Engenharia de produção   Tópicos e aplicações
46 pág.

Engenharia de produção Tópicos e aplicações


DisciplinaEngenharia de Produção1.152 materiais8.049 seguidores
Pré-visualização46 páginas
para qualquer
localidade não havendo critérios estabelecidos para distância.

Analisando-se os dados históricos de entregas da farmácia em
gráficos mensais de Bairros x Números de Entregas, constatou-se
que independentemente do mês, havia picos de entregas
recorrentes em determinados bairros.

Nesse estudo de casos foram selecionados os dois
entregadores com maiores picos de entregas recorrentes em bairros
repetidos:

A) Entregador 1, com muitas ocorrências no Bairro do Marco;

B) Entregador 3, nos Bairros de Batista Campos e Reduto.

As coordenadas de cada ponto de parada foram retiradas de
um mapa digitalizado da cidade de Belém, em formato AutoCAD
com escala de 1:10000 metros.

Tomou-se como ponto de origem (0,0) no mapa o centro de
distribuição, no caso, a farmácia de onde partiam os entregadores, e
a partir daí foram anotadas as coordenadas ponto a ponto de
entrega. Após inserirem-se todos os parâmetros necessários para
que o modelo fornecesse o resultado, partiu-se para a análise das
informações obtidas.

Levantamento de custos: O levantamento de custos desse estudo
consistiu na análise de itens como:

\uf0b7 A remuneração dos entregadores da empresa, que nesse
caso possuíam vinculo empregatício com salários mensais
fixos mais uma comissão sobre as taxas de entregas;

\uf0b7 A propriedade das motos era dos entregadores, logo os
custos de manutenção eram assumidos por eles;

\uf0b7 Os custos gerados pelo consumo de combustível eram de
responsabilidade da empresa.

Tornou-se necessário o conhecimento da média de
quilômetros percorridos em uma única entrega para a realização

166| T ó p i c o s e A p l i c a ç õ e s

dos cálculos dos custos com combustível, obtida a partir da fórmula
(1) abaixo:

Média Km/entrega = \uf0e5 Km obtida através do software (1)
 número de entregas totais

Para encontrar o custo do consumo de combustível, extraiu-se
do questionário o consumo médio dos veículos (30 Km/litro) e o
preço médio do litro de combustível vigente no período (R$ 2,77).
Veja a fórmula (2):

Custo do Combustível = Média Km/entrega (Km) * Preço do

 Litro (R$) (2)
Consumo do Veículo (Km/Litro)

Os dados apresentados nesse trabalho referem-se aos entregadores
1 e 3.

Resultados

Validação do Modelo Construído: O modelo foi construído
com o auxílio do software e validado através da comparação entre
uma entrega realizada na prática e a simulação dessa mesma
entrega no software. Como os resultados foram aceitáveis,
concluiu-se que o modelo representava a realidade dentro de uma
faixa de erro aceitável.

4.1 Propostas de otimização

Proposta 1: Descentralização do ponto de distribuição e
permanência dos intervalos de horários

A primeira proposta de otimização do setor de entregas
seria distribuir os entregadores ao longo das filiais da empresa, ao
invés de deixá-los concentrados em um único ponto. Para obter
essa solução, foram simulados outros pontos de partida para as
entregas de modo a reduzir as distâncias percorridas entre o ponto

E n g e n h a r i a d e P r o d u ç ã o | 167

de origem e os bairros mais representativos em termos de
demanda.

Como as áreas de análises deste trabalho se concentram
basicamente no centro de Belém, apenas as outras duas unidades
da cidade de Belém foram incluídas na simulação, tendo como
coordenadas de origem (0,135 , 0,064) e (0,072 , 0,104). As tabelas 4
e 5 (Apêndice 1) mostram os dados lançados em planilhas de Excel e
os resultados obtidos de seqüências e distâncias para o entregador
1 e 3, respectivamente.

Proposta 2: Descentralização do ponto de distribuição e mudança
para turnos \u2013 manhã e tarde.

A farmácia em questão trabalhava em um regime onde os
entregadores deveriam retornar à origem, a cada duas horas, com o
intuito de se reabastecerem para seguir com as entregas. Porém, se
o sistema fosse alterado para funcionar por turnos, manhã, de 09hs
às 13hs, e tarde, de 14hs até terminarem as entregas, talvez as
distâncias e os custos fossem menores. Evidentemente, essa
mudança não deveria interferir no serviço prestado aos clientes,
especialmente no caso de haver alguma prioridade.

