Como funciona o aparelho fonador
5 pág.

Como funciona o aparelho fonador


DisciplinaÉtica e Responsabilidade Social6.722 materiais87.583 seguidores
Pré-visualização1 página
Aparelho fonador
Como funciona o aparelho fonador
O ar sai dos pulmões, penetra na traqueia e chega à laringe, onde se modifica ao passar pelas chamadas pregas vocais (ou cordas vocais). Quando as pregas vocais estão aproximadas, vibram à passagem do ar, produzindo sons que são chamados de sonoros.
Quando as pregas vocais estão relaxadas, o ar escapa sem essas vibrações. Chamamos estes sons de surdos. Ao sair da laringe, o ar passa pela faringe, podendo sair pela boca ou pelo nariz. Os sons que saem pela boca chamamos de "orais" e aqueles que saem pelo nariz chamamos de "nasais".
Os sons que passam pela cavidade bucal podem ser produzidos de várias maneiras. A posição da língua e a posição dos lábios interferem na produção dos sons. Como a língua é um órgão de grande mobilidade, pode tocar o palato e os dentes de diversas formas para modificar o som que vem da faringe.
Podemos agora conhecer melhor nossos fonemas. Os fonemas se dividem em vogais e consoantes.
 
As vogais
Embora usemos apenas cinco letras para representar as vogais, temos 12 fonemas vocálicos. Tudo isso?
Vamos observar melhor. As vogais em português podem ser orais ou nasais. As vogais orais (produzidas quando o ar sai pela boca sem obstáculos) são:
 
Tenho visitado muitos Rotary Clubs e, nas minhas andanças pelo Brasil, constatei que muitas pessoas não sabem falar, usam mal o aparelho fonador, forçam a garganta, ficam roucos e não conseguem articular corretamente todos os múculos que fazem parte do aparelho fonador. O resultado é uma voz feia, fraca e difícil de entender.
O Rotary International é uma organização de líderes e nas reuniões ocorrem palestras esclarecedoras proferidas por profissionais especializados nos temas que apresentam.
É muito importante que o palestrante tenha domínio completo do Aparelho Fonador para que a sua mensagem seja produzida, conduzida e assimilada com eficácia. O Aparelho Fonador é como um Sistema de Áudio - precisa ter um som de qualidade do tipo Hi-Fi para que as pessoas fiquem prestando atenção e consigam ouvir com clareza.
Procurei um site médico na internet e não encontrei um que explicasse, claramente, como a voz é produzida e como ela deve ser emitida para sair límpida, clara e potente.
Então, estudei o assunto e resolvi montar este site com algumas dicas para você melhorar a sua voz. Como o assunto é extenso, vamos por partes ...
1 - AS PARTES DO APARELHO FONADOR:
O nosso aparelho fonador é constituído pelas seguintes partes.
	
	7 - DIAFRAGMA
A Cavidade Nasal é onde o ar é filtrado. Os alvéolos onde é feita a troca gasosa é uma membrana muito delicada e qualquer partícula, pequena que seja, pode prejudicar o seu funcionamento.
Por isso, o ar deve ser filtrado.
Os furos da narina produzem jatos de ar que são jogados contra as paredes da cavidade nasal. A cavidade nasal possui os Cornetos Nasais que são dobras que forçam o ar a turbilhonar entrando em contato com uma gosma pegajosa denominada muco nasal.
Qualquer partícula sólida de pó, fuligem e areia ao esbarrar no muco grudam nele. Para melhorar a eficiência dessa captura, há também cílios nasais. Além de filtrar o ar, a cavidade nasal aquece e umidifica o ar para facilitar as trocas gasosas que irão acontecer dentro do pulmão.
Devo lembrar também que na cavidade nasal encontram-se as Células Sensoriais que tem a finalidade de sentir o cheiro.
A Fossa Nasal é um trecho de tubo que liga a cavidade nasal com a laringe e ajuda a produzir os sons nasais como os NAs.
A Boca é onde o som produzido na Laringe é enriquecido com os harmônicos que vão clarificar, isto é, tornar clara a sílaba que desejamos pronunciar.
Um som como o AAAA ... produzido na laringe, é modificado para se transformar no BÁ, CÁ, FÁ, MÁ, etc. Diversos músculos da boca com a ajuda dos dentes transformam o AAAA nas sílabas diferentes como CASA, CAPA, CAMA, CALA, etc.
Uma pessoa que não tenha domínio total sobre cada um desses músculos da boca terá a sua dicção prejudicada.
ATENÇÃO: O que você ouve não é igual ao que as pessoas ouvem!
A primeira preocupação do bom orador é com a CLAREZA da sua fala. As sílabas que estou pronunciando está sendo ouvido com a devida clareza?
É difícil a gente descobrir isso pois quando falamos, o som vai direto da garganta para o ouvido, isto é, a nossa audição é direta enquanto que o que as pessoas ouvem é indireta, isto é, a voz precisa ser transformada em uma onda sonora, caminhar pelo ar, atingir o tímpano da outra pessoa e conseguir fazer a membrana do tímpano vibrar o suficiente para criar o impulso de um bom som dentro do cérebro de cada uma daquelas pessoas que nos ouvem.
Veja as partes de nossa boca: