Lista Agregados
3 pág.

Lista Agregados


DisciplinaPropriedades dos Materiais Civis20 materiais119 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Propriedades dos Materiais \u2013 2015/1 
Profª Me. Adriana Trigolo & Profª Dra. Alessandra Lorenzetti de Castro 
Exercícios \u2013 AGREGADOS 
1) O que são os agregados? Qual sua importância para a tecnologia dos concretos? 
Os agregados são materiais granulares, com dimensões e propriedades variáveis. São 
considerados como um material de enchimento inerte do concreto e argamassa por não fazerem 
parte das reações químicas complexas com a água. 
Atualmente, o agregado é um material imprescindível na engenharia civil. Por serem materiais 
baratos, os agregados incorporam a economia como sua principal função na composição dos 
concretos e argamassas. Porém, suas funções são ampliadas quando consideramos as 
propriedades finais desses sistemas. Os agregados ajudam a aumentar a estabilidade (redução 
da retração) e a resistência, principalmente ao desgaste ao fogo, além de influenciar na 
condutibilidade térmica. 
2) Os agregados podem ser classificados quanto à origem, massa unitária e dimensão das 
partículas. Cite as classificações dos agregados em função de cada requisito. 
Quanto à origem: os agregados podem ser classificados como: 
\uf0b7 naturais: são encontrados na natureza já prontos para serem utilizados, não necessitam 
passar por nenhum processo de transformação, podendo no máximo ser submetidos a 
lavagem, classificação ou britagem. Exemplos: areia de rio, seixo relado, pedregulho, 
pedra britada; 
\uf0b7 artificiais: resultantes de processos industriais. Exemplos: argila expandida, vermiculita, 
escória de alto-forno. 
\uf0b7 reciclados: obtidos de rejeitos e subprodutos da produção industrial, mineração ou 
processo de construção ou demolição da construção civil. Exemplos: escória de alto-forno, 
agregados de RCD. 
Quanto à massa unitária: os agregados podem ser classificados como: 
\uf0b7 leve: material com massa unitária < 1.000 kg/m3, sendo o peso leve decorrente da 
microestrutura celular ou altamente porosa. Exemplos: argila expandida, vermiculita; 
\uf0b7 normal: material com massa unitária entre 1.000 kg/m3 e 2.000 kg/m3. Exemplos: areia 
natural, pedra britada, pedregulho, seixo rolado, etc.; 
\uf0b7 pesado: material com massa unitária > 2.000 kg/m3, proveniente de rochas constituídas 
predominantemente de minerais de bário, minérios de ferro e de titânio. Exemplos: barita, 
magnetita, hematita etc. 
Quanto à dimensão das partículas: os agregados podem ser classificados como: 
\uf0b7 graúdo: agregado cujos grãos passam na peneira 75 mm e ficam retidos na peneira 4,75 
mm. Exemplos: pedra britada, seixo rolado, pedregulho, etc.; 
\uf0b7 miúdo: agregado cujos grãos passam pela peneira 4,75 mm e ficam retidos na peneira 0,15 
mm. Exemplos: areia natural, areia de britagem, etc.; 
\uf0b7 fíler: material passante na peneira 0,15 mm. Exemplos: pó de pedra. 
3) Quais as propriedades importantes para os agregados? Como elas podem ser influenciadas? 
As características relevantes do agregado para a composição do concreto incluem: porosidade, 
granulometria, absorção de água, forma e textura superficial, resistência à compressão, módulo 
de elasticidade e tipo de substâncias deletérias presentes. Essas características resultam da 
composição mineralógica da rocha fonte (que é afetada pelos processos geológicos de formação 
da rocha), das condições de exposição a que a rocha foi submetida antes de produzir o agregado 
e do tipo de equipamento utilizado para a produção do agregado. 
4) Dentre as propriedades dos agregados, a granulometria é uma das propriedades físicas mais 
importantes. Definir composição granulométrica de um agregado, bem como os dois parâmetros 
relacionados com essa propriedade. 