Por isso, outra simulação foi rodada: agrupando-se os dois
grupos de horários da manhã em um só. Por exemplo, se havia 7
entregas no período de 9hs às 11hs e 8 entregas no período de 11hs
às 13hs, agora o período da manhã conteria 15 entregas agrupadas.

Esta parte do estudo foi somente com o entregador três por
razão de disponibilidade.

A Tabela 2 permite uma melhor compreensão do descrito ao
demonstrar a comparação entre i) a distância simulada em turnos e
ii) a soma das distâncias simuladas por períodos. A coluna
\u201cDiferença\u201d calcula a soma das distâncias simuladas por período
subtraída das distâncias simuladas diretamente em turnos.

168| T ó p i c o s e A p l i c a ç õ e s

Tabela 2-Diferença entre a soma das distâncias simuladas por período e
simuladas por turnos

 Entregador 3

Dia Período

Ponto Partida (0 , 0)
Ponto Partida (0,135 ,

0,064)
Ponto Partida (0,072 ,

0,104)

Turnos Soma Diferença Turnos Soma Diferença Turnos Soma Diferença

(Km) (Km) (Km)

Dia 1
Manhã 1,056 1,699 0,644 1,188 1,973 0,785 3,000 1,773 -1,226

Tarde 0,874 1,299 0,425 0,967 1,838 0,871 0,930 1,666 0,735

Média 0,910 1,262 0,352 0,985 1,457 0,472 1,019 1,380 0,362

Observou-se com essa simulação que a pulverização de
entregadores pelas filiais, reduziria sensivelmente as distâncias
percorridas e por conseqüência, os custos envolvidos.

4.2 Análise dos custos com combustível

Para analisar a viabilidade econômico-financeira dos cenários
estudados, optou-se por considerar apenas o fator consumo de
combustível, uma vez que é o custo variável mais expressivo no
processo de distribuição da empresa em estudo.

Para encontrar o custo de 1 (um) quilômetro rodado, utilizou-
se das fórmulas 1 e 2 descritas na seção levantamento de custos. As
tabelas a seguir representam os custos obtidos para

 o entregador 1 e 3, respectivamente.

E n g e n h a r i a d e P r o d u ç ã o | 169

Tabela 3- Custo do combustível por entrega para entregador 1

Para encontrar o custo de 1 (um) quilômetro rodado, utilizou-
se das fórmulas 1 e 2 descritas na seção levantamento de custos. As
tabelas a seguir representam os custos obtidos para o entregador 1
e 3, respectivamente.

Tabela 4 - Custo do combustível por entrega para entregador 3.

Entregador 1

Pontos de Partida (0 , 0)
(0,135 ,
0,064)

(0,072 , 0,104)

Soma Distâncias (Km) 31,295 20,202 22,534

Média Km / 129
Entregas

0,243 0,157 0,175

Custo Combustível /
Entrega

R$ 0,0224 R$ 0,0144 R$ 0,0161

Entregador 3

Pontos de Partida (0 , 0) (0,135 , 0,064) (0,072 , 0,104)

Soma Distâncias 35,340 40,794 38,647

Média Km / 324 Entregas 0,109 0,126 0,119

Custo Combustível / Entrega R$ 0,01 R$ 0,0116 R$ 0,0109

170| T ó p i c o s e A p l i c a ç õ e s

Tabela 5 \u2013 Volumes de entregas mensais - 2008/Bairro (Entregador 1)

Ano Base: 2008

 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ acum.

Total 622 488 585 500 510 590 481 496 456 530 540 494 6.292

As Tabelas 9 e 10 retratam apenas os bairros de abrangência
dos Entregadores 1 e 3, suas entregas por mês e o acumulado

anual, respectivamente.

Tabela 6 - Volumes de entregas mensais - 2008/Bairro (Entregador 1)

Ano Base: 2008

Mês Total

JAN 653

FEV 482

MAR 653

ABR 605

MAI 709

JUN 664

JUL 546

AGO 619

SET 651

OUT 674

NOV 648

DEZ 580

acum.