aula em pdf
49 pág.

aula em pdf


DisciplinaAborda7 materiais24 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Unidade I
COMPORTAMENTO HUMANO 
NAS ORGANIZAÇÕESNAS ORGANIZAÇÕES
Profa. Leonor Cordeiro Brandão
Objetivos da disciplina
ƒ Identificar e atuar sobre os aspectos que 
envolvem a relação do indivíduo com o 
trabalho;
ƒ Discriminar as diferentes formas de 
interação humana nas práticas 
organizacionais;
ƒ Compreender a importância das pessoas 
nas organizações, buscando identificar 
sua contribuição para o desenvolvimento 
e crescimento das empresas.
Tópicos das unidades de estudo
Unidade I
a) Introdução ao estudo do comportamento 
organizacional;
b) Personalidade
c) Percepçãoc) Percepção
d) Motivação.
Tópicos das unidades de estudo
Unidade II
e) Comunicação
f) Trabalho em equipe;
g) Conflitos e estresse no ambiente de 
trabalho;trabalho;
h) Cultura organizacional e mudança.
O ser humano
Um produto histórico, um ser social e o 
conjunto de suas relações.
A natureza biológica não basta para 
garantir a vida em sociedade. 
O homem precisa adquirir várias aptidões e 
aprender formas de satisfazer asaprender formas de satisfazer as 
necessidades.
O ser humano
\u201cA i t d i t\u201cA criança, no momento do nascimento, 
não passa de um candidato à humanidade, 
mas não a pode alcançar no isolamento: 
deve aprender a ser homem na relação com 
outros homens\u201d. 
H. Piéron
O ser humano
ƒ Um ser ao mesmo tempo genérico e 
singular 
ƒ Um ser ativo e reflexivo
ƒ Um ser de palavra
ƒ Um ser de desejoƒ Um ser de desejo
ƒ Um ser simbólico
ƒ Um ser espaço temporal
ƒ Objeto e sujeito de sua ciência
O homem e o trabalho
O homem não só muda o seu mundo 
externo como simultaneamente se 
transforma de maneira autoconsciente pelo 
seu trabalho. 
No nível individual, ao optar pela 
sobrevivência, opta pelo trabalho. 
No nível de espécie, o homem se fez 
homem ao transformar o mundo pelo seu 
trabalho.
O homem e o trabalho
O valor do trabalho não reside no fato de 
que se façam coisas, mas em que coisas 
sejam feitas pelo homem, portanto, as 
fontes de dignidade do trabalho devem 
buscar-se, principalmente, não em sua 
dimensão objetiva mas em sua dimensãodimensão objetiva, mas em sua dimensão 
subjetiva. 
Zavattaro (1999)
O que é comportamento 
humano nas organizações?
Comportamento das pessoas no ambiente 
de trabalho, ou seja, 
Ações e atitudes das pessoas no ambiente 
de trabalho
Algumas disciplinas contribuem para o 
estudo do comportamento organizacionalestudo do comportamento organizacional
Psicologia, Sociologia, Antropologia e 
Ciências Políticas.
Objetivos do estudo do CO
Robbins (2004) nos coloca que os objetivos 
do estudo do CO seriam:
ƒ explicar - no sentido de entender as 
causas que levam ou levaram a pessoa a 
se comportar daquela maneira.
ƒ prever - antecipar aos tipos de 
comportamento que possam ser 
apresentados.
ƒ controlar o comportamento humano -
esse controle não deve ser manipulativo p
ou ferir a liberdade individual. Ex. 
entender como levar as pessoas a se 
esforçarem mais.
Níveis de análise no estudo do 
comportamento organizacional
I di id l Dif i di id iƒ Individual Diferenças individuais
Personalidade
Percepção
Emoção
Motivação
ƒ Grupo Comunicação
micro
Grupo Comunicação 
Equipe
Conflitos 
Liderança
ƒ Sistema Estrutura
Planejamento de trabalho
meso
macro Planejamento de trabalho
Efeitos das políticas de RH
Cultura
Mudanças
macro
Personalidade
Personalidade vem do latim persona, que 
significa a \u201cmáscara do ator\u201d. 
Na maioria das definições, encontramos em 
comum que personalidade são traços e 
características individuais, relativamente 
estáveis, que distinguem uma pessoa das 
demais.
