A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
PROJETO INTEGRADOR I PRONTO

Pré-visualização | Página 3 de 3

– Retorno sobre investimento, que seria o custo que a empresa teria com um programa contínuo de capacitação dos funcionários e o retorno obtido com esta ação.
8. RESULTADOS DA VISITA
Quanto à limpeza: a higienização, é feita todos os dias e o funcionário utiliza os suportes adequados – Calça, blusa, bota e touca.
Os produtos chegam em caminhões que descarregam na porta do armazém.
Há a conferencia de todos os materiais que chegam.
Os produtos refrigerados estão armazenados em freezer em temperatura correta;
O serviço de entrega é eficaz e rápido.
	
8.1. DEFICIÊNCIAS ENCONTRADAS:
Erros nas pesagens de alguns alimentos e no preenchimento das planilhas. 
Pouco espaço para deslocamento de clientes;
Devoluções causadas por erros no preenchimento dos lotes.
Falta de uma pessoa que coordene o auxiliar de estocagem.
Produtos sem cadastro no sistema de gerenciamento.
8.2. SOLUÇÕES APRESENTADAS:
Contratar um profissional para qualificação de funcionários de modo a não comprometer o andamento do trabalho. 
Oferecer treinamento para todos os funcionários, especialmente para aqueles que são responsáveis pelas planilhas de entrada e saída dos produtos e também os que separam os lotes dos produtos.
Facilitar o deslocamento e locomoção dentro do Mercadinho;.
Manter o controle da entrada e saída dos produtos para que não aconteçam erros de pesagem e de quantidade errada, evitando a devolução da mercadoria.
Sempre verificar as instalações da empresa para que não haja riscos para os funcionários e para que tudo esteja dentro dos padrões exigidos.
Escolher outro local de descarregamento dos produtos, evitando assim o difícil acesso ao armazém.
Organização para que todos os produtos estejam cadastrados e de forma correta;
9. RESULTADOS DO PROJETO:
Ao longo do Projeto fizeram-se necessárias algumas alterações. Em primeiro havia-se pensado em propor a aquisição de uma máquina que lê o código de barras. Essa proposta foi substituída pelo investimento em mão de obra (capacitação do funcionário e contratação de mais um funcionário para estocagem).
Havia-se pensado também em fazer uma capacitação com o funcionário. Na verdade foi realizada uma visita guiada na empresa com os membros do Projeto e a dona do Mercadinho Lucileide Ribeiro Rabelo e uma reunião com o, controle de qualidade.
Na reunião foi abordado os seguintes fatos:	Vimos que a empresa tem muito erro no que diz respeito a pesagem de alguns produtos ( farinha, açúcar, lingüiça, carne, entre outros) , erro na quantidade, peso, tipo e o maior problema é a falta de atenção da pessoa responsável. Foi proposto capacitar o funcionário e acompanhar seu trabalho.
Primeiro ponto levantado, a importância de registrar os estoques momento de entrada. Quando isso não acontece, há a enorme possibilidade de registrar de forma errada ou não registrar.
Segundo ponto, estoques não batem porque não se registra no momento em que ocorre a saída. O item é utilizado, vendido e a baixa ainda não foi dada. 
Terceiro ponto, organização da área de estocagem. Separar os produtos por status. Um exemplo bem simples, é a utilização de etiquetas com cores diferenciadas. Estoques organizados com localizações bem definidas, arruamentos, sinalização, controle de acessos e designação de áreas específicas para materiais recebidos, a despachar, reservados, etc ajudarão muito na boa organização dos estoques.
Quarto ponto, compreender e saber preencher a planilha e lançar no sistema.
9.1. Resultados Indicadores de competência
Quanto aos indicadores de competência, vale ressaltar que todas as propostas apresentadas foram acatadas, portanto, acredita-se que o projeto contribuiu significativamente e alcançou o objetivo pretendido, de propor soluções viáveis.
10. CONSIDERAÇÕES FINAIS
O Projeto Estudo na Gestão de Estoques na Empresa Mercadinho Rabelo II será um momento ímpar de interação com o cotidiano de uma empresa, de entrosamento com as deficiências da área de estoques e a importância de elaboração de intervenções de curto prazo e viáveis para a empresa. Esse proporcionará o aperfeiçoamento das habilidades desenvolvidas durante o curso de ciências contábeis e fortalecimento do trabalho em grupo. 
Há que se considerar que o prazo ainda tornou-se insuficiente para uma análise mais profunda dos resultados obtidos pela empresa, a serem identificados com a comparação das demonstrações contábeis, mas sem dúvidas será uma base bem construída para o Plano de Controladoria a ser desenvolvido no próximo semestre.
A realização das atividades mostrou que um projeto é dinâmico, tal qual a atuação contábil. Necessita-se de análises constantes, de empenho, compromisso e dedicação e que o planejamento e o poder de adequação são fundamentais para o alcance das metas esperadas.
Por fim, entende-se que trabalhar com o controle de estoques é uma peça chave para o sucesso de uma empresa, a garantia não apenas de lucros, mas de uma gestão eficiente, de uma marca consolidada e de clientes fiéis e satisfeitos. 
Concluímos que com o uso da ferramenta torna-se mais fácil a organização do projeto, conseguimos classificar, separar e solucionar os problemas de cada setor da empresa, visualizando os problemas mais críticos.
Depois da aplicação desse projeto, a empresa diminuirá custos com produtos que vencem, aumentando seu lucro, solucionará a alta rotatividade de funcionários, diminuirá o índice de reclamações dos clientes tornado-a assim mais competitiva e aproximando o Armazém São Pedro alimentícios, de seus concorrentes mais fortes.
11. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
CARVALHO, M.M.; PALADINI, E.P. Gestão da qualidade: teoria e casos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.2-332p.
ROBLES JÚNIOR, Antônio. Custo da qualidade: uma estratégia para a competição global. São Paulo: Atlas, 1994.
 São Paulo, 2003 47 p. Monografia (MBA/Varejo especialização em Administração)-FEA/USP.
SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da produção. 2. ed. São Paulo, 2002.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.