A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
DIREITO PREVIDENCIÁRIO  - UNIP

Pré-visualização | Página 5 de 7

contribuições de que trata a Lei n. 8.212/91 (Plano de Custeio).	
segurado facultativo em relação a essa atividade, não ficando sujeito às contribuições de que trata a Lei n. 8.212/91 (Plano de Custeio).
segurado especial em relação a essa atividade, ficando sujeito às contribuições de que trata a Lei n. 8.212/91 (Plano de Custeio).
Justificativa: A alternativa correta é a letra “A”. O segurado do RGPS que se aposentar, mas voltar a exercer atividade abrangida por esse regime, é segurado obrigatório, em relação a essa nova atividade, ficando sujeito a contribuições. Lei n. 8.212/91 Plano de Custeio.
Qual verba que integra o salário-de-contribuição?
os benefícios da Previdência Social, salvo salário-maternidade.	
a parcela “in natura” recebida de acordo com os programas de alimentação aprovados pelo Ministério do Trabalho, como o Programa de Alimentação ao Trabalhador (PAT).	
as diárias para viagens, que não excederem a 50% da remuneração mensal.	
os abonos de férias.	
verbas indenizatórias.
Justificativa: A alternativa correta é a letra “D”. Integra o salário-de-contribuição: Salário em espécie e em valor fixo: verbas de natureza remuneratória e salarial. Gorjetas. Abonos: adiantamentos em dinheiro, uma antecipação salarial ou um valor a mais. Gratificações habituais: ajustadas por escrito ou tacitamente, ex: produtividade, antiguidade, assiduidade, etc. Comissões: pagamentos de vendas, com valor determinado. Ex: R$ 10,00 a cada unidade vendida. Percentagens: percentuais incidentes sobre as vendas. Ex: 3% sobre a venda realizada. Diárias excedentes de 50% do salário: indenização das despesas de viagem, incluindo deslocamento, hospedagem, alimentação, e sua manutenção, sem comprovação do valor gasto pelo empregado. Utilidade pela execução do trabalho: alimentação, cesta básica, vestuário, transporte, moradia. 13º salário: sobre valor bruto da última parcela, em separado do salário, até o limite máximo da tabela. 13º salário sobre aviso prévio trabalhado. Férias gozadas mais o acréscimo de 1/3. Salário-maternidade: único benefício previdenciário que sofre dedução. Ganhos habituais: qualquer prestação proporcionada ao empregado que seja repetida no tempo. Complementação ao auxílio-doença: paga somente para alguns empregados. Reembolso-creche para filha de mais de 6 anos de idade: trata-se de espécie de remuneração.
Em matéria de custeio da Seguridade Social, quando a lei que instituir uma nova contribuição previdenciária entra em vigor:
90 dias a contar da publicação da lei.
no exercício posterior ao da publicação da lei.	
no dia imediatamente seguinte ao da publicação da lei.	
45 dias a contar da publicação da lei.	
30 dias a contar da publicação da lei.
Justificativa: A alternativa correta é a letra “A”. A contribuição da seguridade social pode ser exigida dentro do prazo de 90 dias da data da publicação da lei que houver instituído ou modificado a citada exação (CF, art. 195, §6º). Contudo, nem por isso a contribuição da seguridade social deixará de ser tributo.
Qual das frases abaixo está correta?
A pessoa jurídica em débito com o sistema da seguridade social, como estabelecido na Constituição Federal, não poderá contratar com o Poder Público, nem dele receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.
A pessoa jurídica em débito com o sistema da seguridade social, como estabelecido em lei, poderá contratar com o Poder Público, porém não poderá dele receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.
A pessoa jurídica em débito com o sistema da seguridade social, como estabelecido em lei, não poderá contratar com o Poder Público, nem dele receber benefícios, porém poderá receber incentivos fiscais ou creditícios.
A pessoa jurídica em débito com o sistema da seguridade social, como estabelecido em lei, não poderá contratar com o Poder Público, podendo, porém, dele receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.
A pessoa jurídica em débito com o sistema da seguridade social, como estabelecido na Constituição Federal, poderá contratar com o Poder Público, e receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.