Personalidade
Foram identificados diversos traços de 
personalidade que permitem diferenciar as 
pessoas. Pervin define cinco grandes 
traços de personalidade fundamentais e 
relevantes para as organizações. São eles:
ƒ Sociabilidade
ƒ Consciência/meticulosidade
ƒ Estabilidade emocional
ƒ Extroversão
Ab tƒ Abertura
Personalidade
O conhecimento desses traços permite aos 
líderes uma melhor compreensão do 
comportamento de seus colaboradores.
Devemos ter cuidado para não rotularmos 
as pessoas , uma vez que, outros fatores 
também podem interferir no 
comportamento das pessoas.
Interatividade
Segundo Wagner III, Hollenbeck (1999) comportamento 
organizacional é o campo de estudo voltado a prever, 
explicar, compreender e modificar o comportamento 
humano no contexto das empresas. Existem três níveis 
para análise e estudo do comportamento organizacional. 
Assinale a alternativa correta:
a) Comportamento micro-organizacional se refere aos 
grupos nas organizações e, portanto estuda a 
percepção e as diferenças individuais. 
b) Comportamento macro-organizacional se refere ao 
individuo e, portanto estuda a motivação e a emoção.
c) O comportamento micro-organizacional trata do 
sistema e visa entender os conflitos existentes na 
organização. g ç
d) O comportamento meso-organizacional visa entender 
e estudar os indivíduos nas organizações, portanto: a 
comunicação, a liderança, equipes etc.
e) O comportamento macro-organizacional se refere ao 
sistema e, portanto estuda a cultura organizacional e 
mudanças organizacionais.
Percepção
\u201cHá muita coisa para ver, mas nossos olhos 
da manhã descrevem um mundo diferente 
do que os olhos da tarde contemplam, 
enquanto os olhos da noite, cansados, só 
podem registrar um mundo noturno 
cansado \u201dcansado.
John Steinbeck
Percepção
Percepção
Cada pessoa compreende a realidade de 
forma diferente
O fato de um perceber de uma determinada 
forma não exclui a percepção do outro 
(certo-errado)
A não percepção do ponto de vista do outro 
pode acarretar problemas nos níveis 
prático e relacional.
Percepções diferentes podem aprofundar 
relacionamentos
Conceito de percepção
Processo em que as pessoas selecionam, 
organizam e interpretam informações 
existentes, por meio de suas impressões 
sensoriais (tato, olfato, paladar, audição e 
visão)com a finalidade de dar sentido ao 
ambienteambiente
Ou
Modo como vemos objetos e situação
Percepção
Vemos o mundo da forma como fomos 
condicionados a vê-lo;
Na verdade, quando descrevemos o que 
vemos, estamos descrevendo a nós 
mesmos, nossas percepções e paradigmas.
Fatores que interferem 
na percepção
Fatores do observador 
(internos)
\u2022 Atitude \u2022 Motivação
\u2022 Interesse \u2022 Experiência
\u2022 Valores \u2022 Emoção
Fatores da situação
\u2022 Expectativa \u2022 Momento
\u2022 Ambiente de trabalho
\u2022 Ambiente social
Fatores do alvo
(externos)
\u2022 Novidade \u2022 Sons Novidade Sons
\u2022 Movimento \u2022 Tempo 
\u2022 Proximidade \u2022 Tamanho
\u2022 Semelhança
Percepção
ƒ Autopercepção - como cada um se 
percebe, ou o conceito de si.
Varia de acordo com as relações que 
mantemos, o trabalho que 
desenvolvemos e como lidamos com os 
nossos sucessos e fracassos.
ƒ Heteropercepção - como percebemos os 
outros. (gestos, voz, ação, reação etc) 
O comportamento (atitude, conduta) das 
pessoas é que nos leva a percebê-las e 
j l á ljulgá-las.
Teoria da atribuição
ƒ A teoria da atribuição procura explicar 
como julgamos de maneiras diferentes 
as pessoas, diante do sentido que 
atribuímos a um dado comportamento.
ƒ A teoria sugere que quando observamos 
o comportamento de alguém, tentamos 
identificar se o que o motiva é interno ou 
externo. 
Causas internas - sob o controle do 
indivíduo.
Causas externas - relacionadas a uma 
situação externa que ocasionou tal 
comportamento.
Fatores que interferem 
na atribuição
Diferenciação: refere-se a comportamentos 
diferentes em situações diferentes.
Consenso: quando todas as pessoas que 
enfrentam determinada situação