A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
20 pág.
Apresentação de seminário

Pré-visualização | Página 1 de 1

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA - MEC
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA – SETEC
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
A SEGUNDA REVOLUÇÃO AGRÍCOLA DOS TEMPOS MODERNOS
Prof. Dr.: Maria Grings
1
A SEGUNDA REVOLUÇÃO AGRÍCOLA DOS TEMPOS MODERNOS
Novos meios de produção
Motomecanização, motorização e químicos
Especialização de plantas e animais.
2
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Abandono da poliprodução
Regiões especializadas
Evolução por etapas
Motomecanização
Aumento da superfície trabalhado
Diminuição do autoconsumo
3
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Os avanços da química agrícola e da seleção
crescimento dos rendimentos por animal.
crescimento dos rendimentos por hectare
Desenvolvimento do uso de adubos
2ª Guerra Mundial
homogeneidade
1900 (NPK) – 4 milhões T
1950 – 17 milhões T
1980 – 130 milhões T
Boas exportações
Seleção das plantas cultivadas
Adaptadas a meios mecânicos
Resistencia a pragas e doêncas
Variedades de plantas que absorvem e rentabilizam os minerais 
Seleção dos animais domésticos
Raças melhoradas
Adaptadas a meios mecânicos
Eliminação de animais com características indesejáveis
4
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
5
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Os grandes momentos da especialização
motorização
Produção agrícola;
Meios de transporte;
Intercambio e especialização;
Favorecendo as propriedades mais afastadas;
“Libertação” do policultivo;
6
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
7
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Excedentes comercializá-veis puderam ser exportados;
A formação das regiões de grandes cultivos
8
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
O reforço da especialização vitícola e o deslocamento de produções de frutas e legumes 
Abandono dos grandes cultivos e criações; 
Produção de vinho de mesa;
Frutas, flores e legumes 
Mudança para região afastada da cidade;
Regiões de solo leve e costeiras de clima ameno;
Regiões meridionais e mais quentes;
9
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Localização das unidades de transformação e especialização 
Decisivas para matérias primas ricas em agua, volumosas e perecíveis;
Dificuldade de transportes de regiões distantes;
10
ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DOS SISTEMAS PROVENIENTES DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Divisão social do trabalho ganhou uma dimensão verdadeiramente planetária
11
ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DOS SISTEMAS PROVENIENTES DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
12
TRABALHO DE CONCEPÇÃO E TRABALHO DE EXECUÇÃO 
13
O MECANISMO DE DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA EM ECONOMIA CAMPONESA
As condições de renovação econômica de uma propriedade camponesa 
Consideremos, inicialmente, um estabelecimento familiar, que se baseia em um único trabalhador inteiramente proprietário de seus meios de produção, e que não possua nenhuma transferência positiva (subsídio) ou negativa (imposto, pagamento do arrendamento, juro dos empréstimos de capitais). Neste caso particular, a renda da exploração é igual à produtividade líquida de seu trabalho.
14
O MECANISMO DE DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA EM ECONOMIA CAMPONESA
PRODUTIVIDADE 
No plano estritamente econômico, para que esse estabelecimento possa se renovar, é necessário e suficiente que a produção líquida por trabalhador, ou seja, a produtividade líquida do trabalho Pnt, seja superior ou igual à renda necessária para satisfazer às necessidades desse trabalhador e de sua família.
LIMIAR DE RENOVAÇÃO E LIMIAR DE SOBREVIVÊNCIA
Se a produtividade Pnt for superior à renda do trabalho R no preço do mercado, então o estabelecimento dispõe de uma capacidade de investimento líquido por trabalhador igual a
 I = Pnt – R, graças à qual ele pode se desenvolver, ou seja, aumentar sua capacidade de produção e sua produtividade.
15
O MECANISMO DE CRISE E DE ELIMINAÇÃO DOS ESTABELECIMENTOS
AGRÍCOLAS SITUADOS ABAIXO DO LIMIAR DE RENOVAÇÃO
O duplo processo de desenvolvimento dos novos sistemas de produção, e eliminação dos antigos sistemas, funcionou sem interrupção desde o fim do século XIX.
16
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
O mecanismo de crise e de eliminação dos estabelecimentos agrícolas
Ganhos de produtividade para uns, baixa dos preços e baixa de produtividade para outros
Desenvolvimento da mecanização do cultivo com tração animal
Provocar uma baixa dos preços agrícolas e uma baixa da produtividade e da renda dos estabelecimentos não mecanizados 
Precipitou o êxodo rural dos trabalhadores familiares; ausência de sucessores e desmantelamento quando as atividades do agricultor cessaram. 
17
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Desenvolvimento da segunda revolução industrial 
Criação de mais postos de trabalho
Importantes ganhos de produtividades que permitiram o aumento dos salários reais
18
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Desaparecimento da tração animal 
Eliminação da motomecanização III
1960
1980 -1990
Deste modo, desde o inicio do século XX, os ganhos de produtividade na agricultura e na indústria:
Eliminação progressiva dos estabelecimentos menos equipados e menos produtivos; 
Só ficaram em atividade os estabelecimentos que, de geração em geração, tiveram os meios de adotar, sucessivamente, sistemas de produção mais produtivos.
19
OS GRANDES MOMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA SEGUNDA
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
Produtividade dos diferentes sistemas de produção especializados que se desenvolveram nas diferentes regiões ao longo da segunda revolução agrícola
20

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.