A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
116 pág.
Cominuicao

Pré-visualização | Página 2 de 5

desejadas para o produto;
características dos equipamentos;
*
Procedimentos que devem ser seguidos na escolha do circuito:
não é aconselhável, por motivos econômicos manter estoques de minério entre a frente de lavra e a britagem primaria ;
a britagem primária deve atender as exigências de operação da mina, o que implica em alimentação descontínua e irregular e consequentemente um super dimensionamento do britador;
britador primário é definido pelo tamanho do maior bloco de minério da mina, sendo compatível com equipamentos de carregamento;
estágios de britagem subsequentes devem atender as especificações desejadas para o produto(estoques reguladores entre britagem primaria e outras etaps de cominuição);
geralmente o último estágio de britagem é feito com circuito fechado com peneiras para garantir a uniformidade aos produtos .
*
Dimensionamento dos britadores
É fundamental conhecer:
volume de minério a ser processado(taxa de alimentação);
distribuição granulométrica da alimentação;
distribuição granulométrica desejada do produto;
densidade aparente do minério;
modo de operação(circuito aberto ou fechado);
balanço de massas (carga circulante)
peso específico do minério;
britabilidade do minério(Wi);
% umidade e
 características mineralógicas (teor de argilas) 
*
Empastamento, ou seja, adesão de finos e materiais
argilosos à carcaça e cabeça de britagem reduzindo a
área e o escoamento do material;
Entupimento decorrente da entrada de blocos grandes,
de tamanho maior que a capacidade do britador. Esse
problema ocorre freqüentemente em britadores primários
que operam sem a proteção da grelha;
Atolamento decorrente do arranjo das partículas
formando um arco que as sustenta acarretando a parada
de escoamento do material;
Afogamento devido a redução de espaço disponível para
o material britado em função do fenômeno de
empolamento.
AS FALHAS MAIS COMUNS ENCONTRADOS EM PLANTAS DE BRITAGEM:
*
Seleção de britadores
Sabendo quantas etapas vão ser necessárias já é possível escolher o britador para cada etapa de redução
Depende das condições operacionais:
• tamanho da alimentação
• capacidade do britador
• Wi do minério
• etc.
Sempre existe uma opção no mercado
*
Seleção de britadores
Um exemplo Considerando o caso dos britadores PRIMÁRIOS
Britadores estacionários superfície • subterrâneos
Britadores móveis
• Mandíbulas
• Impacto
• Giratório primário
• Mandíbulas
• Impacto
*
Britagem
Tipos de Britadores
•Mandíbulas
•Giratório
•Cônicos
•Impacto e Martelos
•Rolo Simples
•Rotativo
•Tipo Gyradisc
•Rolo Duplo
*
Britagem por microondas
“Microondas substituirão britadores e moinhos na mineração.”
As rochas são feitas de diferentes minerais, as ondas as afetam de forma variada ao longo de sua extensão. Como alguns minerais se aquecem mais rapidamente do que outros, quando a rocha é submetida ao aquecimento começam a aparecer rachaduras ao longo das interfaces entre os grânulos dos diferentes minerais, o que faz com que essas rochas possam ser quebradas mais facilmente.
Pode-se realmente aumentar a velocidade de todo o processo diminuindo o tempo de exposição do material, de alguns minutos para apenas alguns milisegundos, utilizando potências muito altas em períodos curtos de tempo.“
. Cada rocha reage de forma diferente às microondas, de forma que o processo deve passar por uma sintonia fina para cada tipo de minério. os primeiros resultados mostram que, uma vez configurada a fonte de microondas para um minério específico.
 Uma empresa de mineração poderá economizar entre 50 e 60% em sua conta de energia.
*
Tabela I: Classificação de Estágios de Britagem. 
*
BRITAGEM PRIMÁRIA
Os britadores empregados são os de grande porte e sempre operam em circuito aberto e sem o descarte (escalpe) da fração fina contida na alimentação. A britagem primária é realizada a seco e tem uma razão de redução em torno de 8:1.
