A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Diagrama de Bruckner 2 CETRAMA

Pré-visualização | Página 1 de 1

Este problema, poderia ser, razoavelmente resolvido mediante
~-'2-:;emos em campo de um número de eventos, estatiscamente confiável,
r médio obtido seria adotado pelos órgãos competentes, e pelas
: iase;npreiteiras, nos seus orçamentos.
Não obstante o exposto acima, ele continua sendo uma ferramenta
~vel no planejamento racional de distribuição das terras: Primeiro
istâncias de transporte obtida através dele servem de parâmetro,
cido de um valor percentual, se torna perfeitamente viável na
"""''':c..-ação dos orçamentos. Segundo porque quantifica e distribui
.óa;;eme os volumes, alem de localizar e quantificar com precisão, os
~...r:~os não compensados, onde empréstimos ou bota-fora se fazem
, -...f'SS!:Jos.
ESC;lUEMA DA TERRAPLENAGEM MANUAL
ESQUEMA DA TERRAPLENAGEM MECÂNICA
Depois destas considerações iniciais indispensáveis à construção do
..;&",--:::Iae compreensão de suas propriedades, passamos a sua elaboração.
O princípio fundamental do diagrama de Bruckner é que a ordenada
.=. ponto qualquer do mesmo representa a soma algébrica dos volumes
~lliados desde a origem até este ponto, considerando-se os volumes de
sitivos e os de aterro negativos (os volumes de aterro são convertidos
~ •.•...•ume de corte equivalentes).
O desenho do diagrama se baseia neste princípio: Primeiro traça-se
a reta, de preferência horizontal, se possível na mesma folha e abaixo
-. longitudinal. Divide-se esta em segmentos da mesma forma que o
~ueamento do perfil.
Estabelecem-se duas escalas: uma horizontal, que deverá ser a mesma
e uma vertical na qual se representa uma unidade cúbica por uma
r (por exemplo, 1cm= 20). Em seguida na estaca 1 marca-se uma
--"';~ada correspondente ao volume do interperfil 0-1 isto é, o volume
..•.0 entre estas duas estacas, traça-se uma horizontal pela extremidade
até a vertical da estaca 2, a partir deste ponto marca-se nova ordenada
i"" .• espondente ao volume do interperfil2-3 e assim sucessivamente.
Xaturalmente que as ordenadas correspondentes aos cortes são
---"-"cas para cima e as referentes aos aterros para baixo. (VerFig. 2).
Pela forma como o diagrama é elaborado, pode fazer crer que os
c::-==:es dos interperfis estejam concentrados nas estacas posteriores dos
, ?<•••OS, como no diagrama de Lalane. Este equivoco é cometido até mesmo
utores de Tratados de Estradas.
_~arealidade os volumes estão distribuídos ao longo dos interperfis e o
a:::=éstimo ou decréscimo se dá por quantidades infinitesimais.
Como a única forma de desenhá-Ia é por pontos, subtende-se que o
'--o.tilro ou diminuição seja uniforme entre dois pontos consecutivos.
1 1