A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Assédio Moral: A Violência perversa no Cotidiano.

Pré-visualização | Página 1 de 1

Rayane Verônica Furtado 
 
H. Leymann, Marie- France. Assédio Moral: A Violência perversa no 
Cotidiano. Rio de Janeiro. Bertrando Brasil. 2013. Pg. 66-130. 
 
● Assédio Moral em um Local de Trabalho e toda e qualquer conduta abusiva 
manifestando-se sobretudo por comportamentos, palavras, atos, gestos, escritos 
que possam trazer dano à personalidade, à dignidade ou à integridade física ou 
psíquica de uma pessoa, pôr em perigo seu emprego ou degradar o ambiente 
de trabalho. 
● A guerra psicológica no local de trabalho agrega dois fenômenos: o abuso de 
poder (fácil percepção e pouco aceita pelos empregados), e a manipulação 
perversa (se instala de forma mais insidiosa e causa devastações muito 
maiores). 
● O assédio se propaga inofensivamente e em primeiro momento, as pessoas 
levam na brincadeira por não quererem mostrar que estão ofendidas, porém isso 
faz com que as ofensas se multipliquem e que o indivíduo se sinta intimidado. 
● Indo contra o que os agressores fazem parecer, inicialmente as vítimas não 
são pessoas frágeis, e a princípio reagem ao assédio com autoritarismo, porém 
com a pressão, se tornam alvo. O assédio vem precedido de uma desvalorização 
da vítima pelo perverso. 
● O processo de assédio passa a ter lugar quando uma empregada totalmente 
dedicada ao trabalho anuncia sua gravidez. Para a empresa isso quer dizer, 
menos tempo de trabalho, faltas sair mais cedo ou chegar mais tarde, licença a 
maternidade. Quando o assédio se estabelece a vítima é marcada, dizem que é 
mal caráter, de difícil convivência entre outros. 
● O caso específico dos pequenos paranoicos que se fazem passar por vítimas 
não deve mascarar a existência de vítimas reais de assédio. Longe de serem 
vítimas, são potenciais agressores e caracterizados por sua rigidez de caráter e 
sua incapacidade de assumir culpas. 
● Uma relação de assédio se estabelece por duas fases: a sedução perversa e 
a violência manifesta. Algumas das características manifestas no assédio são: 
Desacreditar, isolar, recusar comunicação, desqualificar, vexar, induzir ao erro e 
assediar sexualmente. 
● O assédio sexual é um passo a mais na perseguição moral. Tem relação com 
os dois sexos e na maioria dos casos são mulheres agredidas por homens que 
ocupam cargos superiores, e não necessariamente envolve favores sexuais, 
mas sim de tratar a mulher como seu objeto sexual. 
● Se a empresa for indiferente, a perversão gera a competição entre indivíduos 
que não são propriamente perversos, mas que perdem seus referenciais e se 
deixam persuadir e com o tempo acham normal o indivíduo ser tratado de forma 
caluniosa. A ameaça de perder o emprego permite erigir a arrogância e o cinismo 
como métodos de gestão. 
● A desorganização da empresa é sempre causadora de estresse, , e certas 
empresas fazem vibrar a corda afetiva, utilizam seu pessoal pedindo sempre 
mais, prometendo mil coisas.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.