dermatologia completa
128 pág.

dermatologia completa


DisciplinaDermatologia1.254 materiais6.806 seguidores
Pré-visualização49 páginas
sendo esta uma patologia de etiologia desconhecida e terapêutica 
limitada. Quanto ao líquen, admite-se que esteja relacionado a agentes etiológicos virais, 
principalmente hepatites do grupo B e do grupo C. Sendo assim, o paciente apresenta um 
histórico de provável infecção prévia pelo vírus da hepatite começa a evoluir com lesões 
papulosas, violáceas arredondadas, simétricas e diminutas , podendo atingir qualquer 
parte do seguimento, tendo uma característica de grande importância que chama a atenção 
para seu diagnostico, que seria a presença de estrias brancas dentro de cada lesão, ou seja, 
seria um desenho dentro da pápula, formando imagens na forma de galhos de árvore de 
coloração branca. 
A erupção liquenóide diferentemente não apresenta nenhum histórico de erupção 
prévia, principalmente por vírus da hepatite, mas se tem uma erupção similar ao do líquen 
plano, sendo auto-limitada, e provocada por qualquer droga, formando lesões com as 
mesmas características do líquen plano: pápula s violáceas que tem em seu interior, 
estruturas com imagem em galhos de árvore, denominadas de estrias brancas . Acomete 
qualquer parte do tegumento e mais raramente as mucosas. 
São drogas causadoras de erupção liquenóide: Cloroquina; Betabloqueadores; Captopril; Tetraciclina; 
Griseofulvina; Isotretinoína (Roacutan®); outras drogas menos comuns.
ERUP‚ˆO ACNEIFORME .
A erupção acneiforme (EA) é um quadro muito comum em atletas que fazem uso de grandes quantidades de 
suplementos, desencadeando um quadro de erupção cutânea semelhante à acne, mas se diferenciando por não 
acometer as áreas típicas de acne como a face e o tronco, além de não cursar com a lesão inicial característica da acne 
(comedão). 
Na erupção acneiforme, qualquer região pode ser acometida, e estas lesões são todas iguais (lesões 
monomórficas ), aumentando ainda mais a diferença entre esta patologia e a acne, uma vez que, esta se apresenta com 
lesões em estágios evolutivos diferentes. As lesões na EA são de surgimento abrupto e tendo localização atípica.
Suas drogas causadoras são: Corticóides; Anticoncepcionais orais; Cianocobalamina (presente no suplemento 
de atletas de academia). 
VASCULITES .
As vasculites possuem várias classificações. Dentre as principais, tem-se aquela que leva em consideração o 
calibre do vaso acometido, de modo que este pode ser de pequeno, médio ou grande calibre. 
Na Púrpura de Henoch-Schoenlein, diante de um paciente que se apresenta com lesões violáceas diminutas e 
múltiplas (púrpuras), deve-se proceder com a palpação da púrpura, caso esta não seja palpável, pode-se concluir que há 
somente alteração da cor, quando palpável indica elevação.
Pode ser desencadeada por drogas, alimentos e infecções. Quando acomete pequenos vasos, os anticorpos 
envolvidos são os IgA, além da alteração em nível da pele, o qual se faz presente em 100% dos casos alterações na 
articulação em 95% dos casos e renais em 50%, havendo também o acometimento de alterações digestivas cursando, 
principalmente em crianças pequenas, com diarréia e púrpura.
L‹PUS ERITEMATOSO MEDICAMENTOSO .
O Lúpus é classificado em uma forma sistêmica e uma forma cutânea. Para o 
diagnóstico do Lúpus sistêmico, deve-se avaliar os critérios da Academia Americana de 
Reumatologia, os quais devem ser investigados no paciente com suspeita desta patologia;
alguns deles são: acometimento cutâneo, articular, de serosas, anemias, marcadores de 
anticorpos, e sub-anticorpos. A lesão cutânea mais característica é a lesão em asa de 
borboleta , que nada mais é do que um eritema em face na região malar (nas bochechas) e 
no dorso nasal.
Arlindo Ugulino Netto; Luiz Gustavo Barros; Yuri Leite Eloy \u2013 DERMATOLOGIA \u2013 MEDICINA P8 \u2013 2011.1
431
A etiologia do l‹pus eritematoso sistŠmico ‡ auto-imune. Entretanto, por volta de 1952, alguns indiv„duos que 
fizeram uso de drogas (como a Hidralazina) come€aram a apresentar positividade dos anticorpos indicadores de L‹pus. 
Tais drogas causadoras do quadro l‹pico podem ser administradas duas semanas at‡ meses antes do surgimento das 
les‰es, desencadeando o quadro de Lúpus -Like (isto ‡, quadro cl„nico semelhante ao l‹pus). As outras drogas 
causadoras so: PsoralŠmicos, Tetraciclina e Captopril. 
No caso do L‹pus-Like, mesmo com a suspenso da droga, o paciente mant‡m o quadro, uma vez que a 
evolu€o da doen€a ‡ independente da suspenso da droga, pois esta apenas desencadeou ou \u201cdisparou o gatilho\u201d para 
ativa€o do sistema imunol…gico que levou ao quadro de L‹pus. Caso o paciente apresente hist…rico familiar de L‹pus, o 
mesmo tem uma maior predisposi€o a ocorrŠncia do quadro. 
O L‹pus pode desencadear sintomas sistŠmicos e gerais, como perda de peso , mialgia , febre , artrite e lesões 
policíclicas (t„picas de l‹pus subagudo).
Quanto ao seu diagnostico laboratorial, podemos observar os seguintes marcadores positivos nos pacientes 
portadores de L‹pus-Like: 
\uf0fc Anti -DNA Histona + (IgG): marcador para L‹pus-Like (tal anticorpo apresenta-se negativo em pacientes 
portadores de L‹pus no-provocado por drogas).
\uf0fc FAN+ (homogŠneo)
\uf0fc Anticorpos antifosfol„pides: quando presentes o paciente pode evoluir com sangramento.
\uf0fc Fator reumat…ide
\uf0fc Leucopenia, anemia, trombocitopenia
OUTRAS REA‚ƒES MEDICAMENTOSAS .
\uf0b7 Fotossensibilidade: o paciente apresenta erup€‰es cut†neas ap…s a administra€o da droga, mas essa 
erup€o pode ser do tipo fotoal‡rgica, ou fotot…xica; caso se tenha a produ€o de anticorpos, tem-se uma rea€o 
fotoal‡rgica. Exemplo de medica€‰es fotossensibilizantes: Clorfazemina (causa a pele bronzeada); Isotretino„na 
(Roacutan); Tetraciclina; etc.
\uf0b7 Eritrodermia: ‡ um estado que o paciente pode apresentar que pode estar associado a v‚rias doen€as, ou 
mesmo ser desencadeado por drogas, ou mesmo ser uma exacerba€o de uma doen€a pr‡via como a psor„ase.
\uf0b7 Erupções Eczematosas
\uf0b7 Urticária 
\uf0b7 Erupcção pitiríase rósea -símile: so in‹meras les‰es semelhantes  pitri„ase r…sea (de Gilbert): arredondadas 
ou abauladas, eritematosas com halo descamativo ao redor, denominado de colarete , sendo auto-limitada, 
regredindo sem deixar cicatriz, podendo ter prurido e ardor local associado a leso. Caso se deseja abreviar o 
quadro, pode-se utilizar cortic…ide t…pico ou anti-histam„nico para melhorar a sintomatologia.
DISCUSSˆO CLNICA
HDA: H‚ 5 dias, adolescente iniciou quadro de les‰es eritematopapulosas (leso elevada com presen€a de edema), 
puriginosas, com exsudado em dorso que evolu„ram para tronco e, em seguida, para face, associada a febre h‚ 4 dias. 
No momento fazia uso de penicilina benzatina 1.200.000 UI a cada 21 dias, prednisona 20mg/dia para cardite reum‚tica 
e haloperidol h‚ 1 mŠs para quadro de cor‡ia de Sydenham. 
Exame f„sico revela a presen€a de leso em mucosa oral na forma de 
‹lceras cobertas por crostas hemorr‚gicas (hem‚ticas), com v‚rias les‰es 
em alvo situada nos membros superiores e destacamentos de retalhos da 
pele, deixando-a eritematosa-brilhante. 
Pelo hist€rico da paciente, a mesma teve um epis€dio prvio de 
infec‚ƒo por estreptococos, desenvolvendo uma rea‚ƒo cursou 
com a produ‚ƒo de anticorpos que atuaram em v„rios outros 
tecidos onde o agente etiol€gico nƒo estava presente. 
Provavelmente a paciente apresenta a febre reum„tica, a qual 
cursa com acometimento do cora‚ƒo, e sistema nervoso, e 
articular. Como a paciente usa a penicilina e o Haloperidol, estas 
podem desencadear a rea‚ƒo para surgimento do eritema 
multiforme (a ocorr…ncia desta manifesta‚ƒo devido ao uso de 
antibi€ticos \u2013 como a penicilina \u2013  uma ocorr…ncia rara).
Diante do exame f‡sico associado ao quadro cl‡nico geral, podemos sugerir o diagn€stico de Necr€lise 
Epidrmica T€xica.
Arlindo Ugulino Netto; Luiz Gustavo Barros; Yuri Leite Eloy \u2013 DERMATOLOGIA \u2013 MEDICINA P8 \u2013 2011.1
432
MED RESUMOS 2011
NETTO, Arlindo Ugulino.