A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Ciclo PDCA

Pré-visualização | Página 1 de 1

Ciclo PDCA
Gestão da Qualidade Total
O que é Ciclo PDCA?
Método Gerencial
Processo do sistema de gestão da manutenção. Fonte: Nascif e Dorigo (2010)
 Em 1951, W. Edwards Deming introduz uma melhoria ao ciclo de Shewhart quando percebe a necessidade de inserir mais um passo, criando com esta modificação a ‘Roda de Deming’, composta de 4 passos girando em um ciclo contínuo: Especificação, Produção, Colocar no Mercado, Reprojetar.
 Em 1951,E os executivos japoneses criaram seus próprios 4 passos básicos relacionados com os da Roda de Deming : Planejar, Fazer, Checar e Agir. Criando assim o ciclo PDCA, cujo nome representa as iniciais de cada etapa.
-Detalhando os passos - Plan (Planejar)
-Qual é o problema?
-Por que ele está acontecendo?
-Quando começou?
-Quais as suas causas?
-Podemos mensurá-lo?
-Detalhando os passos-Do (Executar)
-Detalhando os passos-Check (Verificar)
-Melhorou?
-Piorou?
-Ficou na mesma?
-Detalhando os passos- Action (Confirmar)
 Como surgiu? 
A origem do PDCA se deu a partir do ciclo de Shewhart, engenheiro americano e que foi o introdutor do controle estatístico para o controle da qualidade. Mas a origem deste pensamento filosófico já existia a pelo menos, 300 anos. Desde o período conhecido como revolução científica, no século XVII, os pensadores europeus, como Copérnico, Kepler, Telésio e da Vinci, já indagava-se sobre uma melhor maneira de desenvolver conhecimentos válidos e que substituíssem as idéias pré-estabelecidas e muitas vezes questionáveis da Igreja Católica a respeito do mundo físico. Nessa época Galileu Galilei estabeleceu a primeira seqüência de passos para a geração de conhecimentos válidos, composta pela observação, análise, indução, verificação, generalização e confirmação.
O caminho que levou ao desenvolvimento do PDCA remonta à revolução científica, que começou a quase 400 anos. Nos últimos 70 anos, após a publicação do ciclo de Shewhart, ele vem ajudando pessoas e empresas a estruturar o pensamento, a ordenar esforços e a planejar todo o tipo de projeto ou mudança, dos pequenos aos grandes, dos simples aos complexos, dos rápidos ao que dura ou vale por várias anos ( Plurianuais)
Diante de sua notoriedade, o PDCA tornou-se um conceito universal, um verdadeiro legado, um conceito cujo proprietário é a humanidade, que dele tem se utilizado e dele pode depender para a resolução de muitos problemas que afligem a sociedade moderna. E é na complexidade do mundo de hoje, que o PDCA mostra seu maior valor: o da simplicidade. E é essa simplicidade que ilumina mentes humanas e mostra o caminho, sem se preocupar em acertar na primeira, mas acertar, mais cedo ou mais tarde.
As indústrias do século passado os três processos da produção em massa : especificação, produção e inspeção já eram conhecidos segundo Moen e Norman, autores da área da Qualidade, relatam também que Taylor recomendava o plan-do-see (planeje, execute e veja) como referência para planejar as etapas básicas de um processo produtivo. Uma seqüência linear simples representava a estrutura de funcionamento das indústrias daquela época
 O norte-americano Walter A. Shewhart no final da década de 30, em sua obra intitulada “Statistical method from the viewpoint of quality control” propõe o modelo de produção visto como um sistema, que representa os mesmos passos, porém de forma cíclica
Ciclo de Shewhart de 1939. Adaptado da Fonte - Moen e Norman (2007).
-Teóricos
O caminho que levou ao desenvolvimento do PDCA remonta à revolução científica, que começou a quase 400 anos. Nos últimos 70 anos, após a publicação do ciclo de Shewhart, ele vem ajudando pessoas e empresas a estruturar o pensamento, a ordenar esforços e a planejar todo o tipo de projeto ou mudança, dos pequenos aos grandes, dos simples aos complexos, dos rápidos ao que dura ou vale por várias anos ( Plurianuais)
A Evolução do Sistema de Gestão da Qualidade
Diante de sua notoriedade, o PDCA tornou-se um conceito universal, um verdadeiro legado, um conceito cujo proprietário é a humanidade, que dele tem se utilizado e dele pode depender para a resolução de muitos problemas que afligem a sociedade moderna. E é na complexidade do mundo de hoje, que o PDCA mostra seu maior valor: o da simplicidade. E é essa simplicidade que ilumina mentes humanas e mostra o caminho, sem se preocupar em acertar na primeira, mas acertar, mais cedo ou mais tarde.
A preocupação com a Qualidade é milenar. Sua utilização como função gerencial determinou práticas utilizadas durante certo período, fomentando o surgimento de outras sistemáticas incorporadas à gestão como ferramentas específicas. Entre outras podemos citar as seguintes:
Inspeção: Nesse período a qualidade se restringia ao produto acabado, não produzindo Qualidade, mas apenas indicando defeitos. Os consumidores acabam inspecionando os bens e serviços.
Controle Estatístico: Com o aparecimento da produção em massa, surge o Controle Estatístico (CEP), a introdução de técnicas de amostragem, e procedimentos com base estatística e o setor de Controle da Qualidade. Sistemas da Qualidade começam a ser Introduzidos (Anos 30 EUA; Anos 40 Japão).
Gestão da Qualidade Total: Na década de 50 surge uma nova filosofia gerencial, marcando o deslocamento da análise do produto ou serviço para a concepção de um Sistema da Qualidade. A Qualidade deixa de ser um aspecto do produto e responsabilidade apenas de um departamento e passa a ser uma atribuição de toda a organização (PDCA).
Na década de 80 em diante, com vistas à sobrevivência das empresas e consideração à uma sociedade mais competitiva, o Planejamento Estratégico se consolida atrelado às novas técnicas de gestão e impacto da Qualidade sobre todo o mercado. A Excelência da Qualidade é a nova ordem das organizações.
Aplicação do Ciclo PDCA para Melhoria da Qualidade
ESTRATIFICAÇÃO

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.