CROMOTERAPIA E SEUS EFEITOS
12 pág.

CROMOTERAPIA E SEUS EFEITOS


DisciplinaPraticas Intregativas35 materiais49 seguidores
Pré-visualização2 páginas
UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ
 ANA CLARA CARVALHO E SOUZA; ANA PAULA FRANCO; ANA PAULA PAIVA CARVALHO; BRENDA ANGÉLICA DA SILVA; BRENO HENRIQUE DE OLIVEIRA VICTURIANO; FELIPE DA SILVA BRAGA; IZABELA PEÇANHA DE SOUZA VILHENA; LARISSA BARBOSA; MAYRA KIANE DE MELO RIBEIRO; POLLIANA GABRIELA DE PAULA SILVEIRA.
 CROMOTERAPIA E SEUS EFEITOS
POUSO ALEGRE, MG
2017
UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ
ANA CLARA CARVALHO E SOUZA; ANA PAULA FRANCO; ANA PAULA PAIVA CARVALHO; BRENDA ANGÉLICA DA SILVA; BRENO HENRIQUE DE OLIVEIRA VICTURIANO; FELIPE DA SILVA BRAGA; IZABELA PEÇANHA DE SOUZA VILHENA; LARISSA BARBOSA; MAYRA KIANE DE MELO RIBEIRO; POLLIANA GABRIELA DE PAULA SILVEIRA.
 CROMOTERAPIA E SEUS EFEITOS
Trabalho para aprovação na disciplina de Práticas Integrativas, do curso de Fisioterapia, da Universidade do Vale do Sapucaí. Orientado pela Prof. Mestra. Bruna Leonel Carlos.
POUSO ALEGRE, MG
2017
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO 									4
2. CROMOTERAPIA							 5	
 2.1. Efeitos das Cores								5
 2.2. Aplicações na Estética							6
 2.3. Tratamento da Enxaqueca						 7
 2.4. Tratamento do Estresse						 8
 2.7. Cromoterapia na Unidade de Terapia Intensiva			 8
3. CONCLUSÃO								 10
4. REFERENCIAS 								 11
INTRODUÇÃO
 A mente capta através do que nos vemos absorvemos informações extraídas do meio externo, com a cromoterapia podemos ver que as cores que nos cercam promovem benefícios ao corpo, psicológico e dermatologicamente, promovendo uma melhora funcional usando cores como estimo, para atenuar ou eliminar por completo por exemplo a enxaqueca. As cores não são maléficas ao organismo elas possuem uma vibração especifica e um capacidade terapêutica, se as cores não forem utilizadas adequadamente podem contribuir com o fator de estresse principalmente em ambientes hospitalares. Vale ressaltar que nenhum tipo de tratamento é valido sem um profissional da saúde para supervisionar o tratamento e contraindicado. 
CROMOTERAPIA
 De acordo com pesquisas feitas pelo Dr. Paul Galioughi os tratamentos médicos feitos com cores tiveram sua origem no Egito. Os sacerdotes da época usavam pedras preciosas e flores com cores diferentes. Com o passar dos anos os tratamentos evoluíram. Por exemplo em 1960 todas as maternidades do mundo começaram a utilizar a cor ultravioleta no tratamento de icterícias neonatal, frequentes em prematuros. 
 Resumidamente Cromoterapia é o tratamento pelas cores, onde cromo significa cor e terapia tratamento. É um recurso alternativo, sendo que em muitas patologias é indispensável o tratamento médico.
 Cada cor possui uma vibração especifica e uma capacidade terapêutica. Para Ondina Balzano, ela fundamenta-se em três ciências: Medicina (entendida como a arte de curar); Física (ciência que foca os estudos nas transformações da energia; na natureza e na origem da luz; nos elementos do espectro eletromagnético; no comprimento de onda; na frequência e na velocidade da luz); Bioenergética (como a ciência que demonstra a existência do corpo bioenergético, analisando a energia vital).
2.1 EFEITOS DAS CORES:
 Vermelho: Atua no sistema nervoso, dando coragem e confiança. Aplicado em algumas patologias como anemias, paralisias, má circulação, redução da pressão arterial, bronquites, dentre outros. 
 Laranja: Cor antidepressiva, ajuda no rejuvenescimento, melhora o metabolismo e sistema digestivo, ajuda a aliviar os sintomas da TPM, ajuda no tratamento de miomas uterinos, estimula o sistema respiratório, alivia câimbras e dores recorrentes de tensão e estresse.
