Acidose Metabolica
2 pág.

Acidose Metabolica


DisciplinaBioquímica I44.943 materiais1.091.451 seguidores
Pré-visualização1 página
Sintomas, causas e tratamentos da acidose metabólica
A acidose metabólica pode ocorrer devido ao acúmulo de ácidos no organismo ou perda de bicarbonato, isto pode ocorrer quando o mecanismo de reabsorção renal está defeituoso, mas é mais comum quando o bicarbonato presente no líquido intestinal é perdido como resultado de diarreia intensa ou drenagem cirúrgica após cirurgia intestinal. Suas principais causas são: diabetes, excesso de ureia no sangue (uremia), acúmulo de ácido lático (acidose lática), jejum prolongado, diarreia e fístulas no intestino delgado.
A acidose metabólica também pode ter como causa a ingestão excessiva de medicamentos com ácido acetilsalicílico, como Aspirina e AAS. A intoxicação com altas doses desse ácido provoca o acúmulo de ácidos produzidos pelo próprio organismo, como lactato e cetoácidos.
Os sinais e sintomas da acidose incluem dificuldade respiratória, perda de apetite, náuseas, vômitos, alterações neurológicas, dor de cabeça, confusão mental, cansaço, diminuição da produção de urina, hálito cetônico, redução da capacidade de contração do músculo cardíaco, entre outros. 
O tratamento da acidose metabólica depende do que está causando o problema. Quanto antes ela é tratada, melhor. Os tratamentos mais comuns são feitos no hospital e incluem:
Desintoxicação, se a causar for álcool ou exposição a substâncias tóxicas
Insulina para cetoacidose diabética
Reposição de fluídos por via intravenosa
Bicarbonato de sódio por via intravenosa.
O rim é a principal via de eliminação de ácidos não- voláteis. Com a diminuição da FG, ocorre limitação na excreção da carga de ácidos gerados, resultando em acidose metabólica compensada (assintomática) ou descompensada.30,31 A correção da acidose metabólica deve ser realizada com bicarbonato de sódio oral, de maneira a manter o bicarbonato sérico (dosado em sangue venoso) acima de 22 mEq/L. Este procedimento parece se associar com menor velocidade de queda da FG
Na acidose metabólica, uma condição na qual muito mais ácido do que o normal esta sendo produzido no corpo, porque algum processo metabólico está fora do controle. Nestas condições, as quantidades renais de glutaminase,glumato desidrogenase, fosfoenolpiruvato carboxiquinase e do transportador mitocondrial de glutamina aumentam para promover a síntese de glicose. 
A excreção urinária da amônia produzida pelas células dos túbulos renais facilita a conservação dos cátions e a regulação do equilíbrio ácido-básico. A produção de amônia a partir dos aminoácidos renais intracelulares, principalmente glutamina, aumenta na acidose metabólica.(livro harper bioquimica ilustrada)
A acidose metabólica resulta da produção excessiva, metabolismo ineficiente ou excreção insuficiente de ácidos não voláteis Um exemplo clássico de acidose metabólica é a cetoacidose diabética, quando cetoácidos, ácido acetoacético e ácido \u3b2-hidroxibutírico acumulam no plasma, (Cap. 21). A acidose também pode ocorrer durante esforços físicos extremos, quando existe acúmulo de lactato gerado pelo metabolismo muscular; em circunstâncias normais, o lactato é rapidamente metabolizado após parada do exercício. No entanto, quando grandes quantidades de lactato são produzidas como consequência de hipóxia, a acidose lática pode se tornar um risco à vida, como acontece, por exemplo, no choque.
 Referências Bibliográficas
- Bioquímica Médica (BAYNES.W.Jonh e DOMINICZAK.H.Marek) 3 edição, editora Elsevier, p:399|2010
- Manual de Bioquímica com Correlações Clínicas (DELVIN.M.Thomas) 6 edição, editora Blücher,p:864|
- Harper Bioquímica Ilustrada (MURRAY.K.Robert , GRANNER.K.Daryl e RODWELL.W.Victor) 27 edição, editora Artmed,p:235|2010
- Doença Renal Crônica: Frequente e grave, mas também prevenível e tratável (BASTOS.G.Marcus, BREGMAN Rachel e KIRSZTAJN.M.Gianna) (Trabalho realizado por doutores em Nefrologia nas universidades: UFMG,UERJ e UNIFESP)