Composição granulométrica é definida como a distribuição de dimensão das partículas de um 
agregado entre várias faixas granulométricas, ou seja, proporção relativa das massas dos 
diferentes tamanhos dos grãos que constituem o agregado, expressa em porcentagem. 
Os dois parâmetros relacionados com esta propriedade são a dimensão máxima característica e 
o módulo de finura. A dimensão máxima característica é uma grandeza associada à distribuição 
granulométrica do agregado correspondente à abertura nominal, em milímetros, da malha da 
peneira da série normal ou intermediária na qual o agregado apresenta uma porcentagem retida 
acumulada igual ou imediatamente inferior a 5%, em massa. O módulo de finura corresponde à 
soma das porcentagens retidas acumuladas, em massa, de um agregado, nas peneiras da série 
normal, dividida por 100. 
5) Considerando os possíveis tipos de curvas granulométricas, qual é o mais adequado para a 
produção de argamassas e concretos? Por quê? 
A curva granulométrica com distribuição contínua, pois apresenta partículas de todos os 
diâmetros intermediários desde um valor mínimo até um valor máximo, o que resulta em um 
melhor empacotamento das partículas, reduzindo o índice de vazios. 
6) Considerando as possíveis formas e textura superficial dos agregados, qual a forma e textura 
mais adequadas para a produção de misturas de argamassas e concretos? Como elas interferem 
na produção de misturas econômicas e com bom desempenho? 
Comparando-se as partículas arredondadas e lisas com as angulosas e ásperas, nota-se, em 
geral, a necessidade de aumento da quantidade de pasta de cimento, o que aumenta o seu custo 
de produção. Sendo assim, agregados com forma arredondada e textura áspera resultam em 
misturas mais econômicas e com melhor desempenho. A forma arredondada facilita o movimento 
relativo entre as partículas de agregados, demandando uma menor quantidade de argamassa 
para a mistura, enquanto partículas com textura áspera melhoram a aderência com a argamassa, 
favorecendo o desempenho mecânico das misturas. 
7) Defina umidade. Quais são as quatro condições de umidade em que um agregado pode ser 
utilizado? 
Umidade pode ser entendida como o teor de água presente em um material, sendo normalmente 
dada pela relação percentual entre a massa de água contida em uma amostra e a massa da 
amostra totalmente seca. 
Os agregados podem ser utilizados em diversas condições de umidade. Quando todos os poros 
permeáveis estão preenchidos e não há uma película de água na superfície, diz-se que o 
agregado está na condição de saturado com superfície seca. Porém, se estiver saturado, mas 
houver umidade livre na superfície, o agregado está na condição saturado. Quando toda água 
evaporável for removida por aquecimento a 100\uf0b0C em estufa, diz-se que está na condição seco 
em estufa. Se colocado ao ar e entrar em equilíbrio com a umidade ambiente, estará na condição 
seco ao ar. 
8) Considerando as propriedades químicas dos agregados, como o teor de materiais 
pulverulentos pode influenciar no desempenho dos concretos? 
Materiais pulverulentos são partículas minerais com dimensão inferior a 0,075 mm, inclusive os 
materiais solúveis em água, presentes nos agregados. Devido à sua elevada superfície 
específica, eles afetam a consistência e resistência dos concretos, já que a incorporação de 
materiais finos aumenta a demanda de água de amassamento, enquanto reduzem a aderência do 
agregado com a argamassa, prejudicando o desempenho mecânico do concreto. 
9) As propriedades mecânicas dos agregados \u2013 resistência à compressão e módulo de 
elasticidade \u2013 podem interferir no desempenho dos concretos? Por quê? 
Os agregados de origem natural, comumente utilizados na produção de argamassas e concretos 
de densidade normal, geralmente são densos e resistentes. Sendo assim, os agregados 
raramente se constituem em um fator limitante da resistência e das propriedades elásticas dos 
materiais. 
10) No peneiramento de uma brita, foram obtidos os resultados indicados no quadro a seguir. 
Determine a composição granulométrica, o módulo de finura e a dimensão máxima característica. 
Abertura da malha (mm) Massa (g) Massa retida (%) Massa retida acumulada (%) 
25 0,0 0,0 0