 Amarelo: Estimula o sistema imunológico, combate a preguiça funcional dos órgãos internos, vitaliza o coração e sistema circulatório. Indicado para depressões, eczema, indigestão, e problemas vesícula biliar.
 Verde: Utilizado para dores de cabeça, insônia, auxilia em tramas físicos e emocionais, indicado também para pressão arterial baixa e febre, ativa o crescimento de crianças, estimula o pâncreas, ajuda no tratamento de câncer.
 Azul: Proporciona relaxamento, auxilia no tratamento da tireoide e paratireoide, dor de garganta, asma, bronquites, atua a febre e inflamações, dores de cabeça, queimaduras.
 Índigo: Uma cor refrescante e calmante, ajuda aliviar dores intensas, tem fortes qualidades antissépticas, auxilia nos problemas relacionados com os olhos, diminui a dor de cabeça.
 Violeta: Útil para muitos problemas mentais com demência senil, mal de Alzheimer, epilepsia. Promove a concentração, eleva a autoestima, estimula o autoconhecimento. 
2.2 APLICAÇÕES NA ESTÉTICA
 Nos tratamentos estéticos, a luz colorida pode ser aplicada como emoliente e cicatrizante após procedimentos com produtos específicos para cada caso, permitindo a absorção do produto e facilitando extração de impurezas, além de melhorar a aparência, contribui também no humor, no emocional, no mental e no espiritual do cliente. 
 A luz colorida pode ser aplicada como emoliente e cicatrizante após a aplicação de produtos específicos. As disfunções estéticas como envelhecimento da pele, celulite e flacidez, têm sido tratadas com o auxílio da cromoterapia. Na estética, a aplicação e associação das cores nas alterações corporais e faciais nos permitem os seguintes benefícios:
Rosa: destina-se a cicatrizes e manchas cutâneas (hematomas); auxilia também na troca de fluídos em regiões comprometidas com a celulite. 
Verde: relaxa e torna a pele elástica. 
Laranja: destina-se a gorduras em áreas localizadas.
Amarelo: fortalecedora dos tecidos, devendo ser aplicada logo após o término de uma massagem linfática. 
Vermelho: ativa as regiões com perda de sensibilidade.
Azul: restaurador celular em regiões queimadas, também indicado para peles ressecadas. 
Índigo: é anti-hemorrágico da parte interna da derme e dos órgãos.
Violeta: indicado para acnes e furunculoses em geral. 
 As cores de frequência mais baixas como vermelho, alaranjado e o amarelo, têm características estimulantes, já as cores de frequência mais altas, verde, azul e violeta, apresentam características tranquilizantes.
 A frequência mais alta (violeta) \u201cvibra\u201d com mais intensidade, tem movimentos de ondas muito mais rápidos (pois o comprimento de onda é mais curto, fazendo com que ondas aconteçam num menor espaço de tempo. 
 Na estética facial, a luz azul pode ser utilizada na limpeza de pele, sendo aplicada logo após a extração, auxiliando na cicatrização, enquanto que a luz amarela atua no processo de limpeza. 
 A luz verde aplicada no corpo é relaxante e ajuda na eliminação de toxinas da pele, assim como a luz amarela, o vermelho é utilizado em tratamentos de gordura localizada e celulite e o azul reconhecido como fortalecedor da musculatura.
2.3 TRATAMENTO DA ENXAQUECA
 A enxaqueca é um tipo de cefaleia que produz uma sensação dolorosa por toda a cabeça ou uma parte dela, apresentando sinais e sintomas como enjoo, dor nos olhos, cansaço, irritabilidade, que podem acometer os indivíduos alternada ou simultaneamente, cujas as crises se repetem continuamente.
 Na cromoterapia é utilizado um aparelho denominado aurímetro, no qual faz a medição energética do paciente. Ele também revela com precisão as regiões do corpo que apresentam falta de energia, possibilitando a localização de eventuais distúrbios orgânicos. Além desse, a Cromoterapia utiliza o Pyracromos, aparelho elétrico que emite radiações através das lâminas coloridas: vermelho - rosa - laranja - amarelo - verde-azul - anil - violeta, que se coloca na fenda diante da lâmpada. A Ciência das Cores tem condições de atenuar e até mesmo eliminar a Enxaqueca, recuperando o paciente, por interferir