A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
145 pág.
Apostila Mercado de Capitais 2018

Pré-visualização | Página 27 de 49

pela diluição do capital em maior número de ações, com o objetivo de dar liquidez aos títulos no mercado.
	- Inplit ou Agrupamento: È a redução da quantidade de ações em circulação, sem alteração do capital social da empresa. Em consequência, na Bolsa há uma elevação do valor unitário das ações.
	- Bônus de Subscrição: Trata-se de um título de crédito de emissão privativa da Companhia com capital autorizado, que confere a seu titular, nas condições constantes do certificado, direito de subscrever ações do capital social por um prazo determinado. A quantidade de Bônus de subscrição a ser subscrito pode ser proporcional ao número de ações já possuídas.
	- Partes Beneficiárias: São títulos negociáveis, sem valor nominal e estranhos ao capital social das Sociedades Anônimas concedendo aos seus titulares direito de crédito eventual contra a Cia, consiste na participação nos lucros anuais.
59.13 - Do Mercado A Termo 
Operação a termo é a compra e venda de Ativos, com prazo de liquidação física e financeira previamente fixado pelas partes, dentre aqueles autorizados pela BM&FBOVESPA.
As operações contratadas poderão ser liquidadas na data do seu vencimento ou em data antecipada solicitada perlo comprador, pelo vendedor, ou por acordo mútuo das partes, sendo que o tipo de antecipação do prazo de liquidação deve ser indicado do momento da realização da operação, caso contrário prevalecerá o tipo por acordo mútuo entre as partes.
Assim, o preço do termo e uma ação resulta da soma, ao valor cotado no mercado à vista, de uma parcela correspondente aos juros, que são fixados livremente em mercado em função do prazo do contrato.
Para garantir o cumprimento do compromisso assumido, o investidor deposita na Bolsa uma margem de garantia em ações ou em dinheiro composta de dois elementos: a garantia inicial e a garantia adicional.
A garantia inicial corresponde, no mínimo a 20% do valor do contrato e, no máximo 100% e depende da ação objeto, em função da volatilidade observada no comportamento de seu preço da ação no mercado à vista. A garantia adicional está relacionada à diferença entre o valor do contrato no mercado a gtermo e o preço da ação no mercado à vista.
59.13.1 - Tipos e Formas De Operações A Termo 
a) termo comum - aquele que deverá ser liquidado, física e financeiramente, no valor nominal contratado; 
b) termo flexível - aquele que tem como característica específica e que o diferencia do termo comum, a possibilidade de permitir ao comprador a termo a substituição das Ações-objeto do contrato inicialmente estabelecido; 
c) termo em dólar - aquele em que o preço contratado será corrigido diariamente pela variação da taxa de câmbio média de reais por dólar norte-americano, para o período compreendido entre o dia da operação, inclusive e o dia de encerramento, exclusive; e 
d) termo em pontos - aquele que permite a negociação secundária dos contratos a termo e, cujo valor, para efeito de liquidação financeira, será calculado pela conversão do valor dos pontos para a moeda corrente nacional. 
As operações a termo serão liquidadas antecipadamente ou por decurso de prazo, na data do vencimento. 
59.14 - DAS ORDENS E OFERTAS DE COMPRA OU VENDA 
 Ordem de compra ou venda de ativos é o ato mediante o qual o cliente determina a uma sociedade corretora que compre ou venda ativos ou direitos a eles inerentes, em seu nome e nas condições que especificar.
59.14.1 - Dos Tipos de Ordens 
 a) ordem a mercado - é aquela que especifica somente a quantidade e as características dos ativos ou direitos a serem comprados ou vendidos, devendo ser executada a partir do momento em que for recebida.
b) ordem limitada - é aquela que deve ser executada somente a preço igual ou melhor do que o especificado pelo cliente; 
c) Ordem administrada - é aquela que especifica somente a quantidade e as características dos ativos ou direitos a serem comprados ou vendidos, ficando a execução a critério da sociedade corretora; 
d) ordem de financiamento - é aquela constituída por uma ordem de compra ou de venda de um ativo ou direito em um mercado administrado pela BOVESPA, e outra concomitantemente de venda ou compra do mesmo ativo ou direito, no mesmo ou em outro mercado também administrado pela BOVESPA; 
e) ordem stop - é aquela que especifica o preço do Ativo ou direito a partir do qual a ordem deverá ser executada. 
f) ordem casada - é aquela cuja execução está vinculada à execução de outra ordem do cliente, podendo ser com ou sem limite de preço. 