Justificativa: A alternativa correta é a letra “A”. A pessoa jurídica em débito com o sistema da seguridade social, como estabelecido na Constituição Federal, não poderá contratar com o Poder Público, nem dele receber benefício ou incentivos fiscais ou creditícios. 
Assinale a alternativa correta:
o direito de a Previdência cobrar seus créditos é imprescritível;
o direito de a Previdência cobrar seus créditos prescreve em 5 anos;	
o direito de a Previdência cobrar seus créditos prescreve em 10 anos;	
o direito de a Previdência cobrar seus créditos prescreve em 3 anos;	
o direito de a Previdência cobrar seus créditos prescreve em 15 anos.
Justificativa: A alternativa correta é a letra “B”. O direito de a seguridade social apurar e constituir créditos extingue-se após 05 anos (prazo decadencial) (CTN, art. 173). Prescreve o direito de ação de cobrar os créditos devidos à Seguridade Social em 05 anos (CTN, art. 174).
Constitui receita da Previdência Social:
5% sobre a receita bruta do faturamento e do lucro do empregador rural, pessoa física.	
20% sobre o valor bruto da nota fiscal ou fatura de prestação de serviços, relativamente a serviços que são prestados às empresas por cooperados e por intermédio de cooperativas de trabalho.	
40% das multas, da atualização monetária e dos juros moratórios.	
A renda líquida dos concursos de prognósticos, excetuando-se os valores destinados ao Programa de Crédito Educativo.	
50% das multas, da atualização monetária e dos juros moratórios.
Justificativa: A alternativa correta é a letra “D”. Secretaria da Receita Federal compete: arrecadar, fiscalizar, lançar e normatizar o recolhimento das contribuições sociais das empresas incidentes sobre o faturamento e o lucro e os incidentes sobre a receita de concurso de prognósticos e CPMF. 
PRESTAÇÕES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL E BENEFÍCIOS
“O valor da aposentadoria por invalidez acidentário do segurado que necessitar da assistência permanente de outra pessoa será acrescido de ___. Neste caso, o valor do benefício previdenciário poderá ultrapassar ou não o valor do limite máximo legal, correspondente ao ___”.
30% (trinta por cento); não poderá ultrapassar; salário-de-contribuição.	
não terá acréscimo nenhum; não poderá ultrapassar; salário-de-benefício.	
25% (vinte e cinco por cento); poderá ultrapassar; salário-de-contribuição.	
20% (vinte por cento); poderá ultrapassar; salário-de-contribuição.
10% (dez por cento); não poderá ultrapassar; salário-mínimo.
Justificativa: A alternativa correta é a letra “C”. Aposentadoria por invalidez: 100% do salário-de-benefício. Exceção relativa à aposentadoria por invalidez do segurado que necessitar de assistência permanente de outra pessoa: acréscimo de 25%, mesmo que tenha atingido o limite máximo legal.
O direito ao benefício previdenciário pelo segurado, uma vez preenchidos os requisitos para a concessão do benefício:
prescreve em 30 anos.	
prescreve em 5 anos.	
prescreve em 5 anos, a perda da condição de segurado.	
é imprescritível, salvo a prescrição quinquenal das prestações não pagas nem reclamadas na época própria.	
prescreve em 10 anos.
Justificativa: A alternativa correta é a letra “D”. Prescrição (Lei 8.213/91. art. 103, § único): 5 anos de prescrição, para pleitear pagamentos de prestações vencidas ou quaisquer restituições ou diferenças devidas pela Previdência Social, contados da data: Da data em que deveriam ter sido pagas as prestações. Exceção aos direitos dos menores, incapazes e ausentes, contra os quais não corre a prescrição. Prescreve em 5 (cinco) anos as ações referentes a prestações por acidentes de trabalho, contados da data do acidente, quando dele resultar morte ou incapacidade temporária verificada por perícia médica a cargo da Previdência Social, ou da data em que for reconhecida pela Previdência Social a incapacidade permanente ou o agravamento das sequelas resultantes do acidente