transtornos alimentares psicologia
31 pág.

transtornos alimentares psicologia


DisciplinaPsicologia Aplicada à Nutrição378 materiais1.446 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
Profª. Mirella Alves de Brito
AULA 10: O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Os transtornos alimentares são conhecidos como descontrole no comportamento para a ingestão do alimento e uma crença distorcida acerca da imagem corporal. Em busca de um corpo perfeito, as pessoas acabam realizando comportamentos que desconfiguram sua imagem e descontrolam o comportamento frente aos alimentos.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Atualmente o Manual de Diagnóstico de Doenças Mentais (DSMIV) entende como transtornos alimentares a anorexia nervosa (AN) e a bulimia nervosa (BN).
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Anorexia Nervosa
 
A anorexia nervosa (AN) é conhecida como um transtorno alimentar onde a pessoa começa a ingerir uma taxa muito baixa de calorias por dia, ficando, às vezes, dias sem comer para alcançar o corpo perfeito que nunca obtém. Praticam ainda exercícios físicos em grande quantidade, que podem provocar o desmaio devido à fraqueza.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Anorexia Nervosa
As pessoas com AN sentem um culpa enorme quando comem e tem a impressão que engordaram muito com aquele alimento ingerido, por isso preferem pedalar ou caminhar para perderem as calorias ingeridas.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Anorexia Nervosa
Critérios operacionais foram propostos para AN:
\u2022 comportamentos visando a perda de peso e sua manutenção abaixo do normal;
\u2022 medo de engordar;
\u2022 distúrbio de imagem corporal e
\u2022 distúrbio endócrino (ex. amenorréia).
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Anorexia Nervosa
A AN é muito perigosa e pode levar o paciente a morte. Familiares, amigos e pessoas próximas devem estar atentos as reações desses pacientes e leva-los ao tratamento o quanto antes. O tratamento não é só para trabalhar os processos mentais, mas também os processos fisiológicos, pois o paciente com AN não consegue ingerir alimentos e quando ingere, as vezes passa mal, porque seu corpo não está acostumado.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Bulimia Nervosa
A Bulimia Nervosa (BN) se difere da AN em relação aos comportamentos entre ambas. Pode-se dizer que ambas buscam um corpo perfeito. Mas na BN há ingestão de alimentos em grandes quantidades, num intervalo curto de tempo e de altas calorias e em seguida aparece o comportamento de arrependimento. Na tentativa de eliminar o alimento do corpo essas pessoas promovem vômitos ou tomam laxantes.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Bulimia Nervosa
Russell (1979) foi o primeiro a definir e distinguir a BN como categoria independente da AN, propondo três critérios básicos:
1. impulso irresistível de comer excessivamente;
2. evitação dos efeitos \u201cde engordar\u201d da comida pela indução de vômitos e/ou abuso de purgativos, e
3. medo mórbido de engordar.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Transtornos alimentares 
Diante dos dois transtornos alimentares estudados, conclui-se que:
Traços como obsessividade, perfeccionismo, passividade e introversão são comuns em pacientes com anorexia nervosa (AN) e permanecem estáveis mesmo após a recuperação do peso. As características de personalidade da bulimia nervosa (BN) são diferentes: sociabilidade, comportamento gregário, comportamentos de risco e impulsividade. 
*
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Obesidade 
A obesidade é um tipo de compulsão alimentar onde a pessoa perde o controle sobre a quantidade de alimento que é ingerido, levando a um sobrepeso que ameaça sua saúde e lhe acarreta uma série de problemas fisiológicos, tais como diabetes, riscos cardiovasculares, problemas na coluna e nos joelhos, fadiga, falta de ar, entre outros.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Obesidade 
Mas nem sempre o obeso come muito mais do que um magro. Portanto, a compulsão alimentar não é o único fator que causa a obesidade. Fatores biológicos podem prevalecer, como a hereditariedade, o descontrole hormonal e o funcionamento do cérebro.
Contudo, existem dois fatores essenciais associados: os fatores sociais e os fatores psicológicos.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Obesidade 
Quanto aos fatores sociais pode-se citar o comportamento alimentar. Pessoas inseridas numa cultura onde é de costuma a ingestão de alimentos gordurosos e não saudáveis como as comidas de fast food, são mais propensas a serem obesas, como é o caso dos americanos. Ou, às vezes, a própria família tem o comportamento alimentar de alimentos calóricos e não saudáveis. Crianças nascidas nesses lares terão mais probabilidade de se tornarem obesas.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Obesidade 
Os fatores psicológicos podem ser a ansiedade, a compulsão e a depressão que facilitam na ingestão dos alimentos ou as vezes da perda de apetite.
	
*
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Tratamento da obesidade 
Straub (2005, p. 251) afirma que: \u201cPara muitos adultos acima do peso, perder peso é um objetivo saudável. Contudo, inúmeras pessoas, especialmente mulheres que não estão acima do peso, tentam perder quilos por razões que tem pouco ou nada a ver com a saúde\u201d.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Tratamento da obesidade 
Os tratamentos contra a obesidade podem ser mencionados como dietas associadas a atividades físicas, ingestão de pílulas para emagrecer, cirurgias e tratamento psicológico.
No tratamento psicológico é preciso controlar os comportamentos e pensamentos compulsivos em relação a ingestão dos alimentos. Para isto, tem-se aplicado muito frequentemente as técnicas da terapia cognitivo comportamental.
	
 
FUNDAMENTOS DA PSICOLOGIA DA SAÚDE
AULA 10 \u2013 O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE
Tratamento da obesidade 
De acordo com Straub (2005, p. 253) os programas de modificação do comportamento incluem os seguintes componentes:
1) Procedimentos de controle de estímulos para identificar e limitar o número de estímulos que façam com que o indivíduo comece a comer (por exemplo,