59.15 - Das Operações Day-Trade 
Day-Trade é uma operação de compra e venda de uma mesma quantidade de Ativos, realizada no mesmo dia, pela mesma Sociedade Corretora, por conta e ordem de um mesmo comitente nos mercados, através do mesmo Agente de Compensação. 
59.15.1 - Da Liquidação 
A liquidação dessas operações dar-se-á por compensação financeira. Eventuais excedentes, quer pela compra, quer pela venda, implicarão na liquidação do saldo apurado. 
59.15.2 - Das Restrições 
A BM&FBOVESPA poderá restringir ou suspender as operações Day-Trade. 
59.16 - Mercado de Opções
	È o mercado no qual são negociados direitos de compra ou venda de um lote de valores mobiliários, com preços e prazos de exercício preestabelecidos contratualmente. Por esses direitos, o titular da opção (de compra ou de venda) paga um prêmio, podendo exercê-los até a data de vencimento da mesma ou revende-los no mercado.
No Mercado de Opções, o que se negocia não são ações em si, mas o "DIREITO" sobre elas.
Na Opção de Compra de Ações, o "Titular" (comprador opção) tem o direito, se desejar, de comprar do "Lançador" (vendedor de opções), exigindo que este lhe venda um lote padrão de determinada ação a um preço por ação previamente estipulado uma data prefixada.
Na Opção de Venda de Ações, o "Titular" (vendedor da opção) tem o direito, se desejar, de vender ao "Lançador" (comprador da opção), exigindo que este lhe compre, um lote padrão de determinada ação a um preço por ação previamente estipulada na data prefixada.
Logo verificamos que o comprador de opções "Titular" tem direitos e paga ao vendedor de opções "Lançador", que tem obrigações, um valor por este direito, que denominamos de "PRÊMIO".
O máximo que o comprador de opções "Titular" pode perder é o Prêmio pago porque se o mercado não lhe for favorável ele não exerce seu Direito e perde o Prêmio.
Ações-Objeto – São denominados os ativos sobre os quais as Opções são negociadas. Uma mesma série de opção não pode envolver mais de uma ação-objeto.
Os dados que caracterizam uma ação-objeto são: a empresa emitente, a espécie, a classe, a forma e a especificação de direitos.
Exemplo: Vale do Rio Doce PN, Banco do Brasil PN.
As ações utilizadas para negócios no Mercado de Opções são as ações que pertencem ao IBV ou ao Índice Bovespa (ações de maior liquidez) e são divulgadas, periodicamente, pelas Bolsas Valores.
Vencimento – A data de vencimento é estabelecida pela Bolsa de Valores.
Preço de Exercício - Uma opção dá ao seu titular o direito de comprar ou vender ações a um preço preestabelecido, o qual é denominado preço de exercício.
O preço de exercício é fixado pela Bolsa de Valores ao autorizar a negociação de Opções em uma determinada série, tomando como base o preço da ação-objeto no Mercado à Vista.
Entretanto, variações significativas no Preço à Vista da ação-objeto podem provocar uma diferença entre Preço à Vista e o Preço de Exercício. Nestes casos, a Bolsa de Valores autoriza a abertura de novas séries, estabelecendo para elas Preços de Exercícios mais próximos do Preço à Vista.
Série de Opção - Denomina-se série de opção o conjunto formado pelas variáveis: ação-objeto, tipo de opção, vencimento e preço de exercício.
Por exemplo: Opções de compra de ações preferenciais nominativas da empresa Vale do Rio Doce - PN a R$ 100,00 por ação para Junho. Esta série seria designada por opção de compra – Vale PN/CFA/R$