência o que produz (trabalho imaterial) e transformar o mundo natural em produto (trabalho material). Pelo trabalho dá-se a aproximação entre os homens, a vida em sociedade. O trabalho acaba se tornando muito importante para a:

		

	
	Produção e reprodução da vida natural.

	 
	Constituição Sociabilidade humana.

	
	Exploração da natureza.

	
	Supremacia do homem em relação ao meio natural.

	
	Construção de vínculos entre os homens e os animais.

	

	 

	Ref.: 201702809359
		

	

	 5a Questão
	

	

	
	

	A expressão ¿questão social¿ foi utilizada para:

		

	
	nominar o movimento messiânico e fatalista presente no SS.

	 
	designar as contradições concretas entre capital e trabalho.

	
	explicar a influência ideológica dos partidos políticos no SS.

	 
	designar o processo de igualdade social inerente à constituição da sociedade capitalista.

	
	buscar resolver os problemas da sociedade no século XX.

	

	 

	Ref.: 201702222413
		

	

	 6a Questão
	

	

	
	

	Para Iamamoto, as desigualdades econômicas, políticas e culturais das classes sociais, pondo em causa amplos segmentos da sociedade civil no acesso aos bens da civilização, expressam a:

		

	
	Anormalidade social na sociedade atual.

	
	Política social e os problemas sociais no mundo moderno.

	
	Reprodução das relações sociais, atualizando os velhos dilemas da economia política clássica.

	
	Desintegração social na sociedade atual.

	 
	Questão social na sociedade contemporânea.

	

	 

	Ref.: 201702795762
		

	

	 7a Questão
	

	

	
	

	(HOB,2015)Segundo o professor Wilson Cano, do Instituto de Economia (IE), ¿está sendo produzido um novo sistema perverso de regressão na distribuição da renda neste país. Uma figura fantasmagórica, Hobin Hood às avessas, travestido, que não rouba dos ricos para dar aos pobres, que não tira da classe média para dar aos pobres, mas que irá tirar da classe média para dar ao sistema financeiro". Desse modo, o grande capital aloja no campo previdenciário uma questão que diz respeito ao seu projeto social, isto é, transformar os trabalhadores em parceiros indiferenciados, metamorfoseando-os em trabalhadores provedores do capitalismo financeiro e proprietários de grandes negócios. Essa conjunção de elementos é estruturadora dos atuais movimentos da economia e da política e funda a restauração do projeto capitalista em todo o mundo. Indique, entre as opções a seguir, a que representa de forma INCORRETA uma das tendências presentes na conjuntura atual descrita no contexto anterior.

		

	
	Privatização e mercantilização dos Serviços Sociais, com a consolidação da figura do cidadão-consumidor, condição e premissa da existência de serviços de proteção social básica para o cidadão-pobre e ampliação de programas sociais de exceção voltados para o cidadão-miserável, com renda abaixo da linha da pobreza.

	 
	Avanço nas políticas redistributivas de natureza pública e constitutiva de direitos com a complementação de políticas de combate à pobreza de caráter amplo e permanente.

	
	Redução das políticas sociais e fim das políticas de segurança pública

	
	Emergência de novos protagonistas, tais como a empresa socialmente responsável, o voluntariado, com suas práticas congêneres de desenvolvimento sustentável, ações em rede, empoderamento e empreendedorismo social que amparam a redefinição da intervenção social do Estado, agora atrelada à capacidade de participação da sociedade civil

	
	Despolitização das desigualdades sociais de classe em face da identificação dos chamados processos de exclusão, cuja conotação temporal e transitória informa a possibilidade de estratégias de inclusão e de acesso aos bens civilizatórios e materiais, permitindo que o real e o possível se transformem em ¿ideal", sitiando, assim, a construção de projetos societais.

	

	 

	Ref.: 201702350598
		

	

	 8a Questão
	

	

	
	

	A seguridade social no Brasil, a partir da Constituição Federal de 1988 é composta por três políticas públicas: previdência social, assistência social e:

		

	
	Habitação

	
	Meio Ambiente

	 
	Segurança Pública

	
	Educação

	 
	Saúde