Para este estágio são utilizados os seguintes tipos de britadores: britador de mandíbulas, britador giratório, britador de impacto e o de rolos dentado. A próxima Tabela apresenta um quadro comparativo das características desses equipamentos.
*
BRITAGEM PRIMÁRIA
*
BRITAGEM PRIMÁRIA
*
BRITAGEM SECUNDÁRIA 
É realizada por britadores mandíbulas, giratórios, cônicos e de impacto. Tamanho de alimentação menor que 15 cm
Britadores de Mandíbula
Características:
relação de largura das placas/abertura da boca muito maior do que nos britadores de mandíbulas;
pequena capacidade.
	Aplicação: limita-se ás instalações de pequeno porte ou condições especiais de rebritagem 
*
BRITAGEM TERCIÁRIA
Em geral é o último estágio de britagem, no entanto, existem usinas com mais de três estágios, cujo fato está ligado às características de fragmentação do material, ou à granulometria do produto final. Os equipamentos em geral utilizados são os britadores cônicos, cuja granulometria máxima do produto obtido está compreendida na faixa de 25 a 3 mm, com uma razão de redução de 4:1 ou 6:1. Estes equipamentos exigem um maior controle de operação, geralmente trabalhando em circuito fechado.
*
*
Mandibulas
*
Britador de Mandíbulas
Este é um equipamento bastante utilizado na redução de sólidos pois possui boas características de trabalho. É um equipamento adequado à quebra inicial de rochas e ou minérios( sólidos em geral) com a finalidade de aumentar a superfície de contato, diminuindo dessa forma os tamanhos das partículas. Muitas vezes o material alimenta outros moinhos na busca de granulometria menores .O britador de mandíbulas atende várias necessidades - desde rochas duras e abrasivas até vários materiais de reciclagem .
*
Britador de Mandíbulas
É o equipamento utilizado para fazer a britagem primária em blocos de elevadas dimensões/dureza e com grandes variações de tamanho na alimentação. 
*
Compõe-se basicamente de uma mandíbula fixa, e uma móvel ligada ao excêntrico (esta ligação pode ser feita direta ou indireta), que fornece o movimento de aproximação e afastamento entre elas. Desta maneira o bloco alimentado na boca do britador vai descendo entre as mandíbulas enquanto recebe o impacto responsável pela fragmentação.
Britador de Mandíbulas
*
Britador de Mandíbulas
Os britadores de mandíbulas são classificados em dois tipos, baseando-se no mecanismo de acionamento da mandíbula móvel. Assim, tem-se britadores de um eixo e dois eixos - tipo Blake. Nos britadores de dois eixos, a mandíbula móvel tem movimento pendular (Figura 4.10), enquanto que os de um eixo, tem movimento elíptico. Em termos de custos de capital, britadores de dois eixos são cerca de 50% mais elevados que os de um eixo, sendo indicados para materiais mais abrasivos e de difícil fragmentação. A especificação dos britadores de mandíbulas é dada pelas dimensões de abertura da alimentação. Por exemplo um britador com 1000 x 1200 mm,apresenta boca retangular com dimensões de 1.000 x 1.200 mm.
*
Britador de Mandíbulas
Vantagens:
·        Possuem uma grande capacidade de trabalho;
·         Mecânica simples, facilitando a operação ( não ocorre entupimento);
·         Custo de manutenção  baixo, devido sua mecânica simplificada , já citada;
·         Baixo consumo de energia.
*
Britador de Mandíbulas
Desvantagens:
·        Produto ao sair do britador não possui grande uniformidade.
*
Britador de Mandíbulas
COMPARAÇÃO
• Fragmentação por impacto e compressão
• Mais leve
• Sofre menos solicitações nos rolamentos do excêntrico
• Apresenta maior desgaste nas mandíbulas
• Apresenta menor rendimento energético
• Apresenta produto com maior proporção de super-finos
• Materiais macios, pouco abrasivos, pequena escala de produção
*
O Britador de Mandíbulas pode ser dividido em:
Britador Blake: Possui chapa de esmagamento em posição vertical na parte frontal de uma armação retangular oca, uma outra