1043514 AULA 1   CO
50 pág.

1043514 AULA 1 CO

Disciplina:Projeto do Canteiro de Obras6 materiais50 seguidores
Pré-visualização2 páginas
www.ifce.edu.br/fortaleza

Apresentação da Disciplina:
Canteiro de Obras

Davi Teixeira

Vanessa Angelim

www.ifce.edu.br/fortaleza

APRESENTAÇÃO DO DOCENTE

• PMP® (Project Management Professional) pelo PMI®.

• Engenheira Civil pela UFC;

• MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV;

• Mestranda em Gerenciamento de Obras e Empreendimentos pela UFC;

• 7 anos de experiência em Gerenciamento de obras industriais
(termoelétrica, aeroporto) e residenciais de grande porte.

VANESSA ANGELIM

www.ifce.edu.br/fortaleza

CANTEIRO DE OBRA

• Conhecer os tipos de canteiros de obras como as providências e elementos
necessários para sua implantação;

• Dimensionar áreas de vivência e canteiro com segurança conforme a NR 18;

• Saber gerenciar os resíduos gerados no canteiro de obras;

• Saber como receber, armazenar e movimentar materiais no canteiro de obras e
conhecer os equipamentos de movimentação de materiais;

• Conhecer e gerenciar a execução das diversas etapas de construção do canteiro
de obra;

• Elaborar layout de canteiro de obras com produtividade aplicando os princípios da
Construção Enxuta.

OBJETIVO

www.ifce.edu.br/fortaleza

CANTEIRO DE OBRA

• Introdução: conceito, tipos de canteiro de obras, providências e elementos necessários para
implementar um canteiro de obras;

• Dimensionamento das áreas de vivência no canteiro de obras conforme a NR 18;

• Resíduos na construção civil gerados no canteiro de obras;

• Segurança no canteiro de obras conforme a NR 18;

• Recebimento, armazenamento e distribuição de materiais no canteiro de obras;

• Equipamentos de movimentação de materiais no canteiro de obras;

• Logística no canteiro de obra conforme princípios da Construção Enxuta;

• Layout de canteiro de obras e fases de canteiro.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

www.ifce.edu.br/fortaleza

• Baixo desempenho da Indústria da construção:

• Elevadas perdas;
• Baixa produtividade;
• Falta de confiabilidade de prazos;
• Falta de segurança;

• Distância em relação a outros setores tem aumentado;

• Pouco aprendizado com o sucesso de outras indústrias.

CONTEXTO DA CONSTRUÇÃO CIVIL

www.ifce.edu.br/fortaleza

Produtividade Industrial (EUA)
200%
180%
160%
140%
120%
100%

80%
60%
40%
20%

0%

1960 1970 1980 1990 2000

Í

n

d

i

c

e

d

e

P

r

o

d

u

t

i

v

i

d

a

d

e Outras
Indústrias
(inclui
Construção)
Indústria da
Construção

PRODUTIVIDADE DA CONSTRUÇÃO COMPARADA COM
OUTRAS INDÚSTRIAS (EUA) (TEICHOLZ, 2000)

www.ifce.edu.br/fortaleza

~US$ 6.6 bilhões/ano

PERDAS NA CONSTRUÇÃO

www.ifce.edu.br/fortaleza

~Brasil ocupa 4º lugar em Acidentes de Trabalho;

~ Maior parte dos casos são na construção civil;

~Custo total do Brasil com acidente de trabalho é R$ 71 bilhões/ano;
Empresas: R$ 41 bilhões
Previdência Social: R$ 14 bilhões
Sociedade: R$ 16 bilhões

(http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,ERT290491-16357,00.html)

FALTA DE SEGURANÇA

www.ifce.edu.br/fortaleza

Produto único Indústria naval
Fragmentação Indústria do vestuário
Longo período de
maturação

Indústria automotiva

Organização
temporária

Eventos esportivos

Efeito de flutuações na
economia

Turismo

Mão de obra intensiva Fast food
Cliente inexperiente Serviço de

ambulâncias
Etc...

COMPARAÇÃO DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM OUTROS
SETORES

www.ifce.edu.br/fortaleza

• Multi-disciplinar: tecnologia, recursos humanos, custos,
planejamento e controle, marketing, etc.;

• Predominantemente: complexa e incerta;

• Vinculação com problemas relevantes do setor:
produtividade, perdas, valor, etc.

CARACTERÍSTICAS DA ÁREA

www.ifce.edu.br/fortaleza

• Básico x Novo

• Teoria x prática

• Papel das aulas:
• Presença e participação

• Papel da leitura:
• Textos para download

• Avaliações:
• Duas Avaliações
• Trabalho

ESTRATÉGIA DE ENSINO

www.ifce.edu.br/fortaleza

• Presença obrigatória (e ininterrupta);

• Concentração e participação;

• Boas apresentações de trabalho;

• Trabalho em grupo.

EXPECTATIVA COM OS ALUNOS

www.ifce.edu.br/fortaleza

• Nome

• Experiência profissional:
• Estágios
• Empregos
• Outros

• Expectativa profissional:
• Área à qual pretende se dedicar

• Expectativa com a disciplina:
• O que imagina aprender?

APRESENTAÇÃO DA TURMA

www.ifce.edu.br/fortaleza

Canteiro de Obras: Introdução

Davi Teixeira

Vanessa Angelim

www.ifce.edu.br/fortaleza

QUAL DEFINIÇÃO DE CANTEIRO DE OBRAS?

www.ifce.edu.br/fortaleza

CANTEIRO DE OBRAS

Definições:

Slack, Chambers e Johnston (2007) definem arranjo físico de uma
operação:

“Maneira segundo a qual se encontram dispostos fisicamente os
recursos que ocupam espaço dentro da instalação”.

Na indústria da construção este arranjo é chamado de layout de
canteiro de obras .

Tem por função básica garantir as condições mínimas para execução
de uma obra.

Conceitos

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro é um conjunto de disposições tidas como convenientes para a execução
da obra prevista nas melhores condições possíveis.

Consiste em coordenar os meios necessários para a realização da obra,
respeitando sempre e fielmente, as diretrizes gerais definidas em projeto, caderno de
encargos e orçamento.

O Canteiro de Obras pode ser definido como todo espaço que é destinado para
efetivar a execução de um projeto de concepção de uma obra. A NR-18 define

como sendo a área de trabalho fixa e temporária, onde se desenvolvem operações
de apoio e execução de uma obra.

Conceitos

www.ifce.edu.br/fortaleza

CANTEIRO DE OBRAS

Princípios

• Integração;

• Otimização dos deslocamentos;

• Utilização racional dos espaços;

• Organização;

• Aumentar o fluxo de valor;

• Garantir o fluxo contínuo da produção.

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Tipos de
Canteiro de
Obras

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

• Frequente nas áreas urbanas;

• Com elevado custo dos terrenos;

• Edificações tendem a ocupar alta
percentagem do terreno em busca de

maximizar sua rentabilidade;

Canteiro Restrito

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO
Canteiro Restrito

• São os que exigem mais cuidados no planejamento através:

(a) sempre atacar primeiro a fronteira mais difícil:
Se deixar para executar área problemática depois, a construção das outras partes dificultará mais ainda o
acesso a este local.

(b) criar espaços utilizáveis no nível do térreo tão cedo quanto possível (especialmente quando
subsolo ocupa quase a totalidade do terreno, dificultando, na fase inicial da construção, a existência de
um layout permanente.

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro Restrito

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro Restrito

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro Amplo

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro Amplo

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro Amplo

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro Amplo

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro longo e estreito

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro longo e estreito

www.ifce.edu.br/fortaleza

INTRODUÇÃO

Canteiro longo e estreito

www.ifce.edu.br/fortaleza

O que fazer para iniciar uma obra?

www.ifce.edu.br/fortaleza

• Rede elétrica (entrada de energia – capacidade
instalada);

• Estimar demanda de energia;

• Verificar necessidade de nova entrada;

• Verificar melhor local de implantação de nova
entrada.

Instalações de Energia Elétrica

PROVIDÊNCIAS PARA INÍCIO DE OBRA

www.ifce.edu.br/fortaleza

• Vários equipamentos consomem
energia: betoneiras, serras elétricas,

guincho, gruas